Fonte Quente (Leiria)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Fonte Quente é uma fonte de elevado interesse histórico localizada no sopé do Monte São Miguel, de onde brotam duas correntes, uma fria e outra tépida: a tépida constitui a Fonte Quente, também denominado por "Olho de Pedro"; a fria foi transformada num chafariz em 1824, (hoje é chamada de Fonte dos Namorados), onde já não corre água. As águas eram sulfurosas e provou-se as suas propriedades curativas, pelo que na Fonte Quente a água foi aproveitada para a realização de banhos, sendo durante muito tempo usada frequentemente pela população, especialmente aos sábados, até à instalação da rede de saneamento de água na cidade na década de 1930 do século XX. Hoje ainda podemos ver a casa com os 2 tanques onde antes se efectuavam os banhos, mas a água foi desviada para passar por baixo da casa e brotar metros à frente.

Estas águas foram muito usadas pelo Convento de São Francisco, pelo que a água tépida alimentava os tanques do conto onde os religiosos tomavam banho (estas águas provinham da fonte de Sta. Catarina, a metros da Fonte Quente, que hoje já não existe).

A água era ainda conduzida para o convento (na outra margem do rio, perto do Maringá), da qual os religiosos bebiam depois de esfriado.