Francis Huber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

François Huber (nascido em 2 de julho de 1750 em Genebra, † 22 de dezembro de 1831 em Lausanne) também conhecido como Francis em publicações inglesas[1] ou Franz em publicações alemãs[2] foi um naturalista suíço que desenvolveu preciosos estudos sobre as abelhas[3]e germinação de sementes. O seu trabalho pioneiro foi reconhecido em toda a Europa por ser baseado na observação minuciosa, com a ajuda de vários assistentes, devido à sua cegueira.

Descendentes[editar | editar código-fonte]

Seu filho Jean Pierre (nascido em 23 de janeiro de 1777 em Genebra, 22 de dezembro de 1840 em Yverdon), chamado Pierre Huber, observou, seguindo o interesse pelas abelhas de seu pai, Tenthredinidae, besouros, e, mais especialmente, formigas e escreveu: "Pesquisa sobre os hábitos das formigas nativas" (Paris 1810), que são considerados o seu principal trabalho. Sobre as abelhas, ele escreveu o altamente conceituado artigo "Observações sobre várias espécies do gênero Apis, conhecido pelo nome de Humble-bees, e chamado Bombinatrices por Linnaeus"(Londres, 1801)[4]. Ele criou várias ilustrações para os livros de seu pai.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

O nome do género botânico Huberia é uma homenagem a François Huber e ao se filho.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Popular Science Monthly Volume 6 February 1875. [S.l.: s.n.] 
  2. Gordh, Gordon. (2011). A dictionary of entomology 2nd ed ed. Wallingford, Oxfordshire, UK: CABI. ISBN 9781845935429. OCLC 441191893 
  3. «Huber, François». hls-dhs-dss.ch (em alemão). Consultado em 30 de maio de 2019 
  4. Encyclopaedia Britannica: Supplement to the 4th, 5th, and 6th Editions ... With Preliminary Dissertations on the History of the Sciences ... (em inglês). [S.l.: s.n.] 1824