Françoise Forton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Françoise Forton
Françoise Forton em 2012.
Nascimento 8 de julho de 1957
Rio de Janeiro, Distrito Federal, Brasil[1][2]
Nacionalidade brasileira
Morte 16 de janeiro de 2022 (64 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Ocupação atriz
Atividade 1965–2022
Cônjuge Eduardo Barata (c. 2014 sua morte. 2022)
Outros prêmios
  • 2011: Melhor Atriz no Festival Internacional de Teatro de Angra - FITA por Chopin Sand?

Françoise Forton (Rio de Janeiro,[1] 8 de julho de 1957Rio de Janeiro, 16 de janeiro de 2022)[3] foi uma atriz brasileira.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

A atriz era filha única de um francês e uma brasileira. Nascida no Rio de Janeiro, morou em Brasília dos 5 aos 17 anos, quando retornou para sua cidade natal.

Iniciou sua carreira de atriz em 1969, fazendo uma pequena participação na novela A Última Valsa, em seguida participou de um episódio do seriado A Grande Família, em 1973, interpretando a namorada de Tuco (Luiz Armando Queiroz). Ganhou mais notoriedade na televisão com a novela Fogo sobre Terra em 1974, interpretando a rebelde Estrada-de-Fogo. Desde então, passou a integrar elenco de várias telenovelas, sempre com papéis importantes.

Em 1975, protagonizou Cuca Legal ao lado de Francisco Cuoco, Yoná Magalhães e Suely Franco. Na trama, ela era uma das três mulheres de Mário Barroso (Francisco Cuoco), Virgínia. No mesmo ano, integrou o elenco da "novela das dez", O Grito, onde interpretou a ativista Mariana, que lutava pelos direitos da mulher e das minorias.

No ano seguinte, 1976, protagonizou Estúpido Cupido, novela ambientada nos anos 1960. Sua personagem, Maria Tereza, é uma moça sonhadora que deseja sair da pequena Albuquerque para ser eleita Miss Brasil. Porém, o namorado João (Ricardo Blat), aspirante a jornalista, morre de ciúmes e pretende se casar com ela, colocando-se como empecilho nos seus planos. Após o fim da novela, Françoise passou sete anos afastada da televisão. Em 1983, transferiu-se para a Rede Bandeirantes, onde fez a novela Sabor de Mel e o seriado Casa de Irene.

Retornou à Rede Globo em 1988 participando da novela Bebê a Bordo, em que interpretou a sensual Glória, atuando ao lado de Nicette Bruno, Patrícya Travassos e Tony Ramos.

Em 1989, interpreta uma das vilãs do grande sucesso Tieta, dando vida à fria e calculista Helena, esposa de Ascânio (Reginaldo Faria). Em 1990, volta a atuar em mais uma novela de horário nobre, Meu Bem, Meu Mal, vivendo a misteriosa Marcela.

Em 1992, interpretou uma das personagens principais de Perigosas Peruas, a ambiciosa e perigosa Caroline. Em 1993, participou de Sonho Meu, como a ciumenta Gilda.[5] Em 1994, interpreta a enfermeira frustrada Clarisse, em Quatro por Quatro, de Carlos Lombardi, fazendo par romântico com Rômulo Arantes.

No ano seguinte, Françoise ganhou um dos principais papéis da novela Explode Coração, a primeira telenovela a ser gravada no Projac, inaugurado então fazia pouco tempo, em 1995. Na trama, ela era a grande vilã Eugênia Avelar, mulher requintada e fria, apaixonada pelo protagonista Júlio (Edson Celulari) e fazia de tudo para conquistá-lo.

Em 1996, integrou o elenco da novela Anjo de Mim dando vida à elegante Renata Monterrey, uma das personagens centrais da trama. Em 1997, volta ao horário nobre no sucesso Por Amor, de Manoel Carlos, em que interpretou a fútil Még.

Três anos mais tarde, 2000, retorna às novelas em Uga Uga, vivendo a hippie Larissa Guerra. Em 2001, participou de O Clone como a cientista Simone. Em 2003, esteve em Kubanacan como a fútil Concheta. Após o término da novela, Françoise passou a trabalhar no SBT, onde gravou dois remakes de novelas mexicanas com papéis importantes, Seus Olhos, em 2004, e Os Ricos Também Choram, em 2005. Em seguida, assinou contrato com a Rede Record, onde permaneceu até o ano de 2011. Nesse tempo, Françoise participou de diversas novelas e seriados da emissora.

