Força Aérea da Arábia Saudita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Força Aérea da Arábia Saudita
Flag of the Royal Saudi Air Force1.png
Ensígnia da Força Aérea Saudita
País Arábia Saudita
Corporação Força Aérea
Subordinação Forças Armadas Sauditas
Sigla RSAF
Criação 1920
Logística
Efetivo + 700 aeronaves
Insígnias
Cocar Roundel of the Royal Saudi Air Force.svg
Cocar de Baixa Visibilidade Roundel of the Royal Saudi Air Force-Low Visibility.svg
Comando
Comandantes
notáveis
Sultan bin Salman bin Abdulaziz al-Saud
Sede
Sede Riade

A Força Aérea da Arábia Saudita (em árabe: القوات الجوية الملكية السعودية‎, al-quwwāt al-ğawwiyyah al-malakiyyah as-suʿūdiyyah) é o ramo aéreo das Forças Armadas da Arábia Saudita.

História[editar | editar código-fonte]

Uma das mais antigas forças aéreas do Mundo Árabe, a força aérea saudita foi criada em 1950, durante o reinado de Abd al-Aziz Al Saud, quando a Grã-Bretanha ajudou a treinar os primeiros pilotos. A partir de 1952, a influência dos Estados Unidos cresceu quando a USAF estabeleceu uma grande base aérea em Dhahran.[1]

Nas décadas de 1960 e 1970, iniciou-se um grande programa de expansão militar devido ao aumento da produção de petróleo do reino. Os britânicos, com os English Electric Lightning e BAC Strikemaster, e os norte-americanos, com os C-130 Hercules e Northrop F-5, conseguiram vender aeronaves aos sauditas.[2]

Em meados de 1980, outros acordos entre Riade e Washington foram firmados, com o objetivo de conter a crescente influência iraniana no Golfo Pérsico. Durante este período, o governo dos Estados Unidos anulou protestos do lobby pró-Israel no Congresso contra a venda de AWACS E-3 Sentry e caças F-15 Eagle para que os sauditas pudessem proteger os seus campos de petróleo no leste, de ataques aéreos iranianos. O conflito entre Irã e Iraque estava em seu auge, e os F-15 da Arábia Saudita tiveram a sua primeira vitória em combate aéreo contra os F-4 Phantom do Irã.

Fotos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]