Frederico Carlos Luís, Duque de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Frederico Carlos Luís
Duque de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck
Frederico Carlos Luís por Johann Friedrich August Tischbein, 1800
Reinado 24 de fevereiro de 177525 de março de 1816
Antecessor(a) Pedro Augusto
Sucessor(a) Frederico Guilherme
Casa Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck
Nome completo
Frederico Carlos Luís
em alemão: Friedrich Karl Ludwig
Nascimento 20 de agosto de 1757
  Königsberg
Morte 24 de abril de 1816 (58 anos)
  Wellingsbüttel Manor
Cônjuge(s) Frederica Amália de Schlieben
Filho(s) Frederico Guilherme
Filha(s) Frederica
Luísa
Pai Carlos Antônio Augusto de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck
Mãe Carlota de Dohna-Schlodien

Frederico Carlos Luís de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck (20 de agosto de 1757[1]24 de abril de 1816[2][1]) foi o quinto e penúltimo Duque de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck.[2][1] Frederico Carlos Luís era filho do príncipe Carlos Antônio Augusto de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck e sua esposa, a condessa Carlota de Dohna-Schlodien.[2][1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frederico Carlos Luís nasceu em Königsberg, Prússia Oriental. Alistou-se ao Exército Prussiano , em 1777, a pedido do rei Frederico II da Prússia, o Grande. Em 1781, tornou-se um oficial da Corporação de Schlieben e, em 1787, comandou um batalhão de granadeiros, com base em Königsberg.[3] Ele ajudou na contenção da Revolta de Kościuszko em 1794. Foi Governador da Cracóvia em 1795. Afastou-se do serviço como tenente-geral na Prússia em 1797[3] e passou o resto de sua vida desenvolvendo a agricultura em Holstein. Ele morreu em Wellingsbüttel Manor, que agora faz parte de Hamburgo.

Ele foi agraciado com a Ordem do Elefante, Ordem de Alexandre Nevsky, Ordem da Águia Vermelha, e a Ordem de Santo Humberto.[4]

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Friedrich casou-se com a condessa Frederica Amália de Schlieben (28 de fevereiro de 1757 – 17 de dezembro de 1827)[2][1] em 9 de Março de 1780 em Königsberg.[2][1] Na época, o casamento não era bem visto porque a família da condessa não era uma antiga família nobre. O casal teve três filhos:

Frederico foi sucedido como duque por seu filho Frederico Guilherme, Duque de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Glucksburgo.[2][1]

Títulos, estilos, honras e armas[editar | editar código-fonte]

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 20 de agosto de 1757 – 12 de setembro de 1759: Sua Alteza o Príncipe Frederico Carlos Luís de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck;
  • 12 de setembro de 1759 – 24 de fevereiro de 1775: Sua Alteza O Príncipe Hereditário de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck;
  • 24 de fevereiro de 1775 – 24 de abril de 1816, Sua Alteza O Duque de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Beck.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Frederico Carlos Luís é o ancestral agnatício dos atuais monarcas e pretendentes ao trono da Dinamarca, Noruega e Grécia.[2] Esta lista irá, eventualmente, incluir a família real britânica, pois Frederico é o ancestral de linhagem masculina de Carlos, Príncipe de Gales e de seus filhos Guilherme, Duque de Cambridge e Henrique, Duque de Sussex.

Referências

  1. a b c d e f g h i j Paul Theroff. «SCHLESWIG-HOLSTEIN». Paul Theroff's Royal Genealogy Site. Consultado em 2 de setembro de 2008. Arquivado do original em 23 de março de 2008 
  2. a b c d e f g h i j Darryl Lundy (1 de maio de 2005). «Friedrich Karl Herzog von Schleswig-Holstein-Sonderburg-Beck». thePeerage.com. Consultado em 2 de setembro de 2008 
  3. a b Albinus, Robert (1985). Lexikon der Stadt Königsberg Pr. und Umgebung (em alemão). Leer: Verlag Gerhard Rautenberg. 371 páginas. ISBN 3-7921-0320-6 
  4. Der Elephanten-Orden und seine Ritter. Von Johann Heinrich Friedrich Berlien