Fortaleza da Ilha de Goreia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Forte d'Estrées, ilha de Goréia: actual Museu Histórico do Senegal.
Planta da ilha de Goréia com suas fortificações (Amsterdam, 1772).

A Fortaleza da Ilha de Goreia localiza-se na ilha de Goreia, ao largo da costa do Senegal, frente a Dakar, na África Ocidental.

Foi, entre os séculos XV e XIX, um dos maiores centros de comércio de escravos africanos.

História[editar | editar código-fonte]

A ilha foi descoberta pelo navegador português Dinis Dias em 1444. O forte-feitoria foi erguido por portugueses em 1536. Posteriormente esse entreposto foi, ao longo dos séculos, conquistado e administrado por Neerlandeses (1617), Franceses (1677), Ingleses (durante as Guerras Napoleónicas), e novamente por Franceses (de 1817 em diante).

A ilha e suas edificações encontram-se classificadas desde 1978 como Património da Humanidade pela UNESCO.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]