Saltar para o conteúdo

Fox Networks Group

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fox Networks Group
Fox Networks Group
Nome(s) anterior(es) Fox International Channels (1993–2016)
Subsidiária
Atividade Televisão
Fundação 27 de fevereiro de 1993; há 31 anos
Fundador(es) Rupert Murdoch
Sede Estados Unidos Los Angeles, Califórnia
Área(s) servida(s) Mundialmente
Produtos Televisão por assinatura
Marcas
Serviços Canais de televisão
Empresa-mãe Disney International Operations

Fox Networks Group (FNG) é uma subsidiária da The Walt Disney Company que supervisiona os ativos de televisão internacionais que foram adquiridos da 21st Century Fox. Produz e distribui mais de 300 canais de entretenimento, filmes, esportes e fatos em 45 idiomas na Europa, Oriente Médio, África e Ásia (também anteriormente na América Latina antes de ser renomeado para Star em 22 de fevereiro de 2021), usando várias marcas, incluindo Fox, Fox Sports e BabyTV. Entre suas marcas não lineares estavam Fox Play e Fox Plus. Essas marcas atingiram mais de 1,725 bilhão de lares em todo o mundo.

Até março de 2019, o grupo também incluía a unidade dos EUA que consistia no Fox Television Group, Fox Cable Networks, Fox Sports Media Group, Fox News Group, National Geographic Partners e Fox Networks Digital Consumer Group. Após a aquisição da 21CF pela Disney, a unidade da FNG nos EUA foi dispersa entre a Fox Corporation de Murdoch e a Walt Disney Television, enquanto as unidades fora dos EUA (anteriormente conhecidas como Fox International Channels, uma unidade anteriormente operada em conjunto com as unidades de transmissão doméstica da 21CF nos EUA até 2016, quando as unidades foram incorporadas ao Fox Networks Group) foram posteriormente integradas à unidade direta ao consumidor e internacional da Disney durante 2020.

História[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Logotipo usado pela subsidiária americana da Fox Networks Group; as unidades internacionais da FNG usaram um logotipo alternativo com a palavra "Fox" colorida em laranja

A Fox Networks Group foi formada em 1993 para servir como a unidade do negócio multimídia internacional de propriedade na época da News Corporation de Rupert Murdoch após a compra da STAR TV com o objetivo de atender seus canais internacionais.[1][2]

Em 2008, a Fox Broadcasting e a 20th Century Fox Television formaram a Fox Inkubation, uma iniciativa conjunta para novos talentos de animação que lhes permitiria produzir curtas de dois minutos como pilotos para novas séries. A Fox TV iniciou simultaneamente sua divisão de animação 20th Century Fox Television Animation com Jennifer Howell, a mesma executiva que chefiava a Inkubation e a Fox TV Animation. Em 2012, o Inkubation foi descontinuada porque os planos para um bloco de animação noturna avançaram e nenhum de seus projetos foi ao ar. Em maio de 2013, Howell saiu da Fox no final de seu contrato.[3]

A Fox Television Group foi formada em julho de 2014, englobando a Fox Broadcasting e a 20th Century Fox Television, e colocada sob a Fox Networks Group.[4] Em junho de 2014, a Fox Networks Group e Gail Berman formaram o The Jackal Group para fornecer programação para seus vários canais.[5]

Em julho de 2014, a Fox Networks Group e a DNA Films formaram a DNA TV Limited. A Fox Networks Group teria os primeiros direitos globais com opções de cofinanciamento para os programas da joint venture. A DNA TV seria administrada pela administração da DNA Films com Eric Schrier, presidente da programação original da FX Networks e da FX Productions, cuidando da participação da Fox.[6]

Em 2015, a 21st Century Fox e a National Geographic Society formaram uma nova joint venture chamada National Geographic Partners que supervisionaria os empreendimentos comerciais da Society.[7] Isso incluía a versão doméstica dos canais de TV da marca National Geographic nos Estados Unidos, mas a Fox Networks Group continuaria a lidar com as vendas de anúncios e a distribuição desses canais.

