Forte de Bahla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Pix.gif Forte de Bahla *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Bahla Fort.jpg
O forte de Bahla na cidade de Bahla
País Omã
Critérios (iv)
Referência 433
Coordenadas 50° 45′ S 166° 6′ E(Omã)
Histórico de inscrição
Inscrição 1987 (em perigo:1988-2004(? sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

O Forte de Bahla localiza-se na cidade de Bahla, em Omã.

História[editar | editar código-fonte]

Foi erguido entre os séculos XIII e XIV, quando o oásis de Bahla era próspero sob o comando dos Banu Nebhan.

Juntamente com os fortes de Izki, Nizwa e Rustaq, constitui-se num centro de resistência kharijita à "normalização" do califa Harun al-Rashid.

O forte não teve obras de conservação nem de restauracão até 1987, quando foi declarado como Património Mundial pela Unesco.

Em estado de acentuada deterioração, com paredes a ruir na estação chuvosa, esteve classificado na Lista do Património Mundial em perigo entre 1988 e 2004.

Os trabalhos de restauração iniciaram-se por volta de 1990, tendo permanecido coberto de andaimes e fechado aos turistas por muitos anos.

Características[editar | editar código-fonte]

Erguido em adobe, possui quinze portas e 132 torres de vigia.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma fortaleza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.