Fratelli tutti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fratelli tutti
Carta encíclica do papa Francisco
Laudato si' Yellow circle 50%.svg '''''
Data 4 de outubro de 2020
Assunto Fraternidade e a amizade social
Encíclica número 3ª do pontífice

Fratelli tutti (em português: 'Todos irmãos'; subtítulo: "sobre a fraternidade a amizade social") é uma encíclica do Papa Francisco, na qual o pontífice indica a fraternidade e a amizade social para construir um mundo melhor, pacífico e com mais justiça.[1]

É composta por 8 capítulos e 287 itens, estabelecendo duas novas orações: a "Oração ao Criador" e a "Oração cristã ecumênica".[2]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

A 4 de fevereiro de 2019, o Papa Francisco e o Xeque Ahmed el-Tayeb, Grande Imã de Al-Azhar, assinaram o Documento da Fraternidade Humana para a Paz e Coexistência Mundial, também conhecido como a Declaração de Abu Dhabi. Os princípios da compaixão e da solidariedade humana encarnados neste texto são os mesmos que mais tarde inspiraram a resolução que estabeleceu o dia 4 de fevereiro como o Dia Internacional da Fraternidade Humana.[3][4] O Documento sobre a Fraternidade Humana também influenciou a encíclica Fratelli tutti, como o Papa Francisco reconhece no próprio texto quando afirma que o seu encontro com Ahmad Al-Tayyeb em 2019 o inspirou na sua redação.

Referências

  1. «Publicada "Fratelli tutti", a Encíclica social do Papa Francisco - Vatican News». www.vaticannews.va. 4 de outubro de 2020. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  2. Carta Encíclica Fratelli Tutti do Santo Padre Francisco sobre a Fraternidade e a Amizade Social
  3. «First-ever International Day of Human Fraternity focuses on tolerance». UN News (em inglês). Consultado em 29 de março de 2022 
  4. Nations, United. «Secretary-General's message for 2022 | International Day of Human Fraternity». United Nations (em inglês). Consultado em 29 de março de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]