Fortim do Varadouro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Fevereiro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fortim do Varadouro
Brazilian States.PNG
Construção Filipe IV de Espanha (1634)
Conservação Desaparecido
Aberto ao público Não

O Fortim do Varadouro localizava-se à margem esquerda do rio Paraíba do Norte, após a foz do rio da Guia, no litoral do estado da Paraíba, Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

À época da Dinastia Filipina em Portugal, no contexto da segunda das Invasões holandesas do Brasil (1630–1654), forças portuguesas teriam erguido, em 1634, um Reduto em pedra e cal, à margem esquerda da foz do rio Paraíba do Norte, no Varadouro («Fortim do Varadouro»), tendo por comandante o capitão Manoel Peres Correia. Conquistado por forças neerlandesas na ofensiva de dezembro de 1634, foi por elas desarmado na ocasião, a 21 de dezembro.[1]

Embora não esteja mencionado pelo Conde Maurício de Nassau no «Breve Discurso», datado de 14 de janeiro de 1638, o «Relatório sobre o estado das Capitanias conquistadas no Brasil», de autoria de Adriaen van der Dussen, datado de 4 de abril de 1640, informa:

«Abaixo da cidade Frederica está um reduto de pedra ou bateria fechada, no Varadouro, o qual domina o desembarcadouro aí existente; aí estão 4 ou 5 peças referidas, desmontadas.»

Por tal descrição, talvez possa-se tratar de remanescentes do Forte de São Filipe ou «Forte Velho».

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. BARRETO, Aníbal (Cel.) (1958). Fortificações no Brasil (Resumo Histórico). [S.l.]: Biblioteca do Exército Editora, Rio de Janeiro. 368 páginas 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • GARRIDO, Carlos Miguez. Fortificações do Brasil. Separata do Vol. III dos Subsídios para a História Marítima do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1940.
  • SOUSA, Augusto Fausto de. Fortificações no Brazil. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVIII, Parte II, 1885. p. 5-140.
Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma fortaleza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.