Fricativa lateral alveolar surda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fricativa lateral alveolar surda
ɬ
IPA 148
Codificação
Entidade (decimal) ɬ
Unicode (hex) U+026C
X-SAMPA K
Kirshenbaum s<lat>

A fricativa lateral alveolar surda é um tipo de som consonantal, usado em algumas línguas faladas. O símbolo no Alfabeto Fonético Internacional que representa as fricativas dentais surdas, alveolares e pós-alveolares laterais é [ɬ], e o símbolo X-SAMPA equivalente é K. O símbolo [ɬ] é chamado de "cintado l" e não deve ser confundido com "l com til", [ɫ], que transcreve um som diferente, o aproximante lateral alveolar velarizado.[1]

Vários nomes galeses que começam com este som (por exemplo, Llwyd [ɬʊɨd], Llywelyn [ɬəˈwɛlɨn]) foram emprestados para o inglês, onde retêm a grafia galesa ⟨ll⟩, mas são pronunciados com um /l/ (Lloyd, Llewellyn), ou são substituídos por ⟨fl⟩ (pronunciado /fl/) (Floyd, Fluellen).[1]

Alguns estudiosos também postulam a aproximação lateral alveolar surda distinta da fricativa. A aproximante pode ser representada no AFI como ⟨l̥⟩. A distinção não é reconhecida pela International Phonetic Association.[1]

Características[editar | editar código-fonte]

  • Sua forma de articulação é fricativa, ou seja, produzida pela constrição do fluxo de ar por um canal estreito no local da articulação, causando turbulência.[1]
  • Seu local de articulação é alveolar, o que significa que é articulado com a ponta ou a lâmina da língua na crista alveolar, denominada respectivamente apical e laminal.[1]
  • Sua fonação é surda, o que significa que é produzida sem vibrações das cordas vocais.[1]
  • Em alguns idiomas, as cordas vocais estão ativamente separadas, por isso é sempre sem voz; em outras, as cordas são frouxas, de modo que pode assumir a abertura de sons adjacentes.[1]
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.[1]
  • É uma consoante lateral, o que significa que é produzida direcionando o fluxo de ar para os lados da língua, em vez de para o meio.[1]
  • O mecanismo da corrente de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.[1]

Ocorrência[editar | editar código-fonte]

Embora o som seja raro entre as línguas europeias fora do Cáucaso (sendo encontrado principalmente em galês, onde é escrito ⟨ll⟩),[2] é bastante comum entre as línguas indígenas das Américas, como nahuatl, navajo,[3] e Línguas do Cáucaso do Norte, como o avar.[4] Também é encontrado em línguas africanas como Zulu, línguas asiáticas como Chukchi e alguns dialetos Yue como Taishanese, e várias línguas Formosas e vários dialetos em Taiwan.[5]

O som é encontrado em dois dos idiomas construídos inventados por J. R. R. Tolkien, sindarin (inspirado no galês) e quênia (inspirado no finlandês, grego antigo e latim).[6][7] Em sindarin é escrito como ⟨lh⟩ inicialmente e ⟨ll⟩ medialmente e finalmente; em quênia, ele aparece apenas inicialmente e é escrito ⟨hl⟩.[1]

Dental ou denti-alveolar[editar | editar código-fonte]

Língua Palavra AFI Significado Notas
Mapudungun[8] kagü [kɜˈɣɘɬ̪] Catarro que é cuspido Interdental; possível alofone de elocução final de /l̪/.[8]
Norueguês Dialeto Trondheim [9] lt [s̪aɬ̪t̪] Vendido Laminal denti-alveolar; alofone de /l/. Também descrito como um aproximante.[10]

Alveolar[editar | editar código-fonte]

