Friedrich Wilhelm Ritschl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Friedrich Wilhelm Ritschl

Friedrich Wilhelm Ritschl (Großvargula (Turíngia), 6 de abril de 1806Leipzig, 9 de novembro de 1876) foi um filólogo clássico alemão. Foi professor nas Universidades de Halle (1829–1833), Breslau (1833–1839), Bonn (1839–1865) e Leipzig (1865–1876). É tido como fundador da Escola de Bonn de filologia clássica (em alemão: Bonner Schule der klassischen Philologie).

Friedrich Ritschl efetuou pesquisas sobre os fundamentos do latim clássico, escreveu trabalhos sobre a linguagem, a cultura e os escritores da Grécia Antiga e da Roma Antiga e investigou questões relativas a história da língua e da gramática. Foi estimado professor do filósofo Nietzsche.

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Die Alexandrinischen Bibliotheken unter den ersten Ptolemäern und die Sammlung der Homerischen Gedichte durch Pisistratus nach Anleitung eines plautischen Scholions. Breslau 1838.
  • Priscae Latinitatis monumenta epigraphica. Tabulae Lithographicae, 1862; nova edição 1968 (ISBN 3-11-001417-3).
  • Priscae Latinitatis epigraphicae supplementa quinque, 1862–1864; nova edição 1970 (ISBN 3-11-001423-8).
  • Opuscula philologica. 5 Vols., 1867–1879 (em conjunto com Alfred Fleckeisen).
  • Plautus. 4 Vols., 1871–1894.
  • Rheinisches Museum für Philologie. Zeitschrift für klassische Philologie; hg. v. F. W. Ritschl [entre 1842–1869], Frankfurt: Editora J. D. Sauerländer.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wikisource-logo.svg Vários autores (1911). «Ritschl, Friedrich Wilhelm». In: Chisholm, Hugh. Encyclopædia Britannica. A Dictionary of Arts, Sciences, Literature, and General information (em inglês) 11.ª ed. Encyclopædia Britannica, Inc. (atualmente em domínio público) (Décima Primeira ed.). Cambridge University Press.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filólogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.