Frances Fox Piven

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Frances Fox Piven
Nascimento 10 de outubro de 1932 (86 anos)
Calgary
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Richard Cloward
Alma mater Universidade de Chicago
Ocupação cientista político, socióloga, professora universitária
Prêmios Bolsa Guggenheim
Empregador Universidade da Cidade de Nova Iorque

Frances Fox Piven (nascida em 10 de outubro de 1932)[1] é uma professora de ciência política e sociologia estadunidense. Leciona na Universidade da Cidade de Nova York desde 1982.[2]

Piven é conhecida tanto por suas contribuições à teoria social quanto por seu ativismo social. Veterana dos protestos contra a guerra contra a pobreza e dos subsequentes dos direitos de bem-estar social na Cidade de Nova York e no cenário nacional, ela foi fundamental na formulação das bases teóricas dos movimentos. Ao longo de sua carreira, ela ocupou cargos na ACLU e na organização dos Socialistas Democráticos dos Estados Unidos. Também ocupou cargos na American Political Science Association.[3] Ela também lecionou na Universidade de Boston.

Vida e educação[editar | editar código-fonte]

Piven nasceu em Calgary, Alberta, Canadá,[2] de pais imigrantes judeus russos,[4] Rachel (nascida Paperny) e Albert Fox, um lojista.[5] Piven imigrou para os Estados Unidos quando ela tinha um ano e foi naturalizada estadunidense em 1953.[2] Ela foi criada em Jackson Heights, Queens, Nova York. Ela se formou em Planejamento da Cidade , em 1953, obteve o mestrado, em 1956, e o doutorado, em 1962, todos pela Universidade de Chicago.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Piven foi casada com seu colaborador de longa data Richard Cloward até sua morte em 2001.[2] Juntamente com Cloward, ela escreveu um artigo na edição de Maio de 1966 de Nation intitulado "O peso dos pobres: uma estratégia para acabar com a pobreza", onde defendeu o aumento da procura a programas sociais, a fim de levar o sistema ao colapso e reformá-lo, no sentido de criar uma renda básica anual.[6][7] Entre 2006 e 2007, Piven foi presidenta da Associação Americana de Sociologia.[8]

Enquanto na Universidade de Boston, ela e seus colegas no departamento de ciência política Murray Levin e Howard Zinn se recusaram a voltar ao trabalho após a liquidação da Associação Americana de Professores Universitários, no contexto de uma greve, em 1979. Foi à época ameaçada de demissão.

Ativismo e a legislação[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua carreira, Piven combinou trabalho acadêmico com ativismo político.[9] Em 1968, ela subscreveu o "Protesto de Guerra Fiscal de Escritores e Editores", prometendo a recusar o pagamento do impostos em protesto contra a Guerra do Vietnã.[10] Em 1983, ela participou da fundação Human SERVE, uma organização com o objetivo de aumentar o recenseamento eleitoral.[2]

Ela é um membro da organização Socialistas Democráticos dos Estados Unidos e detém uma das oito cadeiras honoríficas da organização.[11]

Piven envolveu-se num debate com Milton Friedman na série da PBS Free to Choose.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Alguns dos principais trabalhos de Piven Regulating the Poor,[12][13]  escrito com Richard Cloward, publicado pela primeira vez em 1972 e atualizado em 1993. Trata-se de uma investigação da política de bem-estar social e de como ela é usada para exercer poder sobre a classe social mais baixa;[13] Poor Peoples' Movements, publicado em 1977, uma análise de como movimentos sociais podem induzir reformas importantes;[14] Why Americans Don't Vote, publicado em 1988, e o subsequente Why Americans Still Don't Vote, de 2000, analisam as práticas eleitorais nos EUA que tendem a desencorajar os pobres da classe trabalhadora de votar; The War at Home, publicado em 2004, um exame crítico dos resultados nacionais das guerras iniciadas pelos governos de Bush;[15] Challenging Authority: How Ordinary People Change America, sobre a interação de movimentos sociais radicais e política eleitoral na geração de força política para reformas democráticas na história estadunidense.[16]

Prêmios e reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Com Richard Cloward
Com Lee Staples e Richard Cloward
Com Lorraine Minnite e Margaret Groarke
  • Keeping Down the Black Vote: Race and the Demobilization of American Voters (New Press, 2009, ISBN 978-1-59558-354-3)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «A Celebration of Women Writers: CANADA». digital.library.upenn.edu. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  2. a b c d e f Frances Fox Piven Papers – Biographical Note, Sophia Smith Collection, Smith College, Five Colleges Archives & Manuscript Collections
  3. "Biographical Note to the Francis Fox Piven Papers" Five College Archives
  4. «Frances Fox Piven». American Sociological Association. 4 de junho de 2009 
  5. Polner, Murray (1 de janeiro de 1982). American Jewish Biographies (em inglês). [S.l.]: Facts on File. ISBN 9780871964625 
  6. «The Weight of the Poor: A Strategy to End Poverty». Common Dreams 
  7. Reisch, Michael; Andrews, Janice (1 de janeiro de 2001). The Road Not Taken: A History of Radical Social Work in the United States (em inglês). [S.l.]: Psychology Press. ISBN 9781583910252 
  8. «Resultado da eleição da ASA, 2005» 
  9. «Sophia Smith Collection: Agents of Social Change Online Exhibit - Frances Fox Piven». www.smith.edu. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  10. “Writers and Editors War Tax Protest” January 30, 1968 New York Post
  11. «Cargos honoríficos - SDA» (PDF) 
  12. «Board and Staff | Left Forum». leftforum.org. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  13. a b «Resenha de Regulating the Poor» 
  14. Books, Used, New, and Out of Print Books - We Buy and Sell - Powell's. «Poor Peoples Movements Why They Succeed How They Fail by Frances Fox Piven». www.powells.com. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  15. «GEOFFREY KURTZ -- REVIEW OF THE WAR AT HOME BY FRANCES FOX PIVEN -- LOGOS 4.1 WINTER 2005». www.logosjournal.com. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  16. «Resenha de Challenging Authority» 
  17. Malinowski Award Recipients
  18. «CUNY Faculty Home Page and Bio». Cuny.edu. Consultado em 1 de dezembro de 2011