Fulham Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fulham
Nome Fulham Football Club
Alcunhas The Cottagers (Os da Cabana)
The Lilywhites (Os Lírios Brancos)
The Whites (Os Brancos)
The Black and White Army (O Exército Branco e Preto)
Mascote Billy the Badger (Texugo)
Principal rival Chelsea
Queens Park Rangers
Brentford
Fundação 16 de agosto de 1879 (144 anos)
Estádio Craven Cottage
Capacidade 25.700[1]
Localização Hammersmith e Fulham, Londres, Inglaterra
Presidente Shahid Khan
Treinador(a) Marco Silva
Patrocinador(a) SBOTOP
WebBeds
Material (d)esportivo Adidas
Competição Premier League
Copa da Inglaterra
Copa da Liga Inglesa
Website fulhamfc.com
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O Fulham Football Club é um clube de futebol inglês, baseado em Fulham, na Grande Londres, fundado em 1879. Atualmente disputa a Premier League.

Manda os seus jogos no Estádio Craven Cottage, no bairro que homenageia com o seu nome, com capacidade para 19.000 espectadores e médias de público acima de 16.438 desde a temporada 2008–09, sendo esta a sua casa desde 1896. Seu estádio é um dos mais belos da Inglaterra, ficando localizado próximo ao Rio Tâmisa. O Centro de Treinamento está localizado próximo ao Motsput Park, onde está localizado o alojamento dos jogadores e um pequeno estádio onde os juniores jogam.[2] O time feminino do Fulham também jogava lá, até ser dissolvido em 2006.

Na metade dos anos 90 o Fulham chegou a passar pela quarta divisão, mas se recuperou incrivelmente no inicio dos anos 2000, numa escalada que o levou de volta à primeira divisão, tendo-a disputado em 26 ocasiões até a temporada 2018–19,[3] sendo a sétima colocação na temporada 2008–09, a sua melhor posição na história, até o presente. Seu proprietário é o milionário paquistanês Shahid Khan.

O Fulham é o clube profissional mais antigo de Londres.[2]

Seu maior destaque foi a conquista do vice-campeonato da Liga Europa em 2010.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Craven Cottage, ladeado pelo Rio Tâmisa.

1879–1898: Era amadora

O time nasceu em 1879 como "Fulham St Andrew's Church Sunday School", fundados por membros da igreja "Church of England on Star Road" em West Kensington, onde ainda existe no local uma placa sobre a fundação do clube.

O Fulham conquistou a West London Amateur Cup em 1887 e, quando encurtou seu nome para a forma atual em 1888, venceu a West London League em 1893, na sua primeira tentativa.

Seus primeiros uniformes foram camisas metade vermelhas, metade brancas, e shorts brancos.

1898–1907: Liga do Sudeste

O clube ganhou status profissional em 12 de dezembro de 1898, no mesmo ano em que foram aceitos na Southern League's 2nd division. Eles adotaram um uniforme muito parecido com o do Arsenal. Em 1902–03 eles conseguiram subir para a Southern League's 1st division. A primeira vez que o clube usou o uniforme todo branco foi em 1903.

Décadas de 1960 e 1970

O Fulham ficou muito tempo na velha "Primeira Divisão" nos anos 60 mas não ganhou nenhum título. Em 1975, mesmo com o time na segunda divisão, chegou na final da Copa da Inglaterra, vindo a perder por 2 a 0 para o West Ham United.

Fulham (de branco) contra o Portsmouth (de azul) em frente aos torcedores do Fulham na Tribuna Hammersmith End.

Século XXI

Se classificou para a Copa da UEFA em 2002 e também venceu a Copa Intertoto, ao derrotar o Bologna por 5 a 3 (resultado agregado). Na Copa da UEFA o clube passou por duas fases até ser eliminado pelo Hertha Berlin.

O Fulham fez uma boa temporada em 2009–10, no Campeonato Inglês terminando em 12º, e conseguindo a façanha de ser o primeiro finalista inglês da Liga Europa (novo formato da Copa da UEFA).

