Francisco de Assis Milhomem Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o jurista do século XVI, veja Francisco Coelho, o do Olho.
Disambig grey.svg Nota: Para o halterofilista português, veja Francisco Coelho.
Francisco Coelho
Replace this image male.png
Francisco Coelho
Deputado estadual  Maranhão
Período 1983-1987
Deputado federal  Maranhão
Período 1987-2003
Prefeito de Balsas Balsas
Período 2005-2013
Dados pessoais
Nascimento 14 de junho de 1949 (70 anos)
Balsas Balsas, MA
Alma mater Universidade Federal de Goiás
Cônjuge Eliane Botelho Coelho
Partido PDS (1982–1985)
PFL (1985–1989 e 1993-2005)
PDC (1989–1993)
PDT (2005–2009)
PMDB (2009–2013)
PSL (2013–2018)
DEM (desde 2018)
Profissão engenheiro agrônomo, agropecuarista

Francisco de Assis Milhomem Coelho (Balsas, 14 de junho de 1949) é um engenheiro agrônomo, agropecuarista e político brasileiro que foi deputado federal pelo Maranhão.[1][2]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de Joaquim Coelho e Silva e Perolina Milhomem Coelho. Em 1972 formou-se engenheiro agrônomo na Universidade Federal de Goiás dedicando-se à agropecuária até ser eleito presidente da Federação das Associações do Estado do Maranhão[nota 1] e depois ocupou a direção regional da Secretaria de Agricultura em São Luís,[1] além de integrar o conselho de administração do Instituto de Terras do Maranhão e da Superintendência do Desenvolvimento do Maranhão (SUDEMA).

Eleito deputado estadual via PDS em 1982, licenciou-se para exercer o cargo de secretário do Interior durante o primeiro ano do governo Luís Rocha, a quem se vinculou politicamente e seguiu no ingresso no PFL.[3] Eleito deputado federal em 1986, ajudou a escrever a Constituição de 1988,[4] migrando em seguida para o PDC sendo reeleito em 1990. Votou a favor do impeachment de Fernando Collor em 1992.[5] De volta ao PFL conquistou novos mandatos em 1994 e 1998 e nesse meio-tempo foi secretário de Agricultura no primeiro governo Roseana Sarney, todavia foi derrotado ao buscar um mandato de deputado federal em 2002.[1][2]

Eleito prefeito de Balsas em 2004, trocou de partido e foi reeleito pelo PDT em 2008.[6][7] Após migrar para o PSL foi derrotado na eleição para deputado federal em 2014 e para prefeito de sua cidade natal em 2016.

Notas

  1. A página oficial da Câmara dos Deputados não especifica a qual causa tal federação estava atrelada.

Referências

  1. a b c «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Francisco Coelho». Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  2. a b «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  3. Luiz Rocha (sic) diz que cruzado é que o fez rico (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 26/09/1986. Política, primeiro caderno, p. 03. Página visitada em 16 de fevereiro de 2017.
  4. «BRASIL. Presidência da República. Constituição de 1988». Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  5. «Governistas tentaram evitar implosão (online). Folha de S. Paulo, São Paulo (SP), 30/09/1992. Brasil, p. 1-8. ». Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  6. «UOL eleições em Balsas 2004». Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  7. «UOL eleições em Balsas 2008». Consultado em 17 de fevereiro de 2017