Força (Star Wars)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde abril de 2017). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Boneco representando Yoda, um dos mestres do lado luminoso da Força

A Força é um poder metafísico e onipresente que faz parte do universo ficcional de Star Wars criado por George Lucas. Mencionado já no primeiro filme da série (Star Wars) em 1977, ele é parte integrante de todas as encarnações subsequentes de Star Wars, incluindo o universo expandido de histórias em quadrinhos, romances e jogos de videogame.

Dentro da franquia, a Força é um campo metafísico capaz de dar poderes aos seres vivos que são sensíveis a ele. Os maiores praticantes da Força na saga são as ordens monásticas Jedi e Sith. No Universo Expandido, organizações menores ao redor da galáxia (como as Bruxas de Dathomir) utilizam a Força, embora de maneira diferente em relação ao modo como os Jedi e Sith a utilizam.

Definição[editar | editar código-fonte]

"[..] Aliada minha é a Força, e poderosa aliada é; a vida cria, crescer ela faz, é a energia que cerca nós e liga nós.." - Mestre Yoda

A Força é descrita por Obi Wan Kenobi no primeiro filme da série como "um campo de energia criado por todas as coisas vivas: ela nos cerca, nos penetra; mantém a galáxia unida".[1] No cânone de Star Wars, a Força tem dois aspectos: a Força Viva, que é a energia de todos os seres vivos, e a Força Cósmica, que mantém a galáxia unida e se comunica aos indivíduos através dos midi-chlorians.[2] Os midi-chlorians são organismos microscópicos que vivem nas células de todas as coisas vivas. O que determina a sensibilidade de um ser para a Força, é a quantidade de midi-chlorians que ele tem em seu sangue.[3]

"Toda energia da Força Viva, de todas as coisas vivas que tenham existido, alimenta a Força Cósmica, ligando tudo e se comunicando conosco através dos midi-chlorians. Por causa disto, eu posso falar com você agora".

Através dos midi-chlorians, Jedi que tem o conhecimento e forte conexão com a Força Viva, foram capazes de manter sua consciência viva após a morte.

Os lados da Força[editar | editar código-fonte]

A Força Viva é vista como influenciada pelas emoções dos seres vivos. Possui dois aspectos: Luz e Trevas, que têm a ver com as atitudes morais dos seres. A Luz é caracterizada pela compaixão, bondade, altruísmo, humildade. O lado sombrio é caracterizado por ódio, raiva, maldade e ganância. Na filosofia Jedi, a Força é a luz, ou seja: é serena e equilibrada. O lado sombrio abala este equilíbrio com sentimentos negativos. Por isto, os Jedi dizem que pertencem ao "lado luminoso da Força".

Filosofia Jedi[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Jedi
Não há emoção; há paz.
Não há ignorância; há conhecimento.
Não há paixão; há serenidade.
Não há caos; há harmonia.
Não há morte; há a Força.

Filosofia Sith[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Sith
Paz é uma mentira, só existe paixão.
Através da paixão, ganho força.
Através da força, ganho poder.
Através do poder, ganho a vitória.
Através da vitória, minhas correntes se rompem.
A Força me libertará."

Poderes e Habilidades (Concedidos pela Força)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lista de superpoderes na ficção

Qualquer ser vivo que aprenda a manipular a Força, ganha vários poderes de natureza Paranormal, como:

  • O aumento dos atributos físicos;
  • Habilidades telepáticas (como visões precognitivas e controle/sugestão mental.);
  • Empatia com outros atuantes da Força;
  • Telecinese (como disparos de pulsos de energia telecinéticos, ou de fato a movimentação de objetos);
  • maior resistência;
  • Velocidade e agilidade melhoradas;
  • Habilidades de cura;
  • Poder elétrico (disponível para Siths) e outros métodos não mencionados.
  • Faro, tendo o olfato mais aguçado.
  • Combustão (disponível para Jedis)

Simulação de brinquedo[editar | editar código-fonte]

Em 2009, a empresa estadunidense Uncle Milton Industries lançou o brinquedo Star Wars Force Trainer. Ele usa um eletroencefalograma em conjunto com um jato de ar para permitir que o usuário levite uma bola, concentrando-se.[4][5]