Na fase de grupos da UEFA Europa League terminou em segundo lugar, onze pontos atrás da Roma. No mata-mata eliminou times de tradição como Shakhtar Donetsk, vencendo o primeiro jogo por 2 a 1 e empatando na volta na Ucrânia por 1 a 1, depois a Juventus de Turim, perdendo o primeiro jogo no estádio Olímpico de Turim por 3 a 1 e vencendo na volta por 4 a 1, e em seguida eliminou dois times alemães, o Wolfsburg, com duas vitórias por 2 a 1 no jogo de ida e 1 a 0 na Alemanha no jogo de volta.

Nas semifinais enfrentou o Hamburgo, empate por 0 a 0 em Hamburgo, e vitória por 2 a 1 no estádio Craven Cottage, em um jogo dramático, que garantiu classificação para a grande final.

Na decisão o Fulham acabou por perder o título para o Atlético de Madrid na Arena de Hamburgo (mesmo estádio que enfrentara o Hamburgo), em um grande jogo. Diego Forlán, do Atlético, abriu o placar aos 32 minutos do primeiro tempo, cinco minutos depois o Fulham chegou ao empate com Davies, mas Forlán, que mais tarde se consagraria como o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, em noite inspirada, aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação, fez 2 a 1 e decretou o título em favor do clube espanhol.

Rivalidades e torcedores[editar | editar código-fonte]

Os torcedores do Fulham consideram que o seu principal rival é o Chelsea. Apesar de este jogo não ter sido disputado com muita frequência nos anos que antecederam a subida do Fulham à primeira divisão, trata-se de um claro derby local, uma vez que o estádio do Chelsea, Stamford Bridge, se situa em Fulham e a apenas 1,8 milhas de Craven Cottage.[4]

O Fulham considera que os seus rivais secundários são o Queens Park Rangers. O Fulham venceu o QPR duas vezes na temporada 2011–12 da Premier League. Venceu por 6-0 em Craven Cottage e também por 1-0 fora de casa, em Loftus Road.[5] Desde então, os dois clubes se enfrentaram várias vezes na EFL Championship.

A terceira rivalidade mais próxima do Fulham é com o Brentford, que derrotou por 2-1 a 4 de agosto de 2020 na final do play-off do Championship. O Fulham também tem rivalidades com vários outros clubes londrinos, em menor grau, como o Crystal Palace.

Fora de Londres, o Gillingham continua a ser considerado um rival para alguns torcedores do Fulham, apesar de os dois clubes não jogarem na mesma divisão desde a temporada 2000-01. O Fulham e o Gillingham estiveram envolvidos em vários jogos com acontecimentos negativos nas divisões inferiores, incluindo a morte de um torcedor do Fulham.[6]

A base de torcedores do Fulham tem oscilado ao longo dos anos, com grandes multidões a coincidirem com o sucesso do clube na Premier League.[7] Quando o clube se mudou temporariamente para Loftus Road, foi formado um comité conhecido como Back to the Cottage,[8] empenhado em garantir que o clube continuasse a jogar na sua casa tradicional. Os torcedores do Fulham são tradicionalmente oriundos das zonas de Hammersmith and Fulham, mas também de outras zonas do sudoeste de Londres, como Putney, Richmond, Sutton e Worcester Park.[9]

Em julho de 2012, o site do clube pediu à parte da torcida que utilizava o Facebook e o Twitter para escolherem o seu melhor XI da Premier League do FFC, de 2001 até à atualidade. Os torcedores escolheram o goleiro, os laterais, os zagueiros, os meias laterais, os meias centrais e os atacantes preferidos, numa formação clássica de 4-4-2.[10][11] Em agosto de 2022, o clube pediu aos torcedores um XI da Premier League atualizado de todos os tempos, no âmbito das comemorações do 30º aniversário da Premier League.[12]

Estádios[editar | editar código-fonte]

Entre 1879 e 1896, a época em que clube não tinha um estádio próprio, o clube jogou em vários estádios, dos quais apenas alguns foram registados, pelo que esta não deve ser considerada uma lista completa. Apenas os rivais e antigos proprietários do Queens Park Rangers jogaram em mais estádios. É provável que alguns dos primeiros estádios da lista abaixo tenham sido parques e terrenos que, entretanto, foram urbanizados. Mesmo quando o clube adquiriu o Craven Cottage e as áreas circundantes, em 1894, teve de esperar dois anos para poder jogar lá.[13]

Craven Cottage, para 25.700 torcedores.

