Friedrich Gulda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Friedrich Gulda (Viena, 16 de Maio de 1930Weissenbach, 27 de Janeiro de 2000) foi um pianista e compositor austríaco. Teve destaque tanto nos meios eruditos quanto no jazz, sendo associado à Terceira Corrente.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Viena e filho de um professor, Gulda começou a aprender piano com Felix Pazofsky aos sete anos, no conservatório de Viena. Em 1942, entrou para a Academia de Música de Viena, onde estudou piano e teoria musical com Bruno Seidlhofer e Joseph Marx.

Ganhou seu primeiro prêmio na competição internacional de Genebra em 1946. Inicialmente o juri preferira o pianista belga Lode Backx (então com 24 anos), mas na apuração final Gulda foi o vencedor. Daí, Gulda começou a dar concertos ao redor do mundo. Junto a Jörg Demus e Paul Badura-Skoda, Gulda formou o que se tornou conhecido como "troika de viena".

Embora mais famoso por suas interpretações de Beethoven, Gulda também interpretou música de J. S. Bach, Mozart, Schubert, Chopin, Schumann, Debussy e Ravel.

A partir da década de 1950 começou a se interessar por jazz, tocando com vários músicos de Viena, como Alexander Jenner, compondo canções e temas instrumentais e às vezes combinando o jazz à música erudita em seus concertos. Gulda escreveu um Prelúdio e Fuga com levada de jazz. Essa peça foi interpretada por Keith Emerson no disco The Return of the Manticore, do seu grupo Emerson, Lake & Palmer. Além disso, Gulda compôs "Variações sobre 'Light My Fire', de The Doors". Outra versão pode ser encontrada em As You Like It (1970), álbum com "standards" como "'Round Midnight" e "What Is This Thing Called Love?"

Em 1982, Gulda juntou-se ao pianista Chick Corea, que se encontrava entre o fim de Return to Forever e a formação da Elektric Band. Em The Meeting (Philips, 1984), Gulda e Corea communicam em longas improvisações misturando jazz ("Some Day My Prince Will Come" e a desconhecida "Put Your Foot Out", de Miles Davis) e música clássica ("Wiegenlied", de Brahms).

Certas práticas não ortodoxas renderam a ele a alcunha de "pianista terrorista". Gulda tinha um forte desprezo pelas autoridades como a Academia de Viena. Foi-lhe oferecido o prêmio "Beethoven Ring", pelas suas interpretações notáveis do compositor, mas o prêmio foi recusado por Gulda. Chegou inclusive a fraudar a própria morte em 1999, reforçando o seu estatuto como "enfant terrible" dos pianistas.

Mesmo assim, Gulda é amplamente reconhecido como um dos mais proeminentes pianistas do século XX. Dentre seus alunos estão Martha Argerich e o maestro Claudio Abbado.

Expressou o desejo de morrer no dia do aniversário de seu compositor predileto, Mozart, o que de fato aconteceu em 27 de Janeiro de 2000, quando Gulda tinha 69 anos. Gulda está enterrado no cemitério de Steinbach próximo a Attersee, na Áustria.

Foi casado duas vezes, primeiro com Paola Loew e depois com Yuko Wakiyama. Dois de seus três filhos, Paul e Rico Gulda (um de cada um dos casamentos) são também pianistas.