Franchini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2014).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
António Franchini
António Franchini em 2012
Nascimento 10 de fevereiro de 1959 (59 anos)
Porto, Portugal
Residência Porto, Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Ocupação Pintor
Prémios Prémio de Artista Internacional pelo Club Português de São Paulo
Movimento estético Abstracionismo e Figurativo
Página oficial
franchiniartista.blogspot.co.uk

António Franchini, ou simplesmente Franchini (Porto, 1959), é um pintor português, pertencente a uma geração tardia, motivada pela castração paterna e por culpa de um regime do Estado Novo. Teve uma ação artística e cívica intensa na década de 1970, culminando com o 25 de Abril. A partir daí começa a sentir-se mais livre para exprimir a sua arte, tendo convivido com alguns dos atuais mestres da pintura e escultura portuguesa, que abrem a mente para a arte.

Contudo definitivamente é marcado pela imposição de ser médico ou economista. Envereda pela Gestão de empresas e vive uma vida deprimente em que nunca se conseguiu realizar, pese embora ter chegado a Diretor de uma instituição de crédito.

A morte prematura de seu pai e um brutal acidente de viação faz com que a sua vida tomasse o rumo que deveria ter levado desde há 25 anos atrás. Reforma-se da banca e inicia o seu percurso artístico. Após um curso intensivo de desenho figurativo e um curso de cerâmica, começa a expor coletivamente. Jaime Isidoro presente numa das primeiras exposições coletivas augura-lhe um bom futuro. Recomeça a relacionar-se no meio das artes portuenses. Funda a sua primeira galeria, a Franchini'Galeria em Miguel Bombarda e de seguida com quatro amigos a AP'Arte Galería na mesma rua.

Foi um dos sócios da Oficina 2000&5, um espaço dedicado à criação de projetos cerâmicos e escultóricos de autor. É membro da ANAP -Associação Nacional dos Artistas Plásticos de Portugal, foi Diretor Cultural para Portugal da APAP-SP Associação Profissional de artistas plásticos de São Paulo, actualmente é Diretor para Portugal da UP Arte -Brasil. É embaixador da NONViolence, um projeto criado por Yoko Ono, viuva de John Lennon. [1]

Neste momento divide-se pelos seus ateliers do Porto e de São Paulo, onde além de expor, também realiza curadorias. Entrou em algumas Bienais, algumas das quais como convidado, e expõe regularmente em Portugal e no Estrangeiro, em Galerias, Centros Culturais e Museus.

Foi considerado artista internacional do ano 2012 pela PubliTime Editora – São Paulo - Brasil, prémio entregue pelo curador da editora, o artista visual Fernando Durão. O Prémio foi entregue no decorrer de um almoço no Clube Português de São Paulo. Tem atelier nas cidades do Porto e São Paulo. [2]

Exposições[editar | editar código-fonte]

Obra de Franchini, 2010
  1. "04+14=10 passado e presente da arte de Franchini | Exposição de pintura e cerâmica", Casa da Cultura Mestre José Rodrigues, Alfândega da Fé, Portugal - Fevereiro / Abril 2014 [3]
  2. "Little Paintings, Big Stories. Here is Franchini 2014", Casa Barbot da Cultura, Vila Nova de Gaia, Portugal - Janeiro / Fevereiro 2014 [4]
  3. "Exposição Encontros – Portugal no Brasil x Brasil em Portugal", Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil - Maio / Junho 2013 [5]
  4. "Exposição 8+", Palacete dos Leões, Curitiba, Brasil - Maio 2013 [6]
  5. "Exposição de Arte e Design", Galeria Municipal de Arte de Barcelos, Barcelos, Portugal - Abril / Julho 2012 [7]


Referências