Françoise Forton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Françoise Forton
Françoise Forton em junho de 2012
Nome completo Françoise Forton Viotti
Outros nomes Françoise Fourton
Nascimento 8 de julho de 1957 (60 anos)
Rio de Janeiro, Brasil[1][2]
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz
Atividade 1969–presente
Cônjuge Eduardo Barata (c. 2014)
Outros prêmios
  • 2011: Melhor Atriz no Festival Internacional de Teatro de Angra - FITA por Chopin Sand?
IMDb: (inglês)

Françoise Forton Viotti (Rio de Janeiro,[1] 8 de julho de 1957)[3] é uma atriz brasileira, descendente de franceses.[4] Morou em Brasília dos 5 aos 17 anos.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A atriz é filha de um francês e uma brasileira. Iniciou sua carreira de atriz em 1969 fazendo uma pequena participação na novela A Última Valsa, em seguida participou de um episódio do seriado A Grande Família, em 1973, interpretando a namorada de Tuco (Luiz Armando Queiroz). Ganhou mais notoriedade na televisão com a novela Fogo sobre Terra em 1974, interpretando a rebelde Estrada-de-Fogo. Desde então, passou a integrar elenco de várias telenovelas, sempre com papéis importantes.

Em 1975, protagonizou Cuca Legal ao lado de Francisco Cuoco, Yoná Magalhães e Suely Franco. Na trama, ela era uma das três mulheres de Mário Barroso (Francisco Cuoco), Virgínia. No mesmo ano, integrou o elenco da "novela das dez", O Grito, onde interpretou a ativista Mariana, que lutava pelos direitos da mulher e das minorias.

No ano seguinte, 1976, protagonizou Estúpido Cupido, novela ambientada nos anos 1960. Sua personagem, Maria Tereza, é uma moça sonhadora que deseja sair da pequena Albuquerque para ser eleita Miss Brasil. Porém, o namorado João (Ricardo Blat), aspirante a jornalista, morre de ciúmes e pretende se casar com ela, colocando-se como empecilho nos seus planos. Após o fim da novela, Françoise passou sete anos afastada da televisão. Em 1983 tranferiu-ss para Rede Bandeirantes onde fez a novela Sabor de Mel e o seriado Casa de Irene.

Retornou à Rede Globo em 1988 participando da novela Bebê a Bordo, onde interpretou a sensual Glória, atuando ao lado de Nicette Bruno, Patrícya Travassos e Tony Ramos.

Em 1989 interpreta uma das vilãs do grande sucesso Tieta, na trama deu vida a fria e calculista Helena, esposa de Ascânio (Reginaldo Faria). Em 1990 volta a atuar em mais uma novela de horário nobre, em Meu Bem, Meu Mal viveu a misteriosa Marcela.

Em 1992, interpretou uma das personagens principais de Perigosas Peruas, a ambiciosa e perigosa Caroline. Em 1993 participou de Sonho Meu. Em 1994 interpreta a enfermeira frustrada Clarisse em Quatro por Quatro, de Carlos Lombardi, onde fez par romântico com Rômulo Arantes.

No ano seguinte, Françoise ganhou um dos principais papéis da novela Explode Coração, a primeira telenovela a ser gravada no recém inaugurado Projac. Na trama ela era a grande vilã Eugênia Avelar, uma mulher requintada e fria, apaixonada pelo protagonista Júlio (Edson Celulari) e fazia de tudo para conquistá-lo.

Em 1996 integrou o elenco da novela Anjo de Mim dando vida a elegante Renata Monterrey, uma das personagens centrais da trama. Em 1997 volta ao horário no nobre no sucesso Por Amor, de Manoel Carlos, onde interpretou a fútil Még.

Três anos mais tarde, 2000, retorna às novelas em Uga Uga, vivendo a hippie Larissa Guerra. Em 2001 participou de O Clone como a secretária Simone. Em 2003 esteve em Kubanacan como a fútil Concheta. Após o término da novela, Françoise passou a trabalhar no SBT, onde gravou dois remakes de novelas mexicanas com papéis importantes, Seus Olhos, em 2004, e Os Ricos Também Choram, em 2005. Em seguida, assinou contrato com a Rede Record onde permaneceu até o ano de 2011, nesse tempo Françoise participou de diversas novelas e seriados da emissora.

Em 2012 assinou contrato com a Rede Globo[5] novamente, após uma temporada como contratada da Rede Record.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Foi casada com o físico Ênio Viotti por quatro anos, dessa união nasceu seu único filho, Guilherme.[6] Em 2014, Françoise se casa com o produtor teatral Eduardo Barata.[7]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1969 A Última Valsa Participação especial[8]
1973 A Grande Família Namorada de Tuco Participação especial[9]
1974 Fogo sobre Terra Estrada de Ferro
1975 Cuca Legal Virgínia Viana
O Grito Marisa
1976 Estúpido Cupido Tetê (Maria Tereza Oliveira)
1983 Sabor de Mel Rebeca
Casa de Irene Gina
1988 Bebê a Bordo Glória Ladeira
1989 Tieta Helena
1990 Meu Bem, Meu Mal Marcela Miranda
1991 O Portador Patrícia[10]
1992 Perigosas Peruas Caroline
1993 O Mapa da Mina Fernanda Sabino Episódio: "29 de março de 1993"
Sonho Meu Gilda Fontana
1994 Quatro por Quatro Clarisse
1995 Explode Coração Eugênia Avelar
1996 Anjo de Mim Renata Monterrey
1997 Você Decide Natália Episódio: "Cobiça"
Por Amor Margarida Saboya Trajano (Meg)
1998 Labirinto Wanda Camargo
2000 Uga Uga Larissa Guerra
2001 O Clone Simone
2002 O Quinto dos Infernos Miou-Miou
2003 Kubanacan Concheta Ibarra
2004 Seus Olhos Elaine
2005 Os Ricos Também Choram Arabela Guedes
2006 Cidadão Brasileiro Manuela Gama Fase 2[11]
2007 Luz do Sol Belquiss Lins de Albuquerque
2008 Caminhos do Coração Juíza Episódios: "30 de maio–2 de junho de 2008"
2009 Promessas de Amor Cristina Dorange / Estela Dorange
2010 Ribeirão do Tempo Dirce Flores Episódios: "18–24 de maio de 2010"
Louca Família Maria Estela Silva (Estelinha)
2013 Amor à Vida Gigi (Gisela Borba de Andrada Lemos)
2014 As Canalhas Bárbara Episódio: "Julia, A Secretária Ambiciosa"[12]
Sexo e as Negas Marisinha Bengston de Castro Episódios: "O Encaixe" / "Alguns Sonhos"[13]
2015 I Love Paraisópolis Isolda
Dança dos Famosos Participante Temporada 12
2017 Prata da Casa Hercília Ribeiro
Tempo de Amar Emília Macedo[14]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1970 Marcelo Zona Sul Renata
1974 Relatório de Um Homem Casado Norma
1975 O Sósia da Morte Cláudia[15]
1988 Jardim de Alah Denise
1991 Manobra Radical
2004 Araguaya - A Conspiração do Silêncio Dora
2010 Léo e Bia Mãe da Bia
2017 Coração de Cowboy Iolanda

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 2011 - Chopin Sand?
  • 2012 - Enlace - A Loja do Ourives
  • 2013 - Nós sempre teremos Paris
  • 2015 - Estúpido Cúpido
  • 2016 - Um Amor de Vinil

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Categoria Trabalho Resultado
2011 Festival Internacional de Teatro de Angra - FITA Melhor Atriz Chopin Sand?[16] Venceu

Referências

  1. a b André Oliveira (22 de agosto de 2005). «Françoise Forton trabalha na produção de dois curtas». cinemacomrapadura.com.br. Consultado em 4 de dezembro de 2009. 
  2. «Parabéns». OFuxico. Consultado em 4 de dezembro de 2009. 
  3. http://tvg.globo.com/programas/encontro-com-fatima-bernardes/por-tras-das-cameras/noticia/2012/12/francoise-forton-pondera-plastica-nao-tenho-15-anos-e-nunca-mais-terei.html
  4. http://lulacerda.ig.com.br/estreia-da-comedia-romantica-nos-sempre-teremos-paris/
  5. http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2012/11/01/francoise-forton-troca-record-pela-globo-apos-convite-de-walcyr-carrasco-e-wolf-maia.htm
  6. Ana Paula Bazolli (10 de agosto de 2013). «Françoise Forton: "Estou feliz. Obrigada, Senhor" - Edição 673 (02/08/2013)». Revista Quem. Globo.com. Consultado em 22 de outubro de 2017. 
  7. Cristiane Rodrigues (22 de outubro de 2014). «Recém-casada, Françoise Forton diz: 'Paris está no roteiro de lua de mel'». Ego. Consultado em 27 de outubro de 2014. 
  8. http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/francoise-forton-coisas-efemeras-nao-me-encantam/2013/09/03-180427.html
  9. http://vejabrasil.abril.com.br/brasilia/materia/de-volta-as-origens-812
  10. «O Portador - Ficha Técnica». Memória Globo. Globo.com. Consultado em 20 de janeiro de 2018. 
  11. Tatiana Amin (24 de agosto de 2006). «Luiz Carlos Miele e Françoise Forton estão na 2ª fase de Cidadão Brasileiro». O Fuxico. Terra. Consultado em 14 de fevereiro de 2018. 
  12. «Julia, a secretaria ambiciosa». As Canalhas - GNT. Consultado em 4 de setembro de 2017. 
  13. Patrícia Kogut (21 de setembro de 2014). «Chay Suede se prepara para voltar à TV na faixa das 21h». O Globo. Consultado em 27 de outubro de 2014. 
  14. «Françoise Forton e Olívia Araújo farão a novela "Tempo de Amar"». Noticiasdetv.com. 27 de abril de 2017. Consultado em 28 de abril de 2017. 
  15. «O Sósia da Morte». Cinemateca Brasileira. Consultado em 27 de julho de 2017. 
  16. «Festa Internacional do Teatro de Angra Fita | Mapa de Cultura RJ». mapadecultura.rj.gov.br. Consultado em 30 de março de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]