Frédéric Kanouté

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Frédéric Kanouté
Frédéric Kanouté cropped.jpg
Informações pessoais
Nome completo Frédéric Oumar Kanouté
Data de nasc. 2 de setembro de 1977 (42 anos)
Local de nasc. Sainte-Foy-lès-Lyon, França
Altura 1,92 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1997–2000
2000–2003
2003–2005
2005–2012
2012–2013
Lyon
West Ham
Tottenham
Sevilla
Beijing Guoan
0064 000(12)
0092 000(33)
0073 000(22)
0294 00(143)
0046 000(13)
Seleção nacional
1998–1999
2004–2010
França Sub-21
Mali
0006 0000(1)
0039 000(23)

Frédéric Oumar Kanouté (Sainte-Foy-lès-Lyon, 2 de setembro de 1977) é um ex-futebolista franco-malinês que atuava como centroavante. Atualmente é treinador do time juvenil do Sevilla.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Kanouté foi revelado pelo Lyon, de seu país natal. No Lyon, teve uma passagem ofuscada devido às poucas chances no time titular. Em quatro anos no clube, atuou em apenas 40 partidas pela Ligue 1. Em 2000, chamou a atenção do futebol inglês, sendo disputado por clubes como Charlton Athletic e Aston Villa.

Porém, quem venceu a disputa foi o modesto West Ham United, que estava a procura de um atacante. Na Premier League, também não encontrou seu espaço, permanecendo por três anos no West Ham e depois se transferindo para o Tottenham Hotspur, da mesma liga.

Chegou ao Tottenham no início da temporada 2003–04, onde marcou seu primeiro gol logo em sua estreia. Porém, teve uma passagem ainda mais frustrante do que no West Ham, permanecendo por pouco mais de uma temporada, atuando em 60 partidas e marcando apenas 14 gols.

Sevilla[editar | editar código-fonte]

Kanouté foi anunciado oficialmente pelo Sevilla no dia 17 de agosto de 2005, contratado por 6,5 milhões de euros.[2] Por ser muçulmano, e por conta de as leis do Islamismo não permitirem que seus seguidores possam se beneficiar de empréstimos, o Sevilla precisou fazer uma camisa personalizada para o atacante, uma vez que o clube era patrocinado pelo site de jogatina 888.com, e o jogador estaria quebrando uma das regras se usasse o uniforme com a marca estampada.

Entrou como substituto no intervalo da grande final da Copa da UEFA de 2005–06, contra o Middlesbrough, no lugar do argentino Javier Saviola. Marcou um gol aos 89 minutos, fechando o placar de 4 a 0 para os espanhóis, que golearam os ingleses e conquistaram o torneio.

A temporada de 2006–07 revelou-se mais produtiva para o malinês, o que lhe rendeu muitos elogios. Foi fundamental na conquista da Copa do Rei, onde o Sevilla venceu o Getafe por 1 a 0 na final, assim como na Copa da UEFA e no Campeonato Espanhol. Novamente ele marcou na final da competição europeia, mais uma vez na prorrogação, no dia 16 de maio de 2007, que terminou com a vitória do Sevilla sobre o Espanyol nos pênaltis, após um empate por 2 a 2 até o final da prorrogação. Kanouté foi mais uma vez importante nas disputas de pênaltis, convertendo o primeiro da sequência. Pelo Campeonato Espanhol, o Sevilla terminou na terceira colocação, apenas cinco pontos atrás do campeão Real Madrid.

Na temporada 2009–10, Kanouté recebeu dois cartões amarelos logo no primeiro jogo, contra o Valencia, sendo expulso e regredindo ainda mais na sua busca pela vaga entre os onze titulares. Com isso perdeu espaço no time titular.

Beijing Guoan[editar | editar código-fonte]

Após deixar o Sevilla, no dia 30 de junho de 2012 assinou por duas temporadas com o Beijing Guoan, da China.[3]

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Se aposentou no final da temporada chinesa em 2013. Em agosto de 2015 foi anunciado como novo treinador do time juvenil do Sevilla.[4]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Kanoute tem dupla nacionalidade, assim podendo escolher entre as Seleções da França ou de Mali. Prevendo que teria poucas chances nos Bleus, disputando vaga com Thierry Henry, David Trezeguet e outros, optou pela Seleção Malinesa.

Estreou em 2004 por Mali. Atuou durante seis anos pela Seleção e anunciou sua aposentadoria desta no dia 21 de janeiro de 2010, após a eliminação na primeira fase da Copa das Nações Africanas.[5][6][7] Atuou em 38 partidas pela Seleção, marcando 23 gols.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Sevilla

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. [1] Un becario llamado Kanouté
  2. «Sevilla contrata atacante francês Frederic Kanouté». NSC Total. 17 de agosto de 2005. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  3. «Kanouté deixa o Sevilla e vai jogar no futebol chinês». Extra. 30 de junho de 2012. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  4. Pineda, Rafael (4 de agosto de 2015). «Un becario llamado Kanouté». EL PAÍS. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  5. «Kanouté se despede da seleção de Mali». Trivela. 21 de janeiro de 2010. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  6. «Após eliminação na Copa Africana, Kanouté se aposenta da seleção do Mali». Gazeta do Povo. 21 de janeiro de 2010. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  7. «Kanoute anuncia aposentadoria da seleção de Mali». ESPN.com.br. 20 de janeiro de 2010. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  8. «Kanouté: melhor jogador africano de 2007». GloboEsporte.com. 2 de fevereiro de 2008. Consultado em 23 de outubro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]