Em 2012, assinou contrato com a Rede Globo[6] novamente, após uma temporada como contratada da Rede Record.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Foi casada com o físico Ênio Viotti de 1978 a 1982, e dessa união nasceu seu único filho, Guilherme Fourton Viotti, vindo ao mundo de parto normal, no Rio de Janeiro, em 1980.[7]

Em 1989, enfrentou um câncer de útero. Em entrevistas revelou que na época não quis abrir essa parte de sua vida para a imprensa, pois estava em depressão e que a psicoterapia aliada a sua dedicação às artes cênicas a auxiliaram no seu processo de cura. Revelou que fez todo o tratamento com radioterapia, ficando curada um ano depois, após realizar uma histerectomia. Informou que ficou muito triste, pois queria dar um irmão para seu filho, pois ela é filha única e não queria que ele fosse; mas, ao conversar com o filho, na época com quase nove anos, ele disse que poderiam adotar. A artista pensou em adoção, mas os constantes compromissos profissionais a fizeram adiar e desistir dessa decisão.[8]

Após mais de de trinta anos mantendo relacionamentos amorosos com homens anônimos e famosos, mas sem assumir nenhum compromisso sério para a imprensa, em 2014, se casou em uma cerimônia civil e religiosa com seu noivo, com quem estava junto desde 2010, o produtor Eduardo Barata, que é dez anos mais jovem e tem duas filhas. Françoise informou em entrevistas que considera suas enteadas como filhas e que elas tratam seu filho como irmão legítimo.[9]

Morte[editar | editar código-fonte]

Françoise Forton faleceu no dia 16 de janeiro de 2022. Ela estava internada na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, onde tratava um câncer. Seu corpo foi cremado no Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, Zona Norte do Rio de Janeiro, na tarde do dia 17 de janeiro de 2022.[10]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1969 A Última Valsa Luna[11]
1973 A Grande Família Namorada de Tuco[12] Episódio: "Infelizmente Minha Família É Legal"
Chico City Vários personagens
O Semideus Wanda
1974 Fogo sobre Terra Estrada de Ferro
1975 Cuca Legal Virgínia Viana
O Grito Marisa
1976 Estúpido Cupido Maria Tereza Oliveira (Tetê)
1983 Sabor de Mel Rebeca
Casa de Irene Gina
1988 Bebê a Bordo Glória Ladeira
1989 Tieta Helena Trindade
1990 Meu Bem, Meu Mal Marcela Miranda
1991 O Portador Patrícia[13]
1992 Perigosas Peruas Caroline Pereira
1993 O Mapa da Mina Fernanda Sabino Episódio: "29 de março"
Sonho Meu Gilda Fontana
1994 Você Decide Ana Episódio: "O despertar da primavera"
Quatro por Quatro Clarisse
1995 Explode Coração Eugênia Avelar
1996 Anjo de Mim Renata Monterrey
1997 Você Decide Natália Episódio: "Cobiça"
Por Amor Margarida Saboya Trajano (Meg)
1998 Labirinto Wanda Camargo
2000 Uga Uga Larissa Vargas Pomeranz Guerra
2001 O Clone Drª. Simone Castelar
2002 O Quinto dos Infernos Miou-Miou
2003 Kubanacan Concheta Barra y Barra
2004 Seus Olhos Elaine Meireles
2005 Os Ricos também Choram Arabela Guedes
2006 Cidadão Brasileiro Manuela Gama[14]
2007 Luz do Sol Belquiss Lins de Albuquerque
2008 Caminhos do Coração Juíza Estela [15] Episódio: "2 de junho"
Os Mutantes Juíza Estela Episódio: "3 de junho"
2009 Promessas de Amor Cristina Dorange
Estela Dorange
2010 Ribeirão do Tempo Dirce Flores Episódios: "18–24 de maio"
Louca Família Maria Estela Silva (Estelinha)
2013 Amor à Vida Gisela Borba de Andrada Lemos (Gigi)
2014 As Canalhas Bárbara Episódio: "Julia, A Secretária Ambiciosa"[16]
Sexo e as Negas Marisinha Bengston de Castro Episódio: "O Encaixe"
Episódio: "Alguns Sonhos"[17]
2015 I Love Paraisópolis Isolda Teixeira
Dança dos Famosos Participante Temporada 12
2017 Prata da Casa Hercília Ribeiro
Tempo de Amar Emília Macedo[18]
2018 Super Chef Celebridades Participante Temporada 7
2019 Amor sem Igual Madame Olympia / Emília Pinto Alvares

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1970 Marcelo Zona Sul Renata
1974 Relatório de Um Homem Casado Norma
1975 O Sósia da Morte Cláudia[19]
1988 Jardim de Alah Denise
1991 Manobra Radical Dóris
2004 Araguaya - A Conspiração do Silêncio Dora
2010 Léo e Bia Mãe de Bia
2018 Coração de Cowboy Iolanda
2019 Dulcina Ela mesma

Teatro[20][editar | editar código-fonte]

