Framing Britney Spears

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Framing Britney Spears
No Brasil Framing Britney Spears: A Vida de uma Estrela
 Estados Unidos
2021 •  cor •  74 min 
Direção Samantha Stark
Produção Jason Stallman
Sam Dolnick
Stephanie Priess
Elenco Britney Spears
(imagens de arquivo)
Dave Holmes
Wesley Morris
Felicia Culotta
Gênero documentário
Música John E. Low
Cinematografia Emily Topper
Edição Geoff O'Brien
Companhia(s) produtora(s) The New York Times Company
Left/Right Productions
Distribuição FX / Hulu (EUA)
Red Arrow Studios International (internacional)
Lançamento 5 de fevereiro de 2021 (2021-02-05)
Idioma inglês

The New York Times Presents: Framing Britney Spears (bra: Framing Britney Spears: A Vida de uma Estrela) é um documentário televisivo de 2021, dirigido por Samantha Stark, e produzido por Jason Stallman, Sam Dolnick e Stephanie Priess. O filme gira em torno da carreira da cantora estadunidense Britney Spears, sua celebridade e popularidade na cultura norte-americana, e a tutela sob a qual ela vive desde 2008, e que gerou o movimento "Free Britney", movido pelos fãs.[1]

Lançado em 5 de fevereiro de 2021, como uma edição da série The New York Times Presents, nos canais FX e FX on Hulu, o documentário explora a ascensão de Spears à fama como uma estrela pop, como ela é tratada pelos paparazzi, seu altamente divulgado colapso de 2007, e sua subsequente tutela exigida pela justiça, e supervisionada por seu pai, Jamie Spears. Pouco depois de o documentário ter ido ao ar, um juiz de sucessões rejeitou as objeções de Jamie em relação ao acordo de co-tutela.[2] O documentário também está disponível no FXNOW e FX On Demand, em provedores de cabo e satélite.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em 2021, aos 39 anos, Britney Spears, uma das estrelas pop de maior sucesso do mundo, com um patrimônio líquido estimado em US$ 59 milhões, continua sob o controle legal de seu pai, Jamie Spears.

Framing Britney Spears reexamina a carreira da cantora, sua ascensão à fama intensa, e lutas pessoais ao longo de suas três décadas no showbusiness.

A ex-executiva de marketing da Jive Records, Kim Kaiman, explica como sua imagem foi cultivada depois que ela assinou um contrato de gravação, e descreve Jamie como sendo desconectado da vida de sua filha desde cedo. "A única coisa que Jamie já me disse foi: 'Minha filha vai ser tão rica que vai me comprar um barco'," diz Kaiman. "Isso é tudo que vou dizer sobre Jamie."

Entrevistadores são mostrados em diversos momentos fazendo perguntas sexistas a Spears, e Diane Sawyer a acusa de "aborrecer muitas mães neste país".

O filme argumenta que o cantor Justin Timberlake usou como arma sua mágoa para com Spears no videoclipe da canção "Cry Me a River", e em uma entrevista subsequente, onde ele entusiasticamente reconhece ter feito sexo com ela.

O documentário também explora a crise de Spears em 2007, e entrevista o paparazzo Daniel "Dano" Ramos, que fotografou Spears atacando seu carro com um guarda-chuva. “Ela nunca nos deu uma pista ou informação de que, eu não gosto de vocês, me deixem em paz”, diz Ramos.

O relacionamento de Spears com Sam Lufti — que à época se identificou como seu novo empresário — é especulado no filme como um ponto de partida para seu pai primeiro negociar uma tutela, e Lufti é descrito como alguém que se "conecta a celebridades, frequentemente em momentos vulneráveis ​​para elas."

O filme explica que tutelas são criadas para pessoas que são incapazes de tomar suas próprias decisões ou são mentalmente incapacitadas. Spears é mostrada trabalhando de forma consistente ao longo de sua tutela.

A amiga de longa data da família de Spears, e ex-assistente, Felicia Culotta, diz estar perplexa com o acordo de tutela "especialmente para alguém da idade de Britney e alguém capaz de tanto que eu sei em primeira mão que ela é capaz".

O filme observa que Spears pediu publicamente que seu pai fosse definitivamente afastado de seu papel de conservador, e mostra clipes de seus fãs no movimento #Free Britney, exigindo que os tribunais atendam aos desejos da cantora.

