Fruta-pinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Fruta-do-conde)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAnnona squamosa
Sugar apple on tree.jpg

Annona squamosa com corte transversal
Annona squamosa com corte transversal
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Magnoliales
Família: Annonaceae
Género: Annona
Espécie: A. squamosa
Nome binomial
Annona squamosa
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies

A Annona squamosa popularmente fruta-do-conde [1] ou ata no Brasil (Pará, Piauí, Maranhão, Ceará e Goiás.)[1] ou fruta-pinha (Angola)[1] é uma árvore frutífera da do gênero Annona originária provavelmente do Caribe.[2]

O nome "fruta-do-conde" comum no Brasil, deve-se ao fato da primeira muda da espécie ter sido introduzida em 1626, na Bahia, pelo governador Diogo Luís de Oliveira, o Conde de Miranda.[1]

Sinônimos[editar | editar código-fonte]

A espécie Annona squamosa possui 10 sinônimos reconhecidos atualmente.[3]

  • Annona asiatica L.
  • Annona asiatica Vahl
  • Annona cinerea Dunal
  • Annona distincta Raeusch.
  • Annona forskahlii DC.
  • Annona forsskalii DC.
  • Annona glabra Forssk.
  • Annona squamosa Delile
  • Guanabanus squamosus M. Gómez
  • Xylopia glabra L.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Geralmente uma árvore de 3 a 6 metros de altura com galhos finos. As folhas são oblongas/lanceoladas com 10 a 15 centímetros de comprimento e de 3 a 5 centímetros de largura, arranjadas em pecíolos curtos e estreitos. As folhas jovens tendem a ser velosas. É uma planta semi-decídua e a maioria das folhas caem antes de novos brotos aparecerem. As flores são hermafroditas, pendentes solitárias ou em cachos de duas a três brotos folhosos.[2]A pinha é, a verdade, um conjunto de frutos agregados, originários de uma única flor.

Produção comercial[editar | editar código-fonte]

Esta espécie é a mais cultivada nas regiões das Américas, África, Ásia e Pacífico. É frequentemente encontrada em pequenos mercados mas não demonstra potencial para cultivo em larga escala devido ao tamanho do frito, quebras e curto prazo de validade. É intensivamente cultivada em Taiwan.[2]

Usos[editar | editar código-fonte]

A. squamosa é uma boa fonte de carboidratos, potássio, cálcio, fósforo e ácido ascórbico. A fruta é geralmente consumida em estado natural ou pode ser usada no preparo de sucos e sorvetes.[2]

As hastes, folhas e sementes contém alcaloides de aporfina.[2]

Galeria[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. a b c d Julio Seabra Inglez Souza; Aristeu Mendes Peixoto; Francisco Ferraz de Toledo (1995). Enciclopédia agrícola brasileira: E-H. EdUSP. p. 282. ISBN 978-85-314-0584-6.
  2. a b c d e Jules Janick; Robert E. Paull (2008). The Encyclopedia of Fruit and Nuts. CABI. pp. 48–50. ISBN 978-0-85199-638-7.
  3. «Annona squamosa» (em inglês). The Plant List. 2010. Consultado em 30 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre árvores, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.