Franz Ziereis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Franz Ziereis
Franz Xaver Ziereis
Nascimento 13 de setembro de 1905
Munique, Império Alemão
Morte 24 de maio de 1945 (39 anos)
Gusen, Alemanha
Nacionalidade Alemão
Serviço militar
Lealdade Alemanha Nazi Alemanha Nazista
Serviço Flag of the Schutzstaffel.svg Schutzstaffel (SS)
Patente SS-Standartenführer
Comando Campo de concentração de Mauthausen-Gusen

Franz Xaver Ziereis (Munique, 13 de agosto de 1905Gusen, 24 de maio de 1945) foi um oficial da SS nazista e comandante do campo de concentração de Mauthausen-Gusen durante a II Guerra Mundial.

Filho de um condutor de charretes morto na I Guerra Mundial, Franz passou oito anos na escola secundária até começar a trabalhar como aprendiz e office-boy numa loja de departamentos em Munique, estudando comércio durante a noite. Em 1922 foi trabalhar numa loja de carpintaria, mas de tempos em tempos ficava desempregado.

Sem conseguir trabalho fixo, entrou para o Reichswehr, o exército alemão da época, em abril de 1924. Após doze anos de serviço, deu baixa em 1936 com a patente de sargento.

Schutzstaffel[editar | editar código-fonte]

Ziereis recebeu então oferta de ingresso na Totenkopf, a divisão da SS (Schutzstaffel) criada por Theodor Eicke, com a patente de SS-Obersturmführer (primeiro-tenente) e oportunidades de promoção na carreira. Juntou-se à SS e ao Partido Nazista e deixou a igreja.

Suas primeiras tarefas na Totenkopf foram de natureza militar e seus superiores o elogiavam pela habilidade como instrutor de tática militares. Em 1937 tornou-se líder de esquadrão do destacamento de Brandemburgo da divisão SS Totenkopf. Durante treinamentos no mesmo ano, foi seriamente ferido no joelho, ficando hospitalizado por várias semanas.

Transferido para a Áustria no ano seguinte, serviu como instrutor de jovens soldados SS no regimento SS da Turíngia.

Mauthausen[editar | editar código-fonte]

Em 9 de fevereiro de 1939, Frank Ziereis foi nomeado comandante do campo de concentração de Mauthausen-Gusen, onde, entre outros crimes, permitia que seu filho de onze anos subisse no portão da frente do campo e atirasse nos prisioneiros com um rifle.

Seu trabalho em Mauthausen fez com que fosse promovido a SS-Standartenführer pelo comando em Berlim, patente que ostentava quando da libertação do campo em 1945.

A prisão e morte[editar | editar código-fonte]

Ao final da guerra, com a tomada do complexo de extermínio pelas tropas aliadas, Ziereis fugiu para o norte da Áustria com a mulher e o filho, onde foi encontrado e preso numa cabana de caça por tropas norte-americanas em 23 de maio de 1945; ele tentou escapar no momento da captura e foi ferido pelos soldados.

Trazido de volta a Mauthausen, acabou não resistindo aos ferimentos e morrendo no dia seguinte. Seu cadáver foi então entregue a seus ex-prisioneiros sobreviventes, que o enforcaram numa cerca do sub-campo de Gusen I.