Foreshadowing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Foreshadowing é um artificio literário pelo qual um autor insinua fragmentos da história que ainda está por vir. É uma espécie de "truque narrativo" no qual um elemento é colocado em cena de maneira que o publico não o decifre de imediato, e sua volta posteriormente abala a trama de maneira significativa. Difere-se do red herring devido seus elementos serem fatos que serão realocados na história, e não apenas criando aleatoriamente pistas falsas ou induzir o espectador a raciocinar de modo errôneo.[1]

A técnica, consiste, de forma sumarizada, em detalhes nos filmes que às vezes é parte do dialogo, outras vezes é um mero objeto em cena.[2] Pode-se usar como exemplo o filme Toy Story de 1995, no qual Sid Phillips tortura Xerife Woody com uma lupa para queima-lo. A escolha pela lupa possui um propósito no roteiro que vai checar com a ideia de Woody para ajudar Buzz Lightyear à acionar o foguete no final da trama.[3]

Referências

  1. Vicente Prado Nogueira (2 de junho de 2012). «"Foreshadowing": a bola de cristal da ficção». Viés. Consultado em 18 de dezembro de 2016 
  2. Max Valarezo (7 de abril de 2016). «O que é Foreshadowing?». AcabouDeAcabar. Consultado em 18 de dezembro de 2016 
  3. Thiago Romariz (18 de dezembro de 2016). «Como descobrir o final de um filme». Omelete. Consultado em 18 de dezembro de 2016