No final do filme, é mostrada uma lista com os nomes das pessoas contatadas pata que contribuíssem com o filme, mas que não o fizeram, incluindo a família de Spears. Também é mostrado que a própria Spears foi convidada a ser entrevistada, mas nunca se soube se ela recebeu o pedido.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Resposta crítica[editar | editar código-fonte]

No site agregador de críticas Metacritic, Framing Britney Spears tem uma pontuação média de 76 de 100, com base em 5 críticos, indicando críticas "em geral favoráveis".[3] Daniel D'Addario da revista Variety afirmou: "Este filme fornece uma espécie de retrato em miniatura de uma pessoa a quem a liberdade foi negada, e para quem essa negação não é nenhuma surpresa. Antes do pai [de Britney Spears], a cultura que a idolatrava a havia mantido prisioneira também."[4]

Reações[editar | editar código-fonte]

A primeira exibição do documentário no canal FX teve 265.000 espectadores, embora também estivesse disponível no Hulu no mesmo dia da estreia da transmissão.[5]

Em 7 de fevereiro de 2021, "Lamentamos Britney" estava em alta no Twitter. Inúmeras celebridades e personalidades da televisão receberam críticas por comentários passados e perguntas de entrevistas dirigidas a Spears. Entre elas estão Justin Timberlake,[6] Diane Sawyer,[6][7] Sarah Silverman,[6][8] Joel McHale,[6] Ivo Niehe,[6] e John O’Hurley.[6]

Após a estreia do documentário, Spears atraiu o apoio de um grande número de celebridades, incluindo Sarah Jessica Parker, Bette Midler, Kathy Najimy,[9] Miley Cyrus, Sam Smith, Charlie Puth,[10] Ellie Goulding, Hayley Williams, Vanessa Carlton, Hayley Kiyoko, Courtney Love, Kacey Musgraves, Sandra Bernhard,[11] Garbage, Emma Caulfield,[12] Jameela Jamil,[13] Pitbull,[14] e Olivia Newton-John.[15][16][17][18]

Transmissões internacionais[editar | editar código-fonte]

País Rede de TV Data Ref.
 Dinamarca TV 2 15 de fevereiro de 2021 [19]
 Países Baixos Net5 15 de fevereiro de 2021 [20]
 Reino Unido 16 de fevereiro de 2021 [21]
 Bélgica (Flandres) VTM 18 de fevereiro de 2021 [22]
 Finlândia MTV Finlândia 18 de fevereiro de 2021 [23]
 Noruega NRK2 18 de fevereiro de 2021 [24]
Portugal Portugal Odisseia 22 de fevereiro de 2021 [25]
 Israel
  • HOT8
  • yesVOD
23 de fevereiro de 2021 [26]
 Canadá Crave 26 de fevereiro de 2021 [27]
 Itália Discovery+ 01 de março de 2021 [28]
 Austrália Nine Network 02 de março de 2021 [29]
 Eslováquia Voyo 11 de março de 2021 [30]
 Brasil Globoplay 20 de março de 2021 [31]