1879-1883: "The Mud Pond", Star Road, Fulham

1883-1886: Lillie Road, Fulham

1886-1888: Ranelagh House, Fulham

1888-1889: Barn Elms Playing Fields, Barnes (este era o local do The Ranelagh Club)

1889-1891: Parsons Green, Fulham e Roskell's Fields (junto à estação de metro de Parsons Green)

1891-1895: The Half Moon, Putney

1895-1896: Captain James Field, perto de Halford Road, West Brompton

1896-2002: Craven Cottage, Fulham

2002-2004: Loftus Road, Shepherd's Bush (compartilhou o estádio com o Queens Park Rangers durante a renovação de Craven Cottage)

2004-: Craven Cottage, Fulham

Públicos[editar | editar código-fonte]

Estátua do Michael Jackson no Craven Cottage

O recorde de média de público do Fulham foi na Temporada 1949-50, quando levou 33.030 torcedores por partida.[14]

  • 1997/98: 9.004
  • 1998/99: 11.387
  • 1999/00: 13.092
  • 2000/01: 14.985
  • 2001-02: 19.389
  • 2002-03: 16.707
  • 2003-04: 16.342
  • 2004-05: 19.838
  • 2005-06: 20.654
  • 2006-07: 22.279
  • 2007-08: 23.774
  • 2008-09: 25.183
  • 2009-10: 25.734
  • 2010-11: 25.043
  • 2011-12: 25.293
  • 2012-13: 25.394
  • 2013-14: 24.977
  • 2014-15: 18.276
  • 2015-16: 17.566
  • 2016-17: 19.199
  • 2017-18: 19.986
  • 2018-19: 24.371
  • Total de público na história da Liga Inglesa: 31.234.275 (até janeiro de 2013).[15][16][17]
  • Média de público total: 15.759 (ranqueado como 31º entre 130 clubes ingleses na História).[15][16]
  • Recorde de público: 49.335 versus Millwall, 8 de outubro de 1938 (2ª Divisão).
  • Recorde de público após modernizações: 25.700 versus Arsenal F.C., 26 de setembro de 2009, (Premier League, repetido algumas vezes depois).

Identidade do clube[editar | editar código-fonte]

Uniforme[editar | editar código-fonte]

O patrocínio do Fulham pela Betfair, em 2002-03, foi o primeiro patrocínio de jogos de azar no futebol inglês, e ocorreu antes de o Gambling Act 2005 permitir que a indústria publicitasse na televisão e na rádio; em quinze anos, metade das equipes da Premier League foram patrocinadas por essas empresas.[18]

Em 27 de julho de 2021, foi anunciado que a World Mobile se tornaria o principal parceiro oficial para os próximos três anos.[19]

Em julho de 2022, foi anunciado que a empresa de apostas W88 patrocinaria a equipa num acordo de kit para a temporada 2022-23. O acordo previa a colocação do logótipo da empresa de apostas na parte da frente do equipamento masculino e feminino. A confirmação do acordo surgiu durante uma diminuição dos patrocinadores de jogos de azar para as equipes da Premier League.[20] Em junho de 2023, foi anunciado que a empresa de apostas SBOBET substituiria a W88 como patrocinador principal da equipa para a época de 2023-24.[21]

Mascote[editar | editar código-fonte]

O mascote do Fulham é Billy the Badger,[22] que foi o desenho vencedor enviado por Kyle Jackson após um concurso online organizado pelo clube. Billy, o texugo, veste a camisa número 79 do Fulham, em referência ao ano de fundação do clube, 1879. A polêmica começou quando Billy tentou animar o treinador do Chelsea, Avram Grant, durante um jogo em casa, em frente às câmaras de televisão. Em segundo lugar, Billy foi visto na televisão sendo expulso durante o jogo em casa contra o Aston Villa, a 3 de fevereiro de 2008, por ter dançado no canto do campo depois de o árbitro ter dado início ao jogo. Billy culpou a sua audição e visão de texugo pelo incidente e pediu desculpa ao árbitro Chris Foy.[23] Em 11 de março de 2009, Billy atravessou a baliza durante um jogo, embora não tenha sido visto pelo árbitro. O antigo mascote do Fulham era Sir Craven of Cottage, o Cavaleiro. As chefes de torcida eram conhecidas como as Cravenettes.