Em janeiro de 2016, a 21st Century Fox anunciou uma grande reorganização de seus negócios de televisão fora dos Estados Unidos. A Fox International Channels (FIC), que operava separadamente dos negócios domésticos de televisão da 21CF nos Estados Unidos, seria abolida, e o chefe de suas divisões regionais se reportaria ao CEO do Grupo Fox Networks, Peter Rice, e ao COO Randy Freer, absorvendo assim os negócios internacionais de televisão no Fox Networks Group.[8][9][10]

Em janeiro de 2017, a Fox Network Group e a 20th Century Fox formaram a FoxNext, que cuidaria do desenvolvimento de videogames, experiências de realidade virtual e negócios de parques temáticos.[11]

Internacional[editar | editar código-fonte]

Antigo logotipo da FIC usado até 2016
Antigo logotipo da FIC usado até 2010
Antigo logotipo da FIC usado de 2010 a 2012

Em 1997, a Fox International Channels comprou a NHNZ, uma produtora de documentários. A NHNZ tinha uma participação na Beach House Pictures, com sede em Singapura.[12]

Em 2001, a Fox International Channels entrou no mercado espanhol com a Fox e a National Geographic Channel adicionando a Fox Crime mais tarde.[13]

Em janeiro de 2004, o canal FX289 para o Reino Unido e Irlanda foi lançado, posteriormente rebatizado como FX quando mudou para a Sky EPG em abril de 2005.[14] O canal foi renomeado como Fox em 11 de janeiro de 2013.[15]

No início de 2006, a Fox International Channels formou uma produtora chamada Fox Toma 1 com o produtor de conteúdo argentino Ernesto Sandler. A FIC comprou uma participação majoritária na Telecolombia, renomeando a produtora para Fox Telecolombia em junho de 2007. Isso foi feito para impulsionar os programas originais em espanhol para a América Latina e os Estados Unidos. A Fox Telecolombia ainda forneceria programação à rede colombiana Telefutura e RCN.[16] Em setembro de 2007, a FIC comprou uma participação majoritária nas operações internacionais da BabyTV com os fundadores mantendo o negócio original em Israel.[16]

Em 2007, o canal argentino de estilo de vida Utilisima, lançado em 1996,[17] foi vendido para a Fox International Channels.[17] O canal tornou-se global em 2008, com a adição de um feed português,[18] e acabou por ser distribuído na América Latina, Canadá, Espanha, Nova Zelândia e Austrália e Estados Unidos. A versão americana do canal foi lançada em maio de 2010. Em 2013, foi renomeado como MundoFox e deixou de estar disponível internacionalmente fora da América Latina (exceto Brasil). Em julho de 2017, foi rebatizado como Nat Geo Kids. Seu feed brasileiro foi lançado separadamente em outubro do mesmo ano.

A National Geographic Channels International tentou lançar novos canais irmãos na Nat Geo na Índia, Nat Geo Wild, Nat Geo Adventure, Nat Geo Music e Nat Geo HD, tornando-os disponíveis para o mercado em maio de 2008.[19] A Fox International Channels lançou os novos canais Nat Geo novamente junto com FX, Fox Crime e BabyTV para adicionar à Fox History existente e ao canal principal Nat Geo em junho de 2010.[20]

Em janeiro de 2008, a Fox International Channels adquiriu o controle acionário da Real Estate TV (RETV), um canal britânico com temática imobiliária.[21] Em abril de 2008, a FIC lançou o Fox Next em Portugal, no pacote Meo Mix do Meo. O Fox Next é voltado para jovens de 25 a 44 anos e é programado com séries e filmes com horário nobre temático e blocos durante a semana.[22]

Em 2008, a FIC e a Rotana Media Services lançaram os canais Fox Movies e Fox Series no mercado do Oriente Médio.[23] A Fox então comprou uma participação na Rotana, enquanto a joint venture concordou com a Disney em transportar o conteúdo da Disney e da American Broadcasting Company nos dois canais por quatro anos.[24] Com a Abu Dhabi Media Company em julho de 2009, a FIC iniciou o National Geographic Abu Dhabi Channel.[23]

O canal Fox Life foi originalmente desenvolvido na Itália e depois lançado nos Bálcãs, Bulgária, Itália, Japão, Coréia, América Latina, Polônia, Portugal, Rússia e Turquia. A FIC disponibilizou o canal na Grécia em 1ºde dezembro de 2008 em inglês com dublagem em grego.[25]

