Forte de São Pedro do Estoril

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Forte de São Pedro do Estoril
Forte s pedro estoril 1.jpg
Forte de São Pedro do Estoril
Mapa de Portugal - Distritos plain.png
Construção João IV de Portugal (1642)
Estilo Abaluartado
Conservação
Homologação
(IGESPAR)
IIP
(DL 129/77 de 29 de Setembro de 1977)
Aberto ao público Sim

O Forte de São Pedro do Estoril, também conhecido como Forte da Poça, localiza-se na praia da Poça, freguesia de São João do Estoril, Concelho de Cascais, Distrito de Lisboa, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Forte de São Pedro do Estoril: brasão de armas.

Integra a linha de fortificações erguida entre 1642 e 1648 por determinação de D. António Luís de Meneses, governador da Praça-forte de Cascais, no contexto da Guerra da Restauração, e que se estendia entre São Julião da Barra e o Cabo da Roca.

De acordo com a inscrição epigráfica sobre o portão de armas, as suas obras iniciaram-se em 5 de Abril de 1642, concluindo-se no ano seguinte [1].

Embora atualmente se encontre descaracterizado, os seus traços originais podem ser reconstituídos através de planta levantada por Mateus do Couto em 1693, onde se constata que era em tudo semelhante ao Forte de São Teodósio, embora as dimensões sejam "ligeiramente superiores"[2].

Desactivado no século XIX, passou por diversas tutelas que, nas diferentes épocas, deram-lhe distintas utilizações. No século XX, em 1954, foi utilizado como Casa de Chá e, a partir de 1957 foi arrendado a um particular, passando a albergar um restaurante, o que levou a "múltiplas transformações e acrescentos"[3].

Foi classificado como Imóvel de Interesse Público através do Decreto nº 129 de 29 de Setembro de 1977. Actualmente funciona como uma discoteca.

Características[editar | editar código-fonte]

Forte de São Pedro do Estoril.

De planta poligonal quadrada, o seu corpo principal abrigava os alojamentos, dispostos em torno de um pátio, cobertos por um terraço. No espaço contíguo dispunha-se a bateria, de estrutura "rasante, alongada", com guaritas circulares cobertas nos vértices.

O conjunto era rodeado por um parapeito exterior de formato irregular, que constituía uma primeira barreira defensiva.

A inscrição epigráfica sobre o portão de armas, hoje parcialmente encoberta pelo toldo da discoteca, reza:

"O muito a... / desta praça D. António Luís de Meneses / e se começou em 5 de Abril de 1642 / Acabou-se na era de 1643"

Notas

  1. BARROS, BOIÇA, RAMALHO, 2001:107.
  2. Op. cit., p. 108.
  3. Op. cit., p. 112.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BARROS, Maria de Fátima Rombouts; BOIÇA, Joaquim Manuel Ferreira; RAMALHO, Maria Margarida Marques. As fortificações marítimas da costa de Cascais. Lisboa: 2001.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Grande Lisboa é um esboço relacionado ao Património, integrado no Projecto Grande Lisboa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.