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Última atualização: 3 de setembro de 2023.[24]

Goleiros
N.º Jogador
1 Eslovénia Marek Rodák
17 Alemanha Bernd Leno
23 Alemanha Steven Benda
Defensores
N.º Jogador Pos.
3 Nigéria Calvin Bassey Z
4 Inglaterra Tosin Adarabioyo Z
13 Estados Unidos Tim Ream Capitão² Z
31 França Issa Diop Z
2 Países Baixos Kenny Tete LD
21 Bélgica Timothy Castagne LD
12 Senegal Fodé Ballo-Touré LE
33 Estados Unidos Antonee Robinson LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
6 Inglaterra Harrison Reed V
26 Portugal João Palhinha V
28 Sérvia Saša Lukić V
10 Escócia Tom Cairney Capitão M
18 Brasil Andreas Pereira M
22 Nigéria Alex Iwobi M
Atacantes
N.º Jogador
7 México Raúl Jiménez
8 País de Gales Harry Wilson
9 Albânia Armando Broja
11 Espanha Adama Traoré
14 Jamaica Bobby Decordova-Reid
19 Brasil Rodrigo Muniz
20 Brasil Willian
Comissão técnica
Nome Pos.
Portugal Marco Silva T

Estatísticas e recordes[editar | editar código-fonte]

Mais partidas[editar | editar código-fonte]

Pos. Nome País Nasc. Período Jogos Gols Assist. Min. Jogados
1 Johnny Haynes Inglaterra 17/10/1934 1952–1970 667 176 167 58.291
2 Eddie Lowe Inglaterra 11/07/1925 1950–1963 513 21 26 45.990
3 Les Barrett Inglaterra 22/10/1947 1965–1977 509 107 48 43.740
4 George Cohen Inglaterra 22/10/1939 1956–1969 466 16 21 40.971
5 Gordon Davies País de Gales 03/08/1955 1978–1984,

1986–1991

457 187 50 37.567
6 John Marshall Inglaterra 18/08/1964 1983–1988 447 36 45 38.054
7 Les Strong Inglaterra 03/07/1953 1972–1983 427 11 15 37.223
8 Arthur Stevens Inglaterra 13/01/1921 1941–1959 417 137 96 37.135
9 Alan Mullery Inglaterra 23/11/1941 1958–1964,

1972–1976

414 50 7 37.110
10 Jim Stannard Inglaterra 06/10/1962 1980–1984,

1987-1995

407 0 6 36.692

Maiores artilheiros[editar | editar código-fonte]

Pos. Nome País Data de Nasc. Período Jogos Gols Média
1 Ronald Rooke Inglaterra 7/12/1911 1936-1946 311 291 0,91
2 Gordon

Davies

País de Gales 3/8/1955 1978-1984,

1986-1991

457 187 0,40
3 Johnny

Haynes

Inglaterra 17/10/1934 1952-1970 667 176 0,26
4 Bedford

Jezzard

Inglaterra 19/10/1927 1948-1956 313 167 0,53
5 Graham

Leggat

Escócia 23/6/1934 1958-1967 290 146 0,50
6 Arthur

Stevens

Inglaterra 13/1/1921 1941-1959 417 137 0,33
7 Aleksandar

Mitrović

Sérvia 16/9/1994 2018-2023 211 126 0,60
8 Steve Earle Inglaterra 1/11/1945 1963-1974 336 117 0,35
9 Maurice

Cook

Inglaterra 10/12/1931 1958-1965 258 109 0,43
10 Les Barrett Inglaterra 18/2/1933 1965-1977 509 107 0,21

Estatísticas atualizadas em 7 de julho de 2023.

