Freira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma freira.

Na Igreja Católica, freira é a designação dada a uma mulher que renunciou a vida comum em sociedade e optou recolher-se em um convento ou mosteiro, passando a ter uma vida inteiramente dedicada aos serviços religiosos.

As freiras são mulheres consagradas a religião, assumem os compromissos da castidade, da obediência e da pobreza por meio de votos.[1] Geralmente as freiras desenvolvem obras de caridade, de educação a crianças e jovens, entre outros tipos de apostolado, além de participação ativa em diversas áreas da sociedade.[2] As freiras, por norma, fazem parte de ordens ou congregações religiosas de características mendicantes.

Ordens religiosas[editar | editar código-fonte]

Freiras clarissas

Algumas ordens religiosas de freiras:

  • Ordem do Carmo: em 1322 o Papa João XXII expede a bula papal Sacratissimo uti culmine, na qual revela que Nossa Senhora do Carmo lhe aparecera e lhe prometera tirar do Purgatório as almas de todos os fiéis que em vida tivessem pertencido à Ordem de Nossa Senhora do Carmo ou à Confraria do Santo Escapulário do Carmo no sábado seguinte à sua morte, assim, com o uso do escapulário, símbolo de devoção e consagração à Virgem, o devoto também passou a gozar de indulgências plenas ou parciais. O ramo feminino da ordem foi oficialmente fundado em 1452.[3] A ordem do Carmo, ou Carmelitas, talvez seja uma das mais populares ordens religiosas de freiras no mundo.

Personalidades notáveis[editar | editar código-fonte]

Algumas freiras se destacaram além da dedicação religiosa, contribuindo para diversas áreas da sociedade através de realizações em áreas como a arte, medicina, ciência e tecnologia.

Trecho de O frondens, de Hildegarda de Bingen.
  • Clara de Assis: é considerada a personificação feminina de Francisco de Assis, por sua obediência às regras franciscanas e devoção ao catolicismo.[14] Foi a primeira mulher na história da Igreja a compor uma Regra escrita, sujeita à aprovação do Papa.[15] Seu corpo se encontra em uma cripta de vidro na Basílica de Santa Clara, na cidade de Assis, Itália.[16] Foi fundadora da Ordem das Clarissas.
  • Mary Kenneth Keller: foi a primeira mulher a obter um PhD em ciências da computação. Obteve o título com a tese “Inferência indutiva dos modelos gerados pelo computador” na Universidade de Wisconsin-Madison em 1965.[19] Pertencia à ordem das Irmãs de Caridade da Abençoada Virgem Maria.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Código de Direito Canônico, cânon n. 654 e ss. - Página oficial do Vaticano.
  2. Kristof, Nicholas. Sister Acts. - Jornal The New York Times. 2014.
  3. Campos, Adalgisa A. A ordem Carmelita In: Revista Permusi, Belo Horizonte, n. 24, Jul-Dez 2011, pp. 54-61.
  4. Inspiração - Página oficial das Ursulinas
  5. Storia Fondazione - Página oficial da ordem
  6. Cunha, André. No Brasil, as Missionárias da Caridade, congregação fundada por Madre Teresa, estão presente em sete estados - Canção Nova. 2016.
  7. Santa Clara de Assis, Virgem – Fundadora das Pobres Clarissas - Portal dos Arautos do Evangelho
  8. Wright, Craig. Gregorian Chant and Music in the Sistine Chapel - Universidade de Yale, Open Yale courses (em Inglês).
  9. Weiss-Amer, M (1992). «'Physica' of Hildegard von Bingen as a source for the 'Kochbuch Meister Eberhards'.». Sudhoffs Achive. 76: 87-96. PMID 1631915 
  10. Riethe, P (2006). «Scabies and the significance of "suriones" in the handwritten manuscripts of Hildegard von Bingen.». Sudhoffs Achive. 90: 203-218. PMID 17338404 
  11. Liber divinorum operum - In: Hildegard Society (em inglês)
  12. Howe, Elizabeth T. (2016). «Teresa of Avila.». Oxford Bibliographies Online. doi:10.1093/OBO/9780195399301-0235 
  13. Carmelitas - Página oficial da Ordem.
  14. Santa Clara de Assis - Portal dos Arautos do Evangelho
  15. PP. Bento XVI. Audiência Geral sobre Clara de Assis. - Página oficial do Vaticano. 2010.
  16. Em Assis, Papa visita monjas e corpo de Santa Clara - Canção Nova
  17. Madre teresa ganha Nobel da Paz - Jornal O Globo
  18. PP. João Paulo II. Carta a Madre Teresa de Calcutá. - Página oficial do Vaticano. 1981.
  19. Sciamplicotti, Roberta. "A pioneira nos estudos da computação? Uma freira." - Aleteia, 2014.
  20. Zidko, Erika. 'No Brasil, vi que música e fé podem estar juntas', diz freira vencedora do 'The Voice' - BBC Brasil. 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]