Fricativa dental surda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
AFI – número 130
AFI – Unicode θ
AFI – imagem Xsampa-T2.png
Entidade HTML θ
X-SAMPA T
Kirshenbaum T
Som Exemplo

A fricativa dental surda não-sibilante é um tipo de fone consonantal usado em algumas línguas. O símbolo que o representa no alfabeto fonético internacional (AFI ou IPA na sigla em inglês) é θ, e seu equivalente em X-SAMPA é T. O símbolo usado no IPA é a letra grega theta, que é usada em grego para representar este mesmo som.

As fricativas dentais são ocasionalmente chamadas de interdentais porque são muitas vezes produzidas com a língua entre os dentes superiores e inferiores, não apenas com a língua enconstada na parte de trás dos dentes superiores, como acontece com a maior parte dos sons dentais.

Muitas linguagens, incluindo línguas muito difundidas como alemão, português, japonês, mandarim, assim como todas as línguas eslavas, alguns dialetos ingleses, e os dialetos seseantes do castelhano, não têm esse som. Falantes de tais linguagens e dialetos algumas vezes têm dificuldade de produzir ou distingui-lo de sons similares, tipicamente substitituindo-o por um som fricativo alveolar surdo s, oclusivo dental surdo ou fricativo labiodental surdo f.

Características[editar | editar código-fonte]

  • Seu modo de articulação é fricativo, o que significa que é produzido pela constrição do fluxo de ar por um canal estreito no ponto de articulação, causando turbulência.
  • Seu ponto de articulação é dental, o que significa que é articulado com a língua encostada nos dentes superiores.
  • É surda em relação ao papel das cordas vocais, o que significa que estas não vibram durante a articulação.
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar é deixado sair pela boca.
  • É uma consoante central, o que significa que o ar é deixado sair por sobre o meio da língua, e não pelos lados.

Línguas no qual aparece[editar | editar código-fonte]

A fricativa dental surda é relativamente rara entre as línguas do mundo.

Albanês[editar | editar código-fonte]

O albanês usa o dígrafo th.

Árabe[editar | editar código-fonte]

O árabe possui a letra (theh) que representa esta fricativa.

Espanhol[editar | editar código-fonte]

O espanhol peninsular usa o z e o c antes de e e i; acredita-se que isso evoluiu de um antigo som africado [ts]. Já no espanhol falado na Andaluzia e na América latina, o z e c antes de e e i têm a pronúncia [s].

Galês[editar | editar código-fonte]

Assim como em inglês, o galês usa o dígrafo th para representar o [θ]. Mas ao contrário do inglês, o th galês não pode ser usado para representar a fricativa dental sonora [ð]. Esta é representada pelo dígrafo dd.

Grego[editar | editar código-fonte]

O grego usa a letra θ (theta), que foi adotada pelo IPA.

Hebraico[editar | editar código-fonte]

Normalmente, nas vocalizações do hebraico moderno, essa consoante não é usada, mas o hebraico antigo usava a letra thav (ת, que com o dagesh transforma-se em tav - תּ), que representa este som.

Inglês[editar | editar código-fonte]

Em inglês, usa-se o dígrafo th (como nas palavras think, thought) que também pode ser usado para representar a fricativa dental sonora (ex: this, though). Em inglês antigo, esse som, assim como sua versão sonora, podiam ser escritos tanto com o thorn (Þ,þ) como com o eth (Ð,ð).

Islandês[editar | editar código-fonte]

O islandês usa a letra thorn (Þ,þ) para representar um som muito parecido com esse - a fricativa alveolar não-sibilante surda, que difere do som [θ] apenas por ser alveolar. O þ só é usado quando é a primeira letra da palavra. Em outros lugares que esse som possa aparecer (no final ou no meio de palavras), usa-se a letra eth (Ð,ð), que nunca aparece no começo de uma palavra.

Sami setentrional[editar | editar código-fonte]

O sami usa a letra ŧ.

KiSwahili[editar | editar código-fonte]

O kiSwahili adaptou este som de palavras emprestadas do árabe, e passaram a escrevê-lo com o dígrafo th.

Turcomeno[editar | editar código-fonte]

Em turcomeno, o som [θ] é escrito com a letra s. Já seu correspondente sonoro [ð] é escrito com z.

Ver também[editar | editar código-fonte]