Origem[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Bioenergia (esoterismo) e Magia

A Força contém muitas semelhanças com princípios filosóficos e religiosos existentes. O conceito pode derivar da força ódica do Barão Karl von Reichenbach. Muitos a relacionam aos conceitos de Ki (também chamado "chi" na China, Japão e Coreia), Prana (Índia), Mana (Polinésia) e outras tradições semelhantes que focalizam em torno da ideia de uma energia espiritual existente dentro do universo. Como o taoismo, o foco primário de Star Wars origina-se na ideia de Yin e Yang — as duas forças que mantêm o universo em equilíbrio.

Tudo, do bem e mal (como conceitos metafísicos) até temperaturas altas e baixas, são consideradas como parte disto, e é aqui que vemos a comparação mais proeminente aos lados claro e escuro da Força de Star Wars. Mas, deve ser notado também, que ela é semelhante à filosofia taoista, mas com menor dicotomia e com mais necessidade de equilíbrio (visto na filosofia do balanceamento da Força). O modo Jedi de serenidade e paz é muito parecido com as virtudes pregada nos cinco pilares do islamismo. Isto também se reflete no Templo Jedi, que consiste em cinco pináculos, ou torres.

Referências

  1. Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança. Edição Especial. DVD. 20th Century Fox.
  2. Star Wars: The Clone Wars – "Voices"
  3. Star Wars: Episódio I - Ameaça Fantasma. DVD. 20th Century Fox.
  4. Snider, Mike (07 de janeiro de 2009). «Toy trains 'Star Wars' fans to use The Force» (em inglês). USA Today. Consultado em 13 de agosto de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. «NeuroSky Partners» (em inglês). NeuroSky. Consultado em 13 de agosto de 2013 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Star Wars Roleplaying Game: Revised Core Rulebook, hardcover, 2002. Bill Slavicsek, Andy Collins, J.D. Wiker, ISBN 0-7869-2876-X
  • Star Wars Roleplaying Game: Power of the Jedi Sourcebook, hardcover, 2002. Michael Mikaelian, Jeff Grubb, Owen K.C. Stephens, James Maliszewski, ISBN 0-7869-2781-X
  • The Dark Side sourcebook, Wizards of the Coast, primeira impressão, 2001. Bill Slavicsek, J. D. Wiker, ISBN 0-7869-1849-7
  • The Tao of Star Wars, John M. Porter, Humanics Trade Group, 2003, ISBN 0-89334-385-4.
  • The Dharma of Star Wars, Matthew Bortolin, Wisdom Publications, 2005, ISBN 0-86171-497-0.
  • The Making of Episode I: The Phantom Menace, Laurent Bouzereau, Jody Duncan, ISBN 0-345-43111-1
  • Galaxy Guide 4: Alien Races (Revised and Expanded), Troy Denning, West End Games, 1994, ISBN 0-87431-208-6
  • Empire Building: The Remarkable, Real-Life Story of Star Wars, Garry Jenkins, Citadel Press; Revised & Updated Edition, 1999, ISBN 0-8065-2087-6
  • Life After Darth, Steve Silberman, Wired Magazine, Maio de 2005
  • The Sith War, 1ª edição paperback de comércio, 1996. Kevin J. Anderson, ISBN 1-56971-173-9
  • Episode I: The Phantom Menace – Novelisation, 1 ª edição paperback, 1999. Terry Brooks, George Lucas, ISBN 0-345-43411-0
  • Episode III: Revenge of the Sith – Novelisation, 1st edition hardcover, 2005. Matthew Woodring Stover, George Lucas, ISBN 0-7126-8427-1
  • Tales from Jabba's Palace, 1ª edição, 1995. Kevin J. Anderson (editor), ISBN 0-553-56815-9
  • "Of the day's annoyances: Bib Fortuna's tale", M. Shayne Bell
  • Vision of the Future, primeira impressão, 1998. Timothy Zahn. ISBN 0-553-10035-1
Ícone de esboço Este artigo sobre ficção científica e fantasia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.