Língua Palavra AFI Significado Notas
Ahtna dzeł [tsəɬ] Montanha
Aleut Dialeto Atkan hla [ɬɑχ] Menino
Amis Dialetos do sul kudiwis [kuɬiwis] Coelho
Avar лъабго [ˈɬabɡo] Três
Basay lanum [ɬanum] Água
Berber Ait Seghrouchen altu [æˈɬʊw] Ainda não Alofone de /lt/
Bunun Isbukun ludun [ɬuɗun] Montanha
Bura[11] [exemplo necessário] Contrasta com ɮ e ʎ̝̊.[11]
Cherokee Alguns falantes [ə̃ʔɬa] Não Corresponde a [tɬ] na fala da maioria dos falantes
Chickasaw lhinko [ɬiŋko] Ser gordo
Chinês Taishanês[12] [ɬam˧] Três Corresponde a [s] no cantonês padrão
Pinghua
Pu-Xian Min [ɬua˥˧˧] Areia
Chipewyan łue [ɬue] Peixe
Chukchi ԓевыт [ɬeβət] Cabeça
Circassiano плъыжь Loudspeaker.svg? [pɬəʑ] Vermelho
Creek (Mvskoke) rakkē [ɬakkiː] Grande Historicamente transcrito thl ou tl por falantes de inglês
Dahalo [ʡáɬi] Gordo
Dogrib ło [ɬo] Fumaça
Eyak qeł [qʰɛʔɬ] Mulher
Fali [paɬkan] Ombro
Faroês hjálp [jɔɬp] Ajuda
Forest Nenets хару [xaɬʲu] Chuva Forest Nenets tem ambos /ɬ/ plano e palatalizado /ɬʲ/
Groenlandês illu [iɬːu] Casa Realização de /l/ geminado
Hadza sleme [ɬeme] Homem
Haida tla'únhl [tɬʰʌʔʊ́nɬ] Seis
Halkomelem ɬ'eqw [ɬeqw] Molhado
Hebraico Bíblico שָׂטָן‎ [ɬɑːtˤɑːn] Satan
Hla'alua hla [ɬɑ] E
Hmong hli Loudspeaker.svg? [ɬi] Lua
Islandês siglt [sɪɬt] Navegaram Alofone de /l̥/.
Inuktitut akłak [akɬak] Urso pardo
Cabardiano лъы Loudspeaker.svg? [ɬə] Sangue
Kaska tsį̄ł [tsʰĩːɬ] Machado
Lushootseed łukʷał [ɬukʷaɬ] Sol
Mapudungun[8] kaül [kɜˈɘɬ] Uma música diferente Possível alofone de elocução final de /l/.[8]
Mochica paxllær [paɬøɾ] Phaseolus lunatus
Moloko sla [ɬa] Vaca
Mongol лхагва [ɬaʁʷ] Quarta-feira Apenas em palavras emprestadas de tibetano;[13] aqui de ལྷག་པ (lhag-pa)
Nahuatl āltepētl [aːɬˈtɛpɛːt͡ɬ] Cidade Alofone de /l/
Navajo ł [ɬaʔ] Alguns
Nisga'a hloks [ɬoks] Sol
Norueguês Trøndersk tatl / tasl [tʰɑɬ] Maricagem
Nuxalk lhm [ɬm] Ficar
Saanich ȽNIṈEȽ [ɬníŋəɬ] Nós, nos
Saaroa rahli [raɬi] Chefe
Sahaptin łp’úł [ˈɬpʼuɬ] Lágrimas
Sandawe lhaa [ɬáː] Cabra
Sassarês morthu Loudspeaker.svg? [ˈmoɬtu] Morto
Sawi ɬo [ɬo] Três Desenvolvido a partir dos encontros consonantais tr anteriores[14]
Shuswap ɬept [ɬept] Fogo apagado
Sotho ho hlahloba [ho ɬɑɬɔbɑ] Examinar
St’át’imcets lhésp [ɬə́sp] Erupção cutânea
Suéco Jämtlandico kallt [kaɬt] Frio
Taos łiwéna [ɬìˈwēnæ] Esposa
Tera[15] tleebi [ɬè̞ːbi] Lado
Thao kilhpul [kiɬpul] Estrela
Tlingit lingít [ɬɪ̀nkɪ́tʰ] Tlingit
Ucraniano[16] смисл [s̪mɪs̪l̥] Senso Alofone no final de palavra de /l/ depois de consoantes surdas.[16]
Tsez лъи Loudspeaker.svg? [ɬi] Água
Galês llall [ɬaːɬ] O outro
Yi ꆧꁨ / hlop-bbop [ɬo˧˩bo˧˩] Lua
Xhosa sihlala [síˈɬaːla] Nós ficamos
Zulu isihlahla [isíˈɬaːɬa] Árvore
Zuni asdemła [ʔastemɬan] Dez

Línguas semíticas[editar | editar código-fonte]

O som é conjecturado como um fonema para a língua proto-semítica, geralmente transcrito como ś; evoluiu para árabe [ʃ], hebraico [s]:

Proto-Semítico Acádio Árabe Fenício Hebraico Aramaico Ge'ez
ś ش š š š שׂ s ܫ s ś

Letra maiúscula[editar | editar código-fonte]

Letra maiúscula e minúscula

Uma vez que essa letra do AFI foi adotada nas ortografias padrão para muitas línguas nativas da América do Norte, uma letra maiúscula L com cinto "Ɬ" foi solicitada por acadêmicos e adicionada ao Padrão Unicode versão 7.0 em 2014 em U + A7AD.[17][18]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f g h i j k Ladefoged; Johnson, Peter; Keith (2010). A Course in Phonetics. [S.l.: s.n.] 
  2. Ladefoged; Maddieson, Peter; Maddieson (1996). The Sounds of World's Languages. [S.l.: s.n.] p. 203 
  3. McDonough, Joyce (2003). The Navajo Sound System. [S.l.]: Cambridge: Kluwer. 
  4. Laver, John (1994). Principles of Phonetics. [S.l.]: Cambridge: Cambridge University Press. pp. 257–258 
  5. Chang, Henry Y. (2000). 噶瑪蘭語參考語法 (Kavalan Grammar). [S.l.]: Taipei: 遠流 (Yuan-Liou). pp. 43–45 
  6. Fauskanger, Helge. "Sindarin – the Noble Tongue". [S.l.: s.n.] 
  7. Helge, Fauskanger. «Quenya Course» 
  8. a b c d Sadowsky et al. (2013), pp. 88, 91.
  9. Kristoffersen (2000), p. 79.
  10. Vanvik (1979), p. 36.
  11. a b Grønnum (2005), pp. 154–155.
  12. Taishanese Dictionary & Resources
  13. Svantesson et al. (2005), pp. 30–33.
  14. Liljegren, Henrik (2009). «The Dangari Tongue of Choke and Machoke: Tracing the proto-language of Shina enclaves in the Hindu Kush». Acta Orientalia (70): 7–62 
  15. Tench (2007), p. 228.
  16. a b Danyenko & Vakulenko (1995), p. 10.
  17. Jensen; Pentzlin, Joshua M; Karl (8 de fevereiro de 2012). «Proposal to encode a Latin Capital Letter L with Belt» (PDF). std.dkuug.dk 
  18. «"Unicode Character 'LATIN CAPITAL LETTER L WITH BELT' (U+A7AD)".». www.fileformat.info