Uma agência independente de vendas e marketing foi criada em Tallinn, Estônia, em junho de 2009. Em março de 2011, um escritório regional do Báltico foi criado em Tallinn com o proprietário da agência de marketing independente, Karoli Kindriks, como gerente regional, reportando-se a Ase Ytreland, diretor administrativo da Fox International Channels para a região nórdica e báltica.[26]

Em 19 de agosto de 2009, a News Corporation anunciou que iria reorganizar sua subsidiária da Ásia-Pacífico, Star Group, em Hong Kong. O Star Group foi dividido em Star India e Star Greater China. Alguns desses acordos eram que a empresa Star TV original assumiria a representação dos canais da FIC na região da NGC Network Asia, LLC, e a própria Star se transformaria em uma operação regional da Fox International Channels. Enquanto isso, a Star India cuidaria dos canais da marca Fox na Índia.[27][28][29]

Unidades[editar | editar código-fonte]

Internacional[editar | editar código-fonte]

Subsidiária do País Fox Fox Crime Fox Comedy Fox Life Fox Movies BabyTV
(Baby Network Ltd.)[30]
Outros
Disney Networks Group UK [31] Não Yes YourTV (1 de outubro de 2015 – 2019)[32]
Fox Networks Group Italia Não
The Walt Disney Company Bulgaria [33]
  • Balcãs
  • Bulgária
  • República Tcheca
  • Hungria
  • Romênia
  • Eslováquia
[34]
Fox Networks Group España Yes Não Yes
  • Viajar (1º de outubro de 1997 - 31 de dezembro de 2021)
[35]
Fox Networks Group France Não
  • Voyage (31 de maio de 1996 - 31 de dezembro de 2020)
Fox Networks Group Greece
The Walt Disney Company CIS
[[Fox Networks Group Portugal]
Fox Networks Group Poland
Fox Networks Group Scandinavia (várias unidades de negócios) Xee (Dinamarca)
Fox Networks Group Germany [36]
Fox Networks Group Benelux rowspan = "2"
The Walt Disney Company Africa
Fox Networks Group Turkey Yes [37] Não Não Não Não
Fox Networks Group Middle East Yes Não Não Yes Yes Star Movies
Star World
Fox Rewayat (2017-2022)
Disney Networks Group Asia Pacific Não Star Chinese Channel
Star Chinese Movies
Star World Taiwan
Star Movies Taiwan HD
Star Movies Gold

Antigas unidades (Estados Unidos)[editar | editar código-fonte]

Fox Television Group[editar | editar código-fonte]

Fox Cable Networks[editar | editar código-fonte]

National Geographic Partners[editar | editar código-fonte]

(transferida para Walt Disney Television)
uma parceria com National Geographic Society na qual a Fox detinha 73%[38][7]

FX Networks[editar | editar código-fonte]

(transferida para Walt Disney Television)

Fox Sports Media Group[editar | editar código-fonte]

Fox Television Stations Group[editar | editar código-fonte]

(desmebrada para a Fox Corporation)

Fox News Group[editar | editar código-fonte]

(spun off to Fox Corporation)

Divisões[editar | editar código-fonte]

Fox Networks Digital Consumer Group[editar | editar código-fonte]

Fox Networks Digital Consumer Group (FNDCG) era uma divisão da 21st Century Fox.[43] Após a transação da Disney, a FX Now e a Nat Geo TV mudaram para a Walt Disney Television, enquanto a Fox Now foi transferida para a Fox Corporation e a Fox Sports Go foi vendida para o Diamond Sports Group, uma joint venture entre a Sinclair Broadcast Group e a Entertainment Studios.[44][45]

Unidade Transferida para
FXNOW Vendida para Walt Disney Television
Nat Geo TV
Fox Now Desmembrada para Fox Corporation
Fox Sports Go Vendida para Diamond Sports Group, uma joint venture entre Sinclair Broadcast Group e Entertainment Studios

Fox Networks Group Content Distribution[editar | editar código-fonte]

Fox Networks Group Content Distribution era um distribuidor global de programação e formatos com e sem script de alta qualidade. É uma divisão da Fox Networks Group.

