Fredrik Ljungberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fredrik Ljungberg
Fredrik Ljungberg
Ljungberg em 2014
Informações pessoais
Nome completo Karl Fredrik Ljungberg
Data de nasc. 16 de abril de 1977 (45 anos)
Local de nasc. Vittsjö, Hässleholm, Suécia
Nacionalidade sueco
Altura 1,76 m
destro
Apelido O Punk Sueco
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição meio-campista
Clubes de juventude
1982–1994 Halmstads
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1994–1998
1998–2007
2007–2008
2008–2010
2010
2010–2011
2011–2012
2014
Halmstads
Arsenal
West Ham
Seattle Sounders
Chicago Fire
Celtic
Shimizu S-Pulse
Mumbai City
0098 000(11)
0328 000(72)
0036 0000(3)
0040 0000(2)
0015 0000(2)
0008 0000(0)
0011 0000(0)
0004 0000(0)
Seleção nacional
1993
1994
1995–1998
1998–2008
Suécia Sub-16
Suécia Sub-18
Suécia Sub-20
Suécia
0004 0000(2)
0008 0000(1)
0012 0000(5)
0075 000(14)
Times/clubes que treinou
2016–2017
2018–2019
2019
Arsenal Sub-15
Arsenal Sub-23
Arsenal (interino)

Karl Fredrik Ljungberg (Vittsjö, 16 de abril de 1977) é um ex-futebolista sueco que atuava como meio-campista.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Arsenal[editar | editar código-fonte]

Construiu grande parte da sua carreira no Arsenal, clube inglês na qual viveu seu auge, tornou-se ídolo e atuou entre 1998 e 2007. O meio-campista é um dos mais famosos e importantes jogadores do seu país, e quando atuava era conhecido pela sua técnica apurada e precisão, jogando tanto na armação quanto no ataque do seu time.[1] No total, atuou em 328 jogos e marcou 72 gols pelos Gunners.

West Ham[editar | editar código-fonte]

Na temporada 2007–08, Ljungberg continuou no futebol inglês, mas atuando com a camisa do West Ham. O clube acertou a contratação do jogador de 30 anos junto ao Arsenal por uma quantia de 3 milhões de libras.[2]

Um dos principais motivos para a saída do atleta se deve ao fato de uma renovação total no elenco proposta pelo então técnico do Arsenal, o francês Arsène Wenger, que pretendia contratar jogadores jovens visando colher os frutos do sucesso em um futuro próximo. Além da saída de Ljungberg, outro que deixou os Gunners foi o atacante Thierry Henry.

Seattle Sounders[editar | editar código-fonte]

No dia 6 de agosto de 2008 rescindiu contrato com o West Ham. Já no dia 28 de outubro, foi contratado pela equipe estadunidense do Seattle Sounders para atuar em 2009. Em seu primeiro ano em sua nova equipe, conquistou a US Open Cup.

Chicago Fire e Celtic[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2010, transferiu-se para o Chicago Fire. Sua passagem pelo clube norte-americano durou até dezembro, quando retornou ao futebol europeu e foi anunciado pelo Celtic.[3] Pelo clube escocês, conquistou a Copa da Escócia na temporada 2010–11.

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Entre 2011 e 2012 jogou no Shimizu S-Pulse, do Japão, até se aposentar.[4] Em 2014 deixou a aposentadoria para atuar no Mumbai City, da Índia.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Junto com Henrik Larsson e Zlatan Ibrahimović, formou um dos ataques mais ofensivos da história do futebol sueco. Ele participou do elenco da Seleção Sueca que disputou a Copa do Mundo FIFA de 2006, na Alemanha. Em agosto de 2006, após o zagueiro Olof Mellberg renunciar ao posto de capitão da Seleção, Ljungberg foi nomeado o novo comandante do grupo de jogadores dentro das quatro linhas.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Halmstads BK
Arsenal
Ljungberg recebendo a Bola de Ouro da Suécia em novembro de 2006
Seattle Sounders
Celtic

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ljungberg é conhecido no mundo da moda, onde fez diversas campanhas publicitárias para várias revistas. Também foi modelo da coleção Underwear da grife norte-americana Calvin Klein, ao lado da supermodelo tcheca Karolina Kurkova.

Em junho de 2006, foi eleito o jogador mais sexy da Copa do Mundo FIFA de 2006 pela revista alemã Bunte. Ljungberg superou nomes como Cristiano Ronaldo, David Beckham, Alessandro Del Piero e Michael Ballack.[5]

Referências

  1. Nathalia Perez (16 de abril de 2017). «Os 40 anos de Ljungberg, o meia veloz dos gols marcantes e do Arsenal imbatível». Trivela. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  2. «Ljungberg deixa Arsenal e vai para West Ham». Trivela. 23 de julho de 2007. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  3. «Celtic anuncia a contratação do experiente meia sueco Ljungberg». ESPN Brasil. 30 de dezembro de 2010. Consultado em 24 de julho de 2019 
  4. Felipe Lobo (24 de agosto de 2012). «Adeus, invencível: Ljungberg, ex-Arsenal, se aposenta». Trivela. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  5. «Revista alemã elege jogador mais sexy da Copa». Estadão. 15 de junho de 2006. Consultado em 7 de outubro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]