Fritz Wunderlich

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fritz Wunderlich
Nascimento 26 de setembro de 1930
Kusel
Morte 17 de setembro de 1966 (35 anos)
Heidelberg
Sepultamento Waldfriedhof de Munique
Cidadania Alemanha
Ocupação cantor de ópera, cantor

Friedrich "Fritz" Karl Otto Wunderlich (26 de Setembro de 1930 - 17 de Setembro de 1966) foi um tenor alemão, nascido em Kusel. Sua mãe foi uma violinista e seu pai foi o diretor de coral. Sua família viveu com dificuldades, principalmente depois que o pai de Fritz cometeu suicídio quando Fritz tinha cinco anos de idade. Quando era jovem, Wunderlich trabalhou em uma panificadora. Graças a insistência de vizinhos e conhecidos que o ouviram cantar, Wunderlich decidiu começar a estudar música. Ele conseguiu uma bolsa de estudos para estudar na Faculdade de Música de Freiburgo, onde ele estudou trompa francesa e canto. Wunderlich foi notado desde cedo como um brilhante tenor, especialmente em papéis de Mozart, mas posteriormente, expandido seu repertório para tenor lírico. A carreira de Wunderlich se centrou em teatros alemães, com performances em alemão. Ele fez muitas gravações operísticas cantando em alemão, como por exemplo Rigoletto e Don Carlo de Giuseppe Verdi. Wunderlich conseguiu grandes distinções no repertório alemão, em especial em Die Zauberflöte de Mozart. Muitas vezes cantou ao lado do barítono Dietrich Fischer-Dieskau. A voz limpa cristalina e inteligente de Wunderlich, fez suas interpretações serem expressivas em ciclos de Schubert e Schumann.

A carreira promissora de Wunderlich foi interrompida por um acidente: ele caiu de uma escada na casa de um amigo e morreu na Clínica da Universidade de Heidelberg, apenas alguns dias antes de completar seu trigésimo sexto aniversário. Ele está enterrado no Cemitério Waldfriedhof. Quando morreu, ele estava gravando The Creation de Haydn com a Filarmônica de Berlim e Wiener Singverein sob a batuta de Herbert von Karajan, com Christa Ludwing, Gundula Janowitz, Walter Berry e Fischer-Dieskau.

Referências

  • BBC Grandes Tenores