Flunarizina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Flunarizina
Alerta sobre risco à saúde
Flunarizine structure.svg
Nome IUPAC 1-[Bis(4-fluorfenil)metil]-4-[(2E)-3-fenilprop-2-en-1-il]piperazina (flunarizina)
Identificadores
Número CAS 52468-60-7,(flunarizina)
30484-77-6 (dicloridrato)
PubChem 94361
Código ATC N07CA03
Propriedades
Fórmula molecular C26H26F2N2 (flunarizina)
C26H26F2N2·2HCl (dicloridrato)
Ponto de fusão

251,5 °C(dicloridrato) [1]

Riscos associados
Frases R R22
LD50 960 mg·kg-1 (camundongo p.o.) [2]
Página de dados suplementares
Estrutura e propriedades n, εr, etc.
Dados termodinâmicos Phase behaviour
Solid, liquid, gas
Dados espectrais UV, IV, RMN, EM
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Flunarizina é o único bloqueador dos canais de cálcio recomendando na profilaxia da migrânea.[3] É popularmente usado no tratamento de distúrbios circulatórios cerebrais e de equilíbrio.[3] O bloqueio do influxo de cálcio que é seu efeito ocorre somente sobre quantidades excessivas e deletérias para a célula.[4] Sua absorção se dá pelo trato gastrointestinal, e atinge pico de concentração entre duas e quatro horas.[4] Seu principal metabólito é a hidroflunarizina.[4] Dentre os efeitos colaterais, movimentos anormais como parkinsonismo já foram reportados.[5]

Referências

  1. The Merck Index: An Encyclopedia of Chemicals, Drugs, and Biologicals, 14. Auflage (Merck & Co., Inc.), Whitehouse Station, NJ, USA, 2006; S. 708?709, ISBN 978-0-911910-00-1.
  2. Thieme Chemistry, ed. (2009). RÖMPP Online - Version 3.4. Stuttgart: Georg Thieme Verlag KG 
  3. a b «Análise das bulas dos profiláticos da migrânea» (PDF). Headache Medicine. janeiro/fevereiro/março de 2010. Milton Marchioli. 14 páginas. Consultado em 28 de setembro de 2013. Arquivado do original (PDF) em 2 de outubro de 2013. O único bloqueador dos canais de cálcio recomendado na profilaxia da migrânea é o dicloridrato de flunarizina. Ele é popularmente usado no tratamento dos distúrbios do equilíbrio e circulatórios cerebrais, mas nas bulas de todas as apresentações comerciais, com exceção do Fluvert®, há indicação na profilaxia da migrânea. 
  4. a b c «RELATÓRIO: CASO CLÍNICO DE EPILEPSIA». UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA. veterinariadocs. 2010. pp. 10–11. Consultado em 28 de setembro de 2013. Arquivado do original em 3 de outubro de 2013. Age apenas no bloqueio de influxo de cálcio em quantidades excessivas e deletérias para a célula. [...] É absorvido pelo trato gastrointestinal. Após a dose oral, atinge pico de concentração em 2 a 4 horas. [...] Seu principal metabólito é a hidroflunarizina 
  5. Rissardo, Jamir Pitton; Caprara, Ana Letícia Fornari (26 de junho de 2020). «Cinnarizine- and flunarizine-associated movement disorder: a literature review». The Egyptian Journal of Neurology, Psychiatry and Neurosurgery (1). ISSN 1687-8329. doi:10.1186/s41983-020-00197-w. Consultado em 12 de novembro de 2021