Referências

  1. «Britney Spears 'taking time to be a normal person'». BBC News (em inglês). BBC. 8 de fevereiro de 2021. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  2. Gene Maddaus (11 de fevereiro de 2021). «Britney Spears Hearing: Judge Overrules Father's Objections to Joint Conservatorship Order». Variety (em inglês). Variety Media, LLC. Consultado em 12 de fevereiro de 2021 
  3. «Framing Britney Spears: Season 1». Metacritic (em inglês). Red Ventures. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  4. Daniel D'Addario (27 de janeiro de 2021). «'Framing Britney Spears' Is a Clear-Eyed Look at a Public Life Gone Silent: TV Review». Variety (em inglês). Variety Media, LLC. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  5. «Updated: Showbuzzdaily's Top 150 Friday Cable Originals & Network Finals: 2.5.2021». Showbuzz Daily (em inglês). Mitch Metcalf. 8 de fevereiro de 2021. Consultado em 13 de fevereiro de 2021 
  6. a b c d e f Christi Carras (11 de fevereiro de 2021). «Britney Spears' fans are holding these celebs accountable amid documentary drama». Los Angeles Times (em inglês). Los Angeles Times Communications LLC. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  7. «Diane Sawyer Faces Backlash from Britney Spears Fans over 2003 Interview: 'Downright Painful'». People (em inglês). Meredith Corporation. 8 de fevereiro de 2021. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  8. Elyse Dupre (10 de fevereiro de 2021). «Sarah Silverman Responds to Backlash Over 2007 Britney Spears Roast». E! Online (em inglês). E!. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  9. Kathy Najimy [kathynajimy] (10 de fevereiro de 2021). «What's happening is #FreeBritney» (Tweet) (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 – via Twitter 
  10. Charlie Puth [charlieputh] (9 de fevereiro de 2021). «Britney Spears' music was my first exposure to POP music. Her impact was/is profound and it always baffled me as to why people were so brutal to her when she was down. It's great the world is more sensitive to mental health now, but upsetting it took this long in Britney's case.» (Tweet) (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 – via Twitter 
  11. Sandra Bernhard [SandraBernhard] (9 de fevereiro de 2021). «watched #FramingBritneySpears last night. you really forget the level of misogyny our culture was steeped in even just 10 years ago. it's a deep look into it all @starksamantha did an excellent job of directing all i can say is #FreeBritney» (Tweet) (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 – via Twitter 
  12. Emma Caulfield [emmacaulfield] (11 de fevereiro de 2021). «Uhmmm. #FreeBritney» (Tweet) (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 – via Twitter 
  13. Jameela Jamil [jameelajamil] (11 de fevereiro de 2021). «#FreeBritney» (Tweet) (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 – via Twitter 
  14. AP Entertainment [APEntertainment] (11 de fevereiro de 2021). «"From Mr. 305, Mr. Worldwide, I say, 'Free Britney!'" Pitbull shares his support for Britney Spears.» (Tweet) (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2021 – via Twitter 
  15. «Olivia Newton-John & Daughter Chloe Reveal Their Free Britney Support». Gawndy and Maz for Breakfast (em inglês). Hit Network. 11 de fevereiro de 2021. Consultado em 13 de fevereiro de 2021 
  16. Jenny Hollander (9 de fevereiro de 2021). «'Framing Britney Spears': How People Are Reacting». Marie Claire (em inglês). Hearst Communications. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  17. Chloe Melas (9 de fevereiro de 2021). «Sarah Jessica Parker, Miley Cyrus and more show support for Britney Spears in wake of new documentary». CNN (em inglês). WarnerMedia. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  18. Heran Mamo (8 de fevereiro de 2021). «Kacey Musgraves, Sam Smith & More Send Love to Britney Spears After Harrowing New Documentary». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  19. «Framing Britney Spears». TV 2 Play (em dinamarquês). TV 2. Consultado em 30 de março de 2021 
  20. «Veelbesproken Framing Britney te zien op Net5». Algemeen Dagblad (em holandês). DPG Media. 12 de fevereiro de 2021. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  21. Manori Ravindran (15 de fevereiro de 2021). «'Framing Britney Spears' Gets U.K. Release on Sky». Variety (em inglês). Variety Media, LLC. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  22. «'Telefacts NU' zendt veelbesproken docu 'Framing Britney Spears' uit». Het Laatste Nieuws (em holandês). DPG Media. 16 de fevereiro de 2021. Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  23. Jussi Huhtala (16 de fevereiro de 2021). «Nyt C Moressa: Britney Spears -dokumentti aiheutti valtavan kohun – Tulossa torstaina mtv-palveluun». Episodi (em finlandês). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  24. Bendik Hansen (15 de fevereiro de 2021). «NRK har sikret seg rettighetene til «Framing Britney Spears»». NRK (em norueguês). Governo da Noruega. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  25. Bendik Hansen (18 de fevereiro de 2021). «Framing Britney Spears premieres Monday in Portugal». The Portugal News (em inglês). Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  26. Eran Suissa (18 de fevereiro de 2021). «הסרט על בריטני ספירס מגיע לישראל». Israel Hayom (em hebraico). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  27. «What to watch on Crave in March 2021». Now (em inglês). Media Central Corporation. 23 de fevereiro de 2021. Consultado em 13 de março de 2021 
  28. Mario Manca (25 de fevereiro de 2021). «Framing Britney Spears» arriva (finalmente) in Italia». Vanity Fair (em italiano). Itália: Condé Nast. Consultado em 13 de março de 2021 
  29. David Knox (22 de fevereiro de 2021). «Airdate: Framing Britney Spears». TV Tonight (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  30. «VOYO prináša ďalší exkluzívny obsah, šokujúci dokument Osloboďte Britney Spears». Markíza (em eslovaco). Central European Media Enterprises. 9 de março de 2021. Consultado em 13 de março de 2021 
  31. Mayumi Yamasaki (20 de março de 2021). «Globoplay disponibiliza o documentário "Framing Britney Spears"». Yahoo! Finanças. Yahoo!. Consultado em 20 de março de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]