Fox Networks Engineering & Operations[editar | editar código-fonte]

Fox Networks Engineering & Operations era o braço de engenharia e operação da Fox Networks Group.

Fox Global Networks[editar | editar código-fonte]

Fox Global Networks era uma divisão da Fox Networks Group responsável pela distribuição e marketing da Fox Networks Group USA.

Fox Media[editar | editar código-fonte]

Fox Media foi uma divisão da Fox Networks Group que permitia parcerias inovadoras de vendas de anúncios, incluindo publicidade nativa e conteúdo de marca, em várias plataformas.

Fox Hispanic Media[editar | editar código-fonte]

Fox Hispanic Media era o braço de vendas de anúncios do portfólio de marcas em espanhol da Fox.

Fox Television Group (divisão)[editar | editar código-fonte]

Fox Television Group era uma divisão da Fox Networks Group que supervisionava o conteúdo da televisão.

Fox Cable Networks (divisão)[editar | editar código-fonte]

Fox Cable Networks era uma empresa americana da indústria do entretenimento que operava em quatro segmentos, principalmente entretenimento filmado, estações de televisão, redes de transmissão de televisão e programação de rede a cabo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Compaine, Benjamin M.; Gomery, Douglas (13 de julho de 2000). Who Owns the Media?: Competition and Concentration in the Mass Media Industry. [S.l.: s.n.] ISBN 9781135679231 
  2. Shenon, Philip (23 de agosto de 1993). «THE MEDIA BUSINESS; Star TV Extends Murdoch's Reach». The New York Times 
  3. a b Andreeva, Nellie (19 de fevereiro de 2013). «20th Century Fox TV Head Of Animation Jennifer Howell Exits». Deadline. Consultado em 6 de setembro de 2018 
  4. Flint, Joe (14 de julho de 2014). «21st Century Fox wants one big happy TV family with new structure». Los Angeles Times. Consultado em 25 de junho de 2019 
  5. Ge, Linda (9 de fevereiro de 2015). «Gail Berman Signs First Look Deal With Fox 2000». TheWrap. Consultado em 14 de julho de 2019 
  6. a b «DNA Films, Fox Networks Group Partner to Create DNA TV Limited». 10 de julho de 2014. Consultado em 5 de setembro de 2018. Eric Schrier, president of Original Programming for FX Networks and FX Productions, will manage Fox Networks Group’s participation. 
  7. a b c Szalai, Georg (9 de setembro de 2015). «Fox, National Geographic Society Expand Partnership, Add Mag, Digital Assets in $725 Million Deal». The Hollywood Reporter. Consultado em 5 de setembro de 2018 
  8. «Fox Networks Group Reorganizes International Television Business» (Nota de imprensa). 21st Century Fox. 11 de janeiro de 2016. Consultado em 11 de abril de 2019. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2018 
  9. Littleton, Cynthia (11 de janeiro de 2016). «Fox Reorganizes International Channels Division, CEO Hernan Lopez to Exit». Variety. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  10. Goldberg, Lesley (11 de janeiro de 2016). «Hernan Lopez Exits Fox International Channels Amid Global Consolidation». The Hollywood Reporter. Consultado em 11 de abril de 2019 
  11. McNary, Dave (18 de janeiro de 2017). «Fox Amps Up Immersive Business With FoxNext, Taps Salil Mehta». Variety. Consultado em 19 de janeiro de 2017 
  12. Benzine, Adam (19 de fevereiro de 2013). «Exclusive: Haslingden preps super-indie, acquires Northern Pictures, NHNZ». Realscreen. Brunico Communications Ltd. Consultado em 11 de junho de 2019 
  13. Dziadul, Chris (28 de agosto de 2014). «FOXLife to launch in Spain». Broadband TV News. Consultado em 21 de junho de 2019 
  14. Jay, Alan (14 de abril de 2005). «FX moves EPG positions on Sky». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 11 de janeiro de 2013 
  15. Martinovic, Paul (11 de janeiro de 2013). «FX becomes FOX: New promo video, idents released». Digital Spy. Consultado em 11 de janeiro de 2013 
  16. a b Hecht, John (27 de junho de 2007). «Fox Int'l Channels acquires Telecolombia». The Hollywood Reporter (em inglês). AP. Consultado em 1 de julho de 2019 