  • 1965 — Pais Abstratos
  • 1974 — A Venerável Madame Goneau
  • 1983 — Um, Dois, Três, Quem Quiser Conte Outra Vez
  • 1984 — A Revolta dos Perus
  • 1984 — Hamleto
  • 1984 — A Serpente
  • 1985 — Nem Todo Ovo é De Colombo
  • 1985 — Núcleo de Repertório TBC
  • 1987 — Electra
  • 1991 — Toda Donzela Tem Um Pai que É Uma Fera
  • 1995 — Lima Barreto, ao Terceiro Dia
  • 1996 — Blackout
  • 1998 — A Revolta dos Perus
  • 2000 — O Amigo Oculto
  • 2007 — Depois Daquele Baile
  • 2011 — Chopin Sand?
  • 2012 — Enlace - A Loja do Ourives
  • 2013 — Nós sempre teremos Paris
  • 2015 — Estúpido Cupido
  • 2016 — Um Amor de Vinil

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Categoria Nomeações Resultado
2011 Festival Internacional de Teatro de Angra[21] Melhor Atriz
Chopin Sand?
Venceu
2019 Festival de Brasília - Mostra BRB de Cinema[22] Melhor Atriz
Dulcina
Venceu

Referências

  1. a b André Oliveira (22 de agosto de 2005). «Françoise Forton trabalha na produção de dois curtas». cinemacomrapadura.com.br. Consultado em 4 de dezembro de 2009 
  2. «Parabéns». OFuxico. Consultado em 4 de dezembro de 2009 
  3. «Françoise Forton pondera plástica: 'Não tenho 15 anos e nunca mais terei'». Encontro com Fátima Bernardes. Consultado em 15 de maio de 2022 
  4. Redação, Por. «Estreia da comédia romântica "Nós sempre teremos Paris"». Lu Lacerda | iG. Consultado em 15 de maio de 2022 
  5. «Personagens – Sonho Meu – Memória». Consultado em 19 de janeiro de 2022 
  6. «Françoise Forton troca Record pela Globo após convite de Walcyr Carrasco e Wolf Maia». UOL TV e Famosos. Consultado em 15 de maio de 2022 
  7. Ana Paula Bazolli (10 de agosto de 2013). «Françoise Forton: "Estou feliz. Obrigada, Senhor" - Edição 673 (02/08/2013)». Revista Quem. Globo.com. Consultado em 22 de outubro de 2017 
  8. “FIZ TODO O TRATAMENTO DE RADIOTERAPIA ENQUANTO FAZIA A NOVELA, ACABEI ME DIVIDINDO ENTRE O CONSULTÓRIO MÉDICO E O ESTÚDIO DE TELEVISÃO”, CONTOU FRANÇOISE FORTON SOBRE O CÂNCER QUE SOFREU EM 1989 [1]
  9. Cristiane Rodrigues (22 de outubro de 2014). «Recém-casada, Françoise Forton diz: 'Paris está no roteiro de lua de mel'». Ego. Consultado em 27 de outubro de 2014 
  10. Anselmo Goes (16 de janeiro de 2022). «A atriz Françoise Forton, 64 anos, acaba de falecer no rio». O Globo. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  11. «Françoise Forton: "Coisas efêmeras não me encantam"». O Fuxico. 3 de setembro de 2013. Consultado em 15 de maio de 2022 
  12. «Cópia arquivada». Consultado em 5 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 4 de março de 2014 
  13. «O Portador - Ficha Técnica». Memória Globo. Globo.com. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  14. Tatiana Amin (24 de agosto de 2006). «Luiz Carlos Miele e Françoise Forton estão na 2ª fase de Cidadão Brasileiro». O Fuxico. Terra. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  15. «Françoise Fourton fala das gêmeas de 'Promessas de amor', novela da Record». O Globo. 11 de maio de 2009. Consultado em 30 de junho de 2022 
  16. «Julia, a secretaria ambiciosa». As Canalhas - GNT. Consultado em 4 de setembro de 2017 
  17. Patrícia Kogut (21 de setembro de 2014). «Chay Suede se prepara para voltar à TV na faixa das 21h». O Globo. Consultado em 27 de outubro de 2014 
  18. «Françoise Forton e Olívia Araújo farão a novela "Tempo de Amar"». Noticiasdetv.com. 27 de abril de 2017. Consultado em 28 de abril de 2017 
  19. «O Sósia da Morte». Cinemateca Brasileira. Consultado em 27 de julho de 2017 
  20. «Espetáculos Teatrais de Françoise Forton». enciclopedia.itaucultural.org.br. Consultado em 17 de janeiro de 2022 
  21. «Festa Internacional do Teatro de Angra Fita | Mapa de Cultura RJ». mapadecultura.rj.gov.br. Consultado em 30 de março de 2016 
  22. Brasília, Agência. «Conheça todos os ganhadores do Troféu Candango» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]