Francesc Macià

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Francesc Macià i Llussà
Francesc Macià i Llussà
Presidente da Generalidade da Catalunha

Senyal de la Generalitat de Catalunya.svg

Período 14 de dezembro de 193225 de dezembro de 1933
Sucessor(a) Lluís Companys
Dados pessoais
Nascimento 21 de setembro de 1859
Vilanova i la Geltrú, Catalunha
Morte 25 de dezembro de 1933 (74 anos)
Barcelona
Cônjuge Eugènia Lamarca
Partido Estat Català, ERC

Francesc Macià i Llussà (Vilanova i la Geltrú, 21 de setembro de 1859 – Barcelona, 25 de dezembro de 1933) foi um militar, político independentista catalão e Presidente da Generalitat de Catalunya (Generalidade da Catalunha), conhecido popularmente como o Avô. Proclamou a República Catalã como estado integrado da Federação Ibérica. Políticamente, vai evoluir de um inicial regeneracionismo de Espanha à defesa da República Catalã.

Percurso político[editar | editar código-fonte]

Monumento a Francesc Macià em Vilanova i la Geltrú

A 14 de abril de 1931, depois das eleições municipais espanholas de 1931 que deram a maioria ao seu partido, Esquerra Republicana de Catalunya, Macià apresentou-se na presidência da Deputação de Barcelona para "tomar posse". O presidente da Deputação, Joan Maluquer, respondeu-lhe "só lhe cederei o palácio pela força" e Macià, pondo-lhe a mão sobre as costas diz "considere-o um ato de força". Macià, desde a varanda do Palácio da Generalitat da Catalunha, proclamou a "República Catalã dentro de uma federação de Repúblicas ibéricas"[1] em cumprimento do Pacto de San Sebastián (1930), apenas horas antes que Niceto Alcalá-Zamora proclamasse a república desde Madrid.[2][3]

Esta declaração de Macià preocupou a governação provisória da república, que enviou em avião a Barcelona, no dia 17 de abril, os ministros Fernando de los Ríos, Marcelino Domingo, e Lluís Nicolau d'Olwer. Depois de tensas conversações, chegou-se ao acordo que o conselho formado em Barcelona atuasse como governo da Generalitat da Catalunha. A recuperação de um nome histórico no qual ninguém tinha pensado dantes, que permitiu resolver o conflito e abrir caminho a uma nova forma de autonomia catalã.[4]

O governo provisório catalão tinha como uma das suas missões principais impulsionar a redação de um estatuto de autonomia, e foi designada para tal efeito uma conferência que, reunida em Núria, ultimou o seu anteprojeto no dia 20 de junho de 1931. O texto foi submetido a consulta aos municípios catalães, que se pronunciaram a favor, e do corpo eleitoral da Catalunha, com um resultado também avassalador. A definição de Catalunha como estado autónomo dentro a Segunda República Espanhola e a imagem desta como federação voluntária de povos adiantava-se ao processo constituinte espanhol, que teria de ser a tarefa do parlamento que surgiria das eleições gerais a celebrar a 28 de junho do mesmo ano. De facto, a Constituição da Segunda República espanhola, aprovada o 9 de dezembro de 1931, não estabeleceu um Estado federal, senão um «Estado integral compatível com a autonomia de municípios e regiões». Fez falta, em consequência, adaptar o Estatuto de Núria, que, uma vez reformado, foi promulgado a 15 de setembro de 1932 sem se submeter de novo ao plebiscito dos catalães.[5]

Macià foi Presidente da governação provisória da Generalitat desde 28 de abril de 1931 (posterior à efémera governação da República Catalã de 14 de abril). Às primeiras eleições ao Parlamento da Catalunha, depois da aprovação do estatuto, foi eleito Presidente e formou o primeiro governo da Generalitat estatutária desde 14 de dezembro de 1932 até a sua morte, em 1933. Foi sucedido por Lluís Companys, também de Esquerra Republicana de Catalunya.


Referências

  1. Roglan, Joaquim (1 de janeiro de 2006). 14 d'abril: la Catalunya republicana (1931-1939) (em catalão). [S.l.]: Cossetània Edicions. ISBN 9788497912037 
  2. «14 d'Abril de 1931. Francesc Macià proclama la República Catalana». VilaWeb.cat (em catalão). Consultado em 3 de março de 2017 
  3. «Así vivió 'La Vanguardia' la proclamación de la República Catalana». La Vanguardia 
  4. Sapiens.cat. «Francesc Macià proclama la República». Sapiens.cat (em catalão) 
  5. «El referèndum de l'Estatut d'Autonomia del 1931 | La República a Manresa en un clic». www.memoria.cat. Consultado em 3 de março de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal: