Francisco Augusto Mendes de Alcântara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco Augusto Mendes de Alcântara
Deputado do Reino de Portugal
Período 1902 a 1904
Dados pessoais
Nascimento 10 de junho de 1840
Reino de Portugal Portugal
Morte ?
Reino de Portugal Portugal
Nacionalidade português
Progenitores Mãe: Ana Mendes
Pai: Vicente José de Alcântara
Alma mater Universidade de Coimbra
Religião Catolicismo

Francisco Augusto Mendes de Alcântara (Oliveira do Hospital, Lagares da Beira, 10 de Junho de 1841 – ?) foi um político português.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filiação[editar | editar código-fonte]

Filho de Vicente José de Alcântara e de sua mulher Ana Mendes, neto paterno de Pedro de Alcântara e de sua mulher Josefa Maria de Abrantes e neto materno de Leonardo Borges e de sua mulher Maria Mendes.[1]

Formação[editar | editar código-fonte]

Frequentou a Faculdade de Teologia da Universidade de Coimbra, matriculando-se a 2 de Outubro de 1860, e a Faculdade de Direito da mesma Universidade. Obteve o grau de Bacharel em Direito a 28 de Maio de 1864 e o de Estudos Eclesiásticos a 27 de Junho de 1865.[1]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Eleito Deputado pelo Círculo Eleitoral de Arganil, N.° 9, em Outubro de 1901, para a Legislatura de 1902-1904, não se tendo apresentado a prestar juramento. Não integrou nenhuma Comissão Parlamentar, e não há registo de intervenções suas no Parlamento.[1]

Referências

  1. a b c d Maria Filomena Mónica (coordenadora) (Lisboa, 2006). Dicionário Biográfico Parlamentar (1834-1910). [S.l.]: Assembleia da República (ISBN 972-671-167-3). pp. Vol. I. 107  Verifique data em: |ano= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.