Francisco Guterres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lu Olo
Em 2007.
4.º Presidente de Timor-Leste
Período 20 de maio de 2017
Antecessor(a) Taur Matan Ruak
Dados pessoais
Nome completo Francisco Guterres
Nascimento 7 de setembro de 1954 (62 anos)
Ossu, Viqueque, Timor Português
Alma mater Universidade Nacional Timor Lorosa'e
Cônjuge Cidália Nobre Guterres
Partido FRETILIN
Religião Católico
Profissão Formado em direito
Serviço militar
Apelido(s) Lu Olo
Batalhas/guerras Ocupação de Timor-Leste pela Indonésia

Francisco Guterres, conhecido popularmente como Lu Olo, (Ossu. Viqueque, 7 de setembro de 1954) é um político timorense, presidente da Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (FRETILIN) e candidato à presidência do seu país nas eleições de 2007, 2012 e 2017. É, desde 20 de maio de 2017, o presidente de Timor-Leste.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lei dos Símbolos Nacionais de Timor-Leste, em que Guterres assinou como presidente do Parlamento Nacional.

De família católica, Guterres é um ex-guerrilheiro. Foi presidente do Parlamento Nacional de Timor-Leste. Foi ele quem leu a proclamação da independência, a 20 de maio de 2002. Único dos candidatos e dos raros timorenses que permaneceram na guerrilha desde a invasão, a 7 de dezembro de 1975, até à saída do contingente indonésio, em outubro de 1999.[1]

Família[editar | editar código-fonte]

Francisco Guterres Lu Olo é atualmente casado com Cidália Nobre Guterres, o casal tem quatro filhos: Francisco Cidalino Guterres, Eldino Nobre Guterres, Felezito Samora Guterres e Dália Guterres.[2]

Estudos[editar | editar código-fonte]

Em 1963 Lu Olo estudou no Colégio de Santa Teresinha de Ossu, onde complementou a quarta classe, em 1969 e ainda em 1969 ingressa no Liceu de Díli que frequentou até 1973 mas posteriormente regressa ao Colégio de Santa Teresinha no exercício de monitor escolar indo até o ano de 1974. No ano 1974, retorna a Díli, no intuito de continuar os seus estudos, mas não pode estudar por razões da sua luta na FRETILIN pela independência de Timor-Leste, devido a invasão e anexação do país pela Indonésia.

Em 2005 ingressou no curso de direito na Universidade Nacional Timor Lorosa'e, o qual concluiu no ano de 2011, graduando-se a 24 de abril de 2012.[3]

Presidente de Timor-Leste[editar | editar código-fonte]

Foi eleito o presidente a 20 de março de 2017, apoiado pelos dois principais partidos com resultado à volta dos 57%.[4]

Referências

  1. Lusa (21 de março de 2017). «Francisco Lu-Olo, o homem que proclamou a restauração chega à Presidência timorense». SIC Notícias. Sociedade Independente de Comunicação 
  2. «Profile Kandidatu PR Francisco Guterres 'Lu-Olo'». Jornal Nacional Diário (em tétum). 8 de março de 2007 
  3. Boletim biográfico da campanha de Lu olo
  4. Lusa (21 de março de 2017). «"Lu-Olo" eleito Presidente de Timor-Leste à primeira volta». Público. Consultado em 23 de março de 2017 


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Francisco Guterres
Precedido por
Taur Matan Ruak
Presidente de Timor-Leste
2017 — presente
Sucedido por
'
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.