Formato do Campeonato Brasileiro de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Campeonato Brasileiro de Futebol (conhecido popularmente como Brasileirão e, por questões de patrocínio, como Brasileirão Petrobras[1][2]) é o principal torneio entre clubes de futebol do Brasil, disputado anualmente desde 1959. Uma das características históricas foi a falta de uma padronização no sistema de disputa, que mudava a cada ano, assim como as regras e o número de participantes. Atualmente, cada temporada decorre entre maio e dezembro, tendo 38 rodadas com dez partidas cada, totalizando 380 partidas em toda a temporada. A maioria dos jogos são disputados durante o período da tarde nos sábados e domingos e algumas vezes durante a noite no meio da semana.

Retrospecto[editar | editar código-fonte]

Participantes e a forma de disputa[editar | editar código-fonte]

  • Contagem de pontos: até 1994, cada vitória valia 2 pontos; a partir de 1995, por determinação da FIFA, passaram a valer 3 pontos.
  • Pontos extras: Entre 1975 e 1977, cada vitória por 2 ou mais gols de diferença dava um ponto extra ao vencedor. Em 1978 a regra do ponto extra se manteve, porém apenas para vitórias por 3 ou mais gols de diferença.
  • Decisões por pênaltis: no Campeonato de 1988, todos os jogos que terminassem empatados tinham decisões por pênaltis; vitória no tempo normal dava 3 pontos para o vencedor e zero pontos para o derrotado; vitória na decisão por pênaltis dava 2 pontos para o vencedor e 1 ponto para o derrotado.
  • Os campeonatos de 1979 e 2000 registraram a maior quantidade de times: 94 em 1979 e 116 na Copa João Havelange de 2000.
  • Em 1974, 40 times disputaram a primeira fase do torneio, divididos em 2 grupos de 20. Para a segunda fase, classificavam-se os 11 primeiros colocados de cada grupo, além dos dois clubes com maior média de público. Foi a única vez que a média de público foi usado como critério de classificação numa competição profissional no Brasil.
  • O Campeonato Brasileiro de 2003, o primeiro a ser disputado por pontos corridos, contou com 24 equipes e 46 rodadas, tornando-se, assim, um dos campeonatos mais longos do planeta. A forma de disputa se manteve a partir de então, porém com o número de clubes sendo reduzido para 22 e depois para 20.
  • Considerando apenas o período após 1971: Cruzeiro, Flamengo e Internacional são os únicos clubes a participarem das 46 edições do torneio (incluindo 2016).
  • Cruzeiro, Flamengo, Santos e São Paulo são os únicos clubes brasileiros que nunca foram rebaixados para Série B.
  • Apenas uma cidade, o Rio de Janeiro, teve quatro de seus clubes campeões, vindo em seguida São Paulo, com três clubes campeões, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre, com dois clubes, entre aquelas que tiveram mais de um clube campeão. No total, dezessete clubes de nove cidades diferentes sagraram-se campeões brasileiros, sendo que apenas o Estado de São Paulo teve mais de uma cidade com clube campeão, com três cidades representadas, Campinas, São Paulo e Santos. Das nove cidades com clubes campeões brasileiros, cinco estão na Região Sudeste, duas na Região Nordeste e duas na Região Sul, com a Região Centro-Oeste e a Região Norte, nunca tendo tido clubes que tenham conquistado o título de campeão brasileiro.
  • Desde 2002, apenas clubes da Região Sudeste conquistam o título de campeão brasileiro.

Atual Formato[editar | editar código-fonte]

Vinte clubes participam do Campeonato Brasileiro. Durante o decorrer da temporada (de maio a dezembro), cada clube joga duas vezes contra os outros (em um sistema de pontos corridos), uma vez em seu estádio e a outra no de seu adversário, em um total de 38 jogos. As equipes recebem três pontos por vitória e um ponto por empate. Não são atribuídos pontos para derrotas. As equipes são classificadas pelo total de pontos acumulados ao final do campeonato. Em caso de empate entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate são os seguintes: maior número de vitórias; maior saldo de gols; maior número de gols pró; confronto direto; menor número de cartões vermelhos recebidos; menor número de cartões amarelos recebidos.

No final de cada temporada, o clube com mais pontos é coroado campeão. Se a pontuação for igual nos três critérios, as equipes ocuparão a mesma posição. Se houver um empate para o campeão, para o rebaixamento ou na qualificação para outras competições, um jogo em campo neutro decide a classificação.

Referências

  1. De Prima (18 de junho de 2011). «Petrobras paga R$ 18 milhões para patrocinar Brasileirão». Lance!. Lance!NET. Consultado em 29 de janeiro de 2014 
  2. Felipe Collins Figueiredo (27 de julho de 2012). «Globo cede a naming rights no futebol». PropMark, hospedado por UOL. Consultado em 29 de janeiro de 2014