Francisco Diá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco Diá
Francisco Diá
Francisco Diá em ação no Mogi Mirim em 2010
Informações pessoais
Nome completo Francisco de Assis Ciríaco dos Santos
Data de nasc. 5 de novembro de 1955 (63 anos)
Local de nasc. Natal (RN),  Brasil
Apelido Diá
Informações profissionais
Equipa atual Brasil Campinense
Posição Treinador
Times/Equipas que treinou
1995
1996
1997
1998-2000
2002
2004
2006
2007-2008
2009
2009
2010
2010
2010
2011
2011-2012
2012
2012-2013
2013-2014
2014
2014
2014
2014-2016
2016
2017
2017-2018
2018-2019
Brasil Força e Luz
Brasil ABC
Brasil Penapolense
Brasil São Gonçalo-RN
Brasil Alecrim
Brasil ABC
Brasil Baraúnas (assistente)
Brasil Santa Cruz
Brasil Alecrim
Brasil América-RN
Brasil Mogi Mirim
Brasil América-RN
Brasil Botafogo-PB
Brasil América-RN
Brasil Baraúnas
Brasil Santa Cruz-RN
Brasil Icasa
Brasil Grêmio Barueri
Brasil Nacional-AM
Brasil Oeste
Brasil ASA
Brasil Campinense
Brasil América-RN
Brasil Altos-PI
Brasil Sampaio Corrêa
Brasil Campinense










0010





0047
0005
0012
0003
0001
0080
0012
0008
0061
0011
Última atualização: 27 de março de 2019.

Francisco Diá (Natal, 5 de Novembro de 1955) é um treinador de futebol brasileiro. Atualmente está sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 2009 conquista o acesso do Alecrim para a série C do campeonato brasileiro. É contratado pelo América de Natal, salva o clube do rebaixamento no campeonato brasileiro da série B, tirando a equipe potiguar de uma incomoda penúltima colocação no campeonato.[1]

Em 2010 contratado pelo Mogi Mirim dura apenas dez rodadas no campeonato paulista, com apenas duas vitórias, dois empates e seis derrotas deixa a equipe paulista[2] e retorna ao América de Natal, por um curtíssimo período, onde licencia-se para tratamento médico em um de seus joelhos.[3] Seu retorno no futebol em 2010 acontece no Botafogo da Paraíba,[4] onde sagra-se campeão da Copa Paraíba.[5]

Em 2011 volta ao América de Natal pela terceira vez sem grande destaque e é demitido no final do primeiro semestre;[6] é contratado pelo o Baraúnas no final do ano.

Em 2012 uma passagem pelo Santa Cruz-RN[7] antes de assumir o Icasa do Ceará no segundo semestre.[8] Pega o Icasa na zona de rebaixamento do campeonato brasileiro da série C e leva a equipe ao vice-campeonato da competição, conquista o acesso para 2013.

Em 2013 é demitido do Icasa, após a derrota de 2–1 para o América Mineiro.[9] Em agosto o treinador é contratado pelo Grêmio Barueri com a dura missão de livrar a equipe do rebaixamento do campeonato brasileiro da série C,[10] mas não teve sucesso: cinco jogos, cinco derrotas. No final do ano é contratado pelo Nacional-AM.[11]

Em 2014 trabalha praticamente o primeiro semestre com o Nacional-AM, onde demitido foi tentar novamente no interior de São Paulo salvar desta vez o Oeste do rebaixamento do campeonato brasileiro da série B, sem sucesso com apenas três jogos um empate e duas derrotas é rapidamente dispensado,[12] mas com a chegada de outro treinador a equipe termina na 15ª colocação livrando-se do rebaixamento. Em agosto o treinador assume o comando do ASA.[12] e com apenas oito dias de trabalho e uma derrota, surpreendentemente o mestre é dispensando.[13] Rapidamente o Campinense contrata o treinador[14] que vem trazer alegrias a equipe paraibana.

Em 2015 embalado para o início da nova temporada conquista o Campeonato Paraibano de 2015, e renova seu contrato por mais uma temporada com o clube paraibano Campinense.

O ano de 2016 não é diferente e o treinador num início avassalador conquista o vice-campeonato da Copa do Nordeste e sagra-se bicampeão paraibano pelo Campinense.[15] Em junho Diá acerta seu retorno ao América-RN , dando início a sua quarta passagem no clube potiguar.[16] No dia 07 de outubro de 2016, a diretoria do América-RN anunciou que Diá não permaneceria no comando da equipe para o ano de 2017, onde o América-RN irá disputar a Série D do Brasileirão devido ao rebaixamento em 2016.[17]

