Frente Popular (Tunísia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frente Popular pela Realização dos Objetivos da Revolução
الجبهة الشعبية لتحقيق أهداف الثورة
Porta voz Hamma Hammami
Fundação 7 de outubro de 2012
Deputados
6 / 217
Site http://front-populaire.fr

A Frente Popular (الجبهة الشعبية) ou Frente Popular pela Realização dos Objetivos da Revolução (الجبهة الشعبية لتحقيق أهداف الثورة) é uma aliança entre doze partidos tunisinos, esquerdistas, nacionalistas e ecologistas[1] , fundada a 7 de outubro de 2012. O seu porta-voz é Hamma Hammami[2] , do Partido dos Trabalhadores Tunisinos.

A Frente Popular foi criada em larga medida como uma tentativa de criar um terceiro polo, alternativo tanto à coligação governamental (entre os islamitas do Ennahda, o Congresso para a República e o Ettakatol) como ao "Apelo da Tunísia", uma aliança centrista de partidos da oposição vista por alguns[1] como uma recuperação do antigo regime de Bourguiba e Ben Ali.

Um dos dirigentes da Frente era Chokri Belaïd, cujo assassinio, a 6 de fevereiro de 2013, desencadeou protestos contra o governo tunisino.

Partidos membros[editar | editar código-fonte]

Corrente marxista-leninista[editar | editar código-fonte]

Outras correntes[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Baron, Alain. Tunisie : le regroupement à gauche franchit une nouvelle étape (em Francês). Europe Solidaire Sans Frontières. Página visitada em 13 de fevereiro de 2013.
  2. Hamma Hammami nommé porte-parole du front populaire (em Francês). Shems FM (2012 de novembro de 2012). Página visitada em 12 de fevereiro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre política, partidos políticos ou um político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.