  17. a b Grego, Melissa (10 de maio de 2010). «Fox International Channels to Launch Utilisima U.S.». Broadcasting & Cable (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  18. Jacobson, Adam (19 de novembro de 2013). «Utilisima Officially Rebrands as Fox Life». Multichannel (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  19. «NGC Network to launch four new Nat Geo channels in India». The Economic Times. 21 de maio de 2008. Consultado em 4 de setembro de 2018 
  20. «FOX launches 7 new TV channels in India». The Economic Times. PTI. 30 de junho de 2010. Consultado em 4 de setembro de 2018 
  21. Crook, Antony Reeve (8 de janeiro de 2008). «News Corp buys up real estate channel». C21media. Consultado em 11 de junho de 2019 
  22. Pekic, Branislav (10 de abril de 2008). «Fox Next to join Meo package». Broadband TV News. Consultado em 26 de junho de 2019 
  23. a b «Fox moves MENA channels to Abu Dhabi». C21media. 8 de março de 2010. Consultado em 11 de junho de 2019 
  24. «How has American entertainment become omnipresent in the Arab world?». Morocco World News. 6 de junho de 2014. Consultado em 11 de junho de 2019 
  25. Clover, Julian (11 de novembro de 2008). «Fox Life makes Greek debut». Broadband TV News. Consultado em 22 de junho de 2019 
  26. «Fox establishes Estonian base». Broadband TV News. 9 de março de 2011. Consultado em 1 de julho de 2019 
  27. "News Corporation Restructures Broadcast Businesses in Asia" (press release) News Corporation 18 August 2009 Archived from the original on 27 August 2009
  28. Watkins, Mary; Li, Kenneth (19 de agosto de 2009). «News Corp announces Star TV shake-up». Financial Times. Consultado em 21 de junho de 2019 
  29. Chu, Karen (18 de agosto de 2009). «News Corp. confirms STAR TV breakup». The Hollywood Reporter. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  30. «Company: Baby Network Limited». mavise.obs.coe.int. European Audiovisual Observatory. Consultado em 5 de setembro de 2018 
  31. «Disney Networks Group (UK) Limited overview». Companies House. Consultado em 24 de abril de 2018 
  32. «Company: Fox International Channels (UK) Limited». MAVISE. European Audiovisual Observatory. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  33. «The Walt Disney Company Bulgaria EOOD». Emis.com. Consultado em 4 de maio de 2020 
  34. «Company: Fox Networks Group Bulgaria EOOD». MAVISE. European Audiovisual Observatory. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  35. «Company: Fox Networks Group España, S.L.U.». MAVISE. European Audiovisual Observatory. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  36. «Company: Fox Networks Group Germany GMBH». MAVISE. European Audiovisual Observatory. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  37. «TV Channel: FOX (Turkey)». mavise. European Audiovisual Observatory. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  38. a b c d e f g «Cable Network Programming». www.21cf.com. 21st Century Fox. Consultado em 4 de setembro de 2018 
  39. James, Meg (8 de julho de 2013). «Fox's Dana Walden, Gary Newman receive bigger TV portfolio». LA Times. Consultado em 19 de agosto de 2013 
  40. «About the Show». Divorce Court.com. Twentieth Century Fox Film Corporation. Consultado em 25 de agosto de 2014. Arquivado do original em 26 de agosto de 2014 
  41. «21st Century Fox Acquires Majority Control of YES Network». Broadcasting & Cable. NewBay Media. 25 de janeiro de 2014 
  42. «Playfly Sports Acquires Three Sales Divisions Of Fox Sports: Home Team Sports, Impression Sports, And Fox Sports College Properties». PR Newswire. 5 de maio de 2021 
  43. «Work at the Fox Networks Digital Consumer Group» 
  44. «News Analysis: Disney-Fox Merger to be a game-changer for Hollywood - Xinhua | English.news.cn». Arquivado do original em 5 de julho de 2019 
  45. Andreeva, Nellie (8 de outubro de 2018). «Disney Unveils Top TV Executive Structure Post Fox Acquisition: Peter Rice, Dana Walden, John Landgraf, Gary Knell Joining». Deadline. Consultado em 9 de outubro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]