Francisco Diá foi anunciado em 19 de novembro de 2016, como novo treinador do Altos-PI, equipe piauiense, para a temporada de 2017.[18] Diá rescindiu seu contrato amigavelmente com Altos-PI para comandar o Sampaio Corrêa, o treinador era um sonho antigo do clube maranhense. Ele deixa o Altos-PI realizando uma boa campanha no estadual, estando na liderança do torneio.[19] Francisco Diá se consagrou campeão Maranhense com o Sampaio Corrêa, e no segundo semestre disputando a Série C, conseguiu o acesso a Série B com o clube. Em 08 de maio de 2018, Diá deixa o comando do Sampaio Corrêa após dois anos no comando do clube, ele teve realizou um bom trabalho na temporada de 2017 com a equipe maranhense, mas em 2018 não obteve os bons resultados esperados, no início da temporada o Sampaio Corrêa não conseguiu avançar da primeira fase do estadual e na Série B os resultados não vieram positivamente, vencendo apenas uma partida no começo da competição.[20]

em 27 de Julho de 2018, acerta sua volta ao Campinense, clube onde foi bi-campeão da Paraíba e vice do Nordeste. Em 15 de maio de 2019, após a eliminação precoce na Pré-Copa do Nordeste de 2020, Francisco Diá deixa o comando do Campinense mais uma vez.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Treinador[editar | editar código-fonte]

Botafogo-PB
Campinense
Sampaio Corrêa

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Técnico do ano
  • Troféu Flávio Ponte (Oscar do Esporte Cearense) - 2012.[21]
Melhor treinador

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 27 de março de 2019.

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Mogi Mirim (2010) 10 2 2 6 26.67%
Icasa (2012-2013) 47 25 8 14 58.87%
Grêmio Barueri (2013-2014) 5 0 2 3 13.33%
Nacional-AM (2014) 12 4 6 2 50%
Oeste (2014) 3 0 1 2 11.11%
ASA (2014) 1 0 0 1 0%
Campinense (2014-2016) 80 42 20 18 60.83%
America-RN (2016) 12 3 4 5 36.11%
Altos-PI (2017) 8 4 4 0 66.67%
Sampaio Corrêa (2017-2018) 61 26 20 15 53.55%
Campinense (2018-) 11 5 2 4 51.52%

Referências

  1. *Futebol Interior. «É oficial! América-RN já tem novo técnico para a Série B». 30 de setembro de 2009. Consultado em 31 de julho de 2016 
  2. *Futebol Interior. «Rivaldo demite técnico do Mogi Mirim». 22 de fevereiro de 2010. Consultado em 31 de julho de 2016 
  3. *Futebol Interior. «Técnico que dirigiu time no Paulistão assume o América». 2 de março de 2010. Consultado em 31 de julho de 2016 
  4. *PB Agora. «Botafogo-PB dispensa Schulle e contrata Diá, ex- Mogi Mirim-SP». 21 de junho de 2010. Consultado em 31 de julho de 2016 
  5. *Bota Show. «CAIU O TÉCNICO FRANCISCO DIÁ». 31 de janeiro de 2011. Consultado em 31 de julho de 2016 
  6. *nominuto.com. «América anuncia Flávio Araújo como substituto de Diá no comando». 4 de julho de 2011. Consultado em 31 de julho de 2016 
  7. *B.Joseilson. «Santa Cruz contrata três para Estadual e Copa do Brasil». 9 de março de 2012. Consultado em 1 de agosto de 2016 
  8. *Globo Esporte. «Francisco Diá 'retorna' ao comando técnico do Icasa». 31 de agosto de 2014. Consultado em 31 de julho de 2016 
  9. *Globo Esporte. «Francisco Diá deixa comando do Icasa após derrota para América-MG». 5 de junho de 2013. Consultado em 31 de julho de 2016 
  10. *Visão Oeste. «Novo técnico tenta salvar Grêmio Barueri». 13 de agosto de 2013. Consultado em 31 de julho de 2016 
  11. *Globo Esporte. «Ex-Grêmio Barueri, Francisco Diá é o técnico do Nacional-AM para 2014». 20 de setembro de 2013. Consultado em 31 de julho de 2016 
  12. a b *Sete Segundos. «Em coletiva, Francisco Diá será apresentado como novo técnico do ASA». 5 de agosto de 2014. Consultado em 1 de agosto de 2016 
  13. *Globo Esporte. «ASA demite técnico Francisco Diá». 13 de agosto de 2014. Consultado em 1 de gosto de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. *Globo Esporte. «Diretoria do Campinense age rápido e anuncia o técnico Francisco Diá». 31 de agosto de 2014. Consultado em 31 de julho de 2016 
  15. *Globo Esporte. «Francisco Diá deixa o Campinense». 20 de junho de 2016. Consultado em 31 de julho de 2016 
  16. *Jornal O Mossoroense. «Francisco Diá apresentado como quarto treinador do América-RN em 2016». 27 de junho de 2016. Consultado em 31 de julho de 2016 
  17. «francisco-dia-nao-será-o-tecnico-do-americarn-para-2017». oportaln10.com.br. 07 de outubro de 2016. Consultado em 21 de dezembro de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  18. «Vice do Nordestão, Francisco Diá é anunciado por "caçula" da edição 2017». globoesporte.com 
  19. «Sampaio Corrêa-MA finalmente realiza sonho e contrata Francisco Diá». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  20. «Série B: Sampaio Corrêa demite técnico Francisco Diá e gerente». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 10 de maio de 2018 
  21. VÍDEO: noite de glamour e homenagens marca a festa dos melhores do ano no Oscar do Esporte Cearense

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.