Francis Scobee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francis Scobee
Nome completo Francis Richard Scobee
Nascimento 19 de maio de 1939
Cle Elum, Estados Unidos
Morte 28 de janeiro de 1986 (46 anos)
Cabo Canaveral, EUA
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Progenitores Mãe: Edlynn Miller
Pai: Francis William Scobee
Cônjuge Virginia June Kent
Filho(s)
  • Kathie
  • Richard
Alma mater Universidade do Arizona
Ocupação
Serviço militar
Serviço Força Aérea dos Estados Unidos
Anos de serviço 1957–1986
Patente tenente-coronel
Conflitos Guerra do Vietnã
Condecorações Cruz de Voo Distinto
Medalha do Ar
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 6d 23h 40min
Seleção Grupo 8 da NASA 1978
Missões
Insígnia da missão STS-41-C patch.png Insígnia STS-51
Prêmios Medalha de Honra
Espacial do Congresso

Francis Richard "Dick" Scobee (Cle Elum, 19 de maio de 1939Cabo Canaveral, 28 de janeiro de 1986) foi um astronauta norte-americano, comandante da missão STS-51-L do ônibus espacial Challenger, que explodiu no ar durante seu lançamento em janeiro de 1986, matando todos os sete tripulantes.

Scobee entrou para a Força Aérea dos Estados Unidos em 1957 e combateu como piloto de combate na Guerra do Vietnam. Após o conflito, tornou-se piloto de testes da Aeronáutica, pilotando diversos tipos de aviões como Boeing 747, C-5 Galaxy, o maior avião de transportes do mundo, F-111 e o experimental X-24, deixando a Força Aérea como tenente-coronel aos 38 anos.

Em 1984 ele foi ao espaço pela primeira vez, como piloto da Challenger, a mesma nave onde morreria dois anos depois.

A Challenger explode no ar

A fatídica missão STS-51-L da Challenger em 28 de janeiro de 1986, comandada porScobee, cujo objetivo era colocar um satélite em órbita para estudar o Cometa de Halley durante sua aproximação da Terra, e inaugurar o programa Professores no Espaço – a professora de escola pública Christa McAuliffe foi a escolhida entre mais de 11.000 professores dos Estados Unidos para integrar a tripulação e morreu no desastre – terminou de maneira trágica 73 segundos após o lançamento, quando um selo de vedação de um dos gigantescos tanques de combustível que acompanham o ônibus espacial cedeu e o combustível vazou causando a explosão da nave nos céus, na frente de milhões de pessoas que acompanhavam o lançamento ao vivo pela televisão, matando todos os tripulantes.

Seus restos foram enterrados no Cemitério Nacional de Arlington e foi condecorado postumamente com a Medalha Espacial de Honra do Congresso dos Estados Unidos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]