Foliões de Botafogo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Foliões de Botafogo
Bandeira do GRES Foliões de Botafogo.png
Fundação 20 de janeiro de 1950
Cores Vermelho e Branco
Símbolo Arlequim
Bairro Botafogo

Grêmio Recreativo Escola de Samba Foliões de Botafogo foi uma escola de samba da cidade do Rio de Janeiro, com sede no bairro de Botafogo.

História[editar | editar código-fonte]

Surge a 20 de janeiro de 1950 como Bloco Carnavalesco Foliões de Botafogo, transformado em escola de samba somente vinte anos mais tarde.

A agremiação ensaiava na Rua Mena Barreto, e suas cores eram vermelho e branco. Seu símbolo era um Arlequim. Pessoas importantes frequentavam os ensaios como Vatusi, Walter Alfaiate, Beth Carvalho, Almir Guineto, Carlinhos Passista, entre outros.

Seu retrospecto começa, em 1974, no Grupo 3 (atual acesso B), quando na estréia consegue o vice-campeonato com o enredo Batismo do gigante adormecido. A agremiação vencedora foi a União de Padre Miguel.

No ano seguinte, faz boa campanha, chegando em 4° lugar no então Grupo 2 (atual A). Duas escolas naquela oportunidade subiram, que foram Lins Imperial e Tupy de Brás de Pina. O enredo apresentado foi Glória em pedra sabão.

Em 1976, no entanto, quase é uma das oito rebaixadas para o Grupo 3, salvando-se por muito pouco. Ficou na 12° colocação com o enredo Festa do Bonfim.

Em 1977, infelizmente não se salva. A 12° colocação não foi suficiente para livrá-la do descenso para o Grupo 3 (atual B). O enredo apresentado foi O Cortiço.

De volta ao Grupo 3, a escola da Zona Sul apresentou o enredo, em 1978, Festa no céu, mas que lhe deu apenas a 15° colocação no grupo, que era o último existente.

Em 1979, houve um remanejamento das escolas com a criação de novos grupos e mudança de nomenclatura. Os grupos passaram a se chamar, na ordem: 1-A (atual Especial), 1-B (atual acesso A), 2-A e 2-B. A Foliões foi transferida para o Grupo 2-B e foi a campeã com o enredo A ceia dos orixás.

Em 1980, foi 4° colocada no Grupo 2-A (atual B) com o enredo A fé e o culto negro no Brasil, permanecendo no mesmo patamar.

Em 1981, conseguiu apenas a 8° colocação, sempre no Grupo 2-A, com o enredo Sonho das esmeraldas.

Em 1982, ficou a apenas duas posições do acesso. Acabou em 4° lugar com o enredo Alegria chegou.

Em 1983, ficou em 9° lugar no mesmo Grupo 2-A com o enredo Dona Santa, rainha do maracatu.

Em 1984, tentou novamente o acesso, mas só alcançou a 9° posição com o enredo Traços de raça. Era o ano de inauguração do Sambódromo da Marquês de Sapucaí.

No ano de 1985, a escola foi apenas a 7° na classificação geral do Grupo 2-A, equivalente ao hoje Grupo de acesso B. O enredo foi Sassaricando.

Em 1986, foi a última colocada, portanto rebaixada para o Grupo 2-B (acesso C), ficando na 12° colocação. O enredo apresentado foi Brasil, um sonho maior.

Em 1987, houve novo remanejamento das escolas e nova criação de grupos. Foram criados os Grupos 1, 2, 3 e 4. A Foliões foi transferida para o Grupo 4 e ficou na 9° colocação com o enredo Bahia, terra mágica dos batuques e orixás.

Em 1988, foi apenas a 6° colocada, sempre no Grupo 4, com o enredo O mundo maravilhoso da criança. No ano seguinte, foi 5° lugar com o enredo Deu a louca na mitologia.

Em 1990, já no Grupo 3, foi 6° com o enredo A volta por cima. Na realidade, a escola não ascendeu de grupo. Simplesmente o Grupo 4 foi transformado em 3, com a criação de um certo Grupo de Acesso, o último, que servia para avaliar novas escolas, numa espécie de laboratório.

Em 1991, foi 6°, mais uma vez no Grupo 3, com o enredo África em festa.

Em 1992, foi 7° colocada no Grupo 3, com o enredo O que é que tem este Brasil lindo e trigueiro.

Em 1993, quase consegue a promoção para o Grupo 2. A agremiação ficou em 4° lugar com o enredo Nem melhor nem pior apenas diferente - Salgueiro.

Em 1994, acabou rebaixada para o Grupo 4, ao ficar na 8° colocação com o enredo Parará que gente é essa, parará que gente má.

Em 1995, houve um novo remanejamento de grupos com a criação dos seguintes: Grupo Especial, Grupo de acesso A, Grupo de acesso B, Grupo 1 (correspondente ao C) e Grupo 2 (correspondente ao D). A agremiação foi transferida para o Grupo de acesso B e ficou na posição 7°.

Em 1996, estava inexplicavelmente no Grupo C, visto que não tinha sido rebaixada no ano anterior. Acabou ficando em 8° lugar, quase descendo para o Grupo D, salvando-se por uma posição. O enredo apresentado foi Brasil, mostre suas artes marciais.

Em 1997, ainda no Grupo C, ficou na posição 6° com o enredo Pizza nossa de cada dia.

Em 1998, no mesmo grupo, foi 6° colocada novamente com o enredo Alegria alegria, o circo chegou.

Em 1999, foi promovida finalmente em 4° lugar para o Grupo B. O enredo foi Zezé Macedo - a estrela - filha de Silva Jardim.

Em 2000, houve uma mudança de nomenclatura de grupos. O Especial continuou o mesmo. Os outros mudaram simplesmente para A, B, C, D e finalmente foi criado o Grupo E. A Foliões ficou no Grupo B, para onde tinha subido no ano anterior. Salvou-se por pouco do descenso ao ficar na 8° posição com o enredo apresentado Palmares em festa.

Em 2001, manteve-se no Grupo B, ao ficar em 9° lugar com o enredo Quando 3001 chegar.

Em 2002, acabou última do grupo sendo rebaixada de volta para o C. Foi a 12° colocada com o enredo Deus ajuda a quem cedo madruga. Nesse caso, Deus não ajudou a gloriosa escola da Zona Sul.

Em 2003, sofreu novo revés. Um novo descenso para a Foliões ocorreu mediante a colocação de 11°, apenas penúltima do grupo, fazendo-a descer para o Grupo D. O enredo apresentado foi Elza Soares, a zumbi do morro e do samba.

Em 2004, foi apenas 4° colocada no Grupo D, não conseguindo promoção para o ano seguinte. O enredo apresentado foi Um conto tapajó-madeira, Foliões enfeitando a fauna brasileira. Foi o último ano de uma longa trajetória dessa agremiação carnavalesca.

Desde 2006, virou bloco de embalo desfilando pelas Ruas do Bairro de Botafogo.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmios recebidos pelo GRES Foliões de Botafogo.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
2001 S@mba-Net Revelação (Júnior - Mestre-sala mirim) Grupo B [1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ARAÚJO, Hiram. Carnaval: seis milênios de história. Rio de Janeiro: Ed. Gryphus, 2003.
  1. «Premiação S@mba-Net 2001». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016