Friedrich Gogarten

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Friedrich Gogarten
Nascimento 13 de janeiro de 1887
Dortmund
Morte 16 de outubro de 1967 (80 anos)
Gotinga
Cidadania Alemanha
Ocupação teólogo, professor universitário, historiador da filosofia
Prêmios
  • Grã-cruz do Mérito com Estrela da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha
Empregador Universidade de Gotinga, Universidade de Breslávia, Universidade de Jena
Religião luteranismo

Friedrich Gogarten (Dortmund, 13 de janeiro de 1887 - Göttingen, 16 de outubro de 1967) foi um teólogo alemão ligado ao movimento conhecido como teologia dialética.

Pastor luterano numa paróquia em Stenzeldorf, Gogarten passou a ser livre-docente na Universidade de Jena a partir de 1925. Já em 1935, transferiu-se para a Universidade de Göttingen, onde permaneceu até se aposentar.

Para efeitos de análise, pode-se classificar a sua produção acadêmica em três fases: o primeiro Gogarten (1914-1932), com textos ligados à fase dialética; o segundo Gogarten (1932-1937), com uma abordagem "decisionista",[1] e uma ligação ativa com os chamados Cristãos Alemães;[2] e o terceiro Gogarten (1948-1967), que desenvolve a temática da secularização. O período de silêncio entre as fases (1937-1948) deveu-se a uma enfermidade, "mas também a uma profunda crise existencial decorrente de sua adesão, se bem que passageira, ao nacional-socialismo"[3].

Referências

  1. Löwin, Karl (1984) "Der okasionelle Dezisonismus von c. Schmitt"; Sämlitche schriften 8: 61-71.
  2. Kroeger, Bd. 1
  3. Gibellini, p. 124.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • GIBELLINI, Rosino (1998). A Teologia do Século XX. São Paulo: Loyola.
  • KROEGER, Matthias (1997). Friedrich Gogarten. Leben und Wirken in zeitgeschichtlicher Perspektive - mit zahlreichen Dokumenten und Materialien. Stuttgart: Kohlhammer. ISBN 3-17-014979-2
Ícone de esboço Este artigo sobre um teólogo cristão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.