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Abaixo está a lista de treinadores do Fulham desde 1853.

Nome País Data de Nasc. Início Fim Período Jogos V E D
Harry Bradshaw Inglaterra 15/06/1853 01/04/1904 30/06/1909 05 anos 02 meses 29 dias 0 - - -
Phil Kelso Escócia 26/06/1871 01/07/1909 30/06/1924 14 anos 11 meses 30 dias 0 - - -
Andy Ducat Inglaterra 16/02/1886 01/07/1924 15/04/1926 01 anos 09 meses 15 dias 0 - - -
Joe Bradshaw Inglaterra 16/06/1880 15/04/1926 30/06/1929 03 anos 02 meses 15 dias 0 - - -
Ned Liddell Inglaterra 27/05/1878 01/07/1929 20/04/1931 01 anos 09 meses 20 dias 4 2 1 1
James McIntyre Inglaterra 01/02/1882 20/04/1931 15/02/1934 02 anos 09 meses 26 dias 7 2 3 2
Joe Edelston Inglaterra 01/07/1891 15/02/1934 30/06/1934 04 meses 15 dias - - - -
Jimmy Hogan Inglaterra 16/10/1882 01/07/1934 20/12/1934 05 meses 19 dias - - - -
Joe Edelston Inglaterra 01/07/1891 20/12/1934 30/06/1935 06 meses 10 dias - - - 1
Jack Peart Inglaterra 03/10/1888 01/07/1935 03/09/1948 13 anos 02 meses 03 dias 113 46 24 43
Frank Osborne Inglaterra 14/10/1896 06/09/1948 30/06/1949 09 meses 24 dias 38 22 7 9
Bill Dodgin, Sr. Inglaterra 17/04/1909 01/07/1949 18/10/1953 04 anos 03 meses 17 dias 191 54 53 84
Frank Osborne Inglaterra 14/10/1896 18/10/1953 15/02/1956 02 anos 03 meses 28 dias 106 44 21 41
Dug Livingstone Escócia 25/02/1898 15/02/1956 30/06/1958 02 anos 04 meses 15 dias 105 50 21 34
Bedford Jezzard Inglaterra 19/10/1927 01/07/1958 20/01/1965 06 anos 06 meses 20 dias 307 113 72 122
Vic Buckingham Inglaterra 23/10/1915 21/01/1965 01/01/1968 02 anos 11 meses 11 dias 139 44 31 64
Sir Bobby Robson Inglaterra 18/02/1933 27/01/1968 18/11/1968 09 meses 22 dias 40 7 11 22
Johnny Haynes Inglaterra 17/10/1934 18/11/1968 08/12/1968 20 dias 4 1 1 2
Bill Dodgin Jr. Inglaterra 04/11/1931 08/12/1968 30/06/1972 03 anos 06 meses 22 dias 172 67 44 61
Alec Stock Inglaterra 30/03/1917 01/07/1972 15/12/1976 04 anos 05 meses 14 dias 222 74 75 73
Bobby Campbell Inglaterra 23/04/1937 15/12/1976 22/10/1980 03 anos 10 meses 07 dias 178 49 49 80
Ted Drake Inglaterra 16/08/1912 22/10/1980 06/11/1980 15 dias 3 1 1 1
Malcolm Macdonald Inglaterra 07/01/1950 06/11/1980 22/04/1984 03 anos 05 meses 16 dias 181 74 53 54
Ray Harford Inglaterra 01/06/1945 22/04/1984 30/06/1986 02 anos 02 meses 08 dias 98 36 17 45
Ray Lewington Inglaterra 07/09/1956 01/07/1986 30/06/1990 03 anos 11 meses 30 dias 217 74 55 88
Alan Dicks Inglaterra 29/08/1934 09/07/1990 30/11/1991 01 anos 04 meses 21 dias 77 20 23 34
Ray Lewington Inglaterra 07/09/1956 30/11/1991 27/12/1991 27 dias 2 1 - 1
Don Mackay Escócia 19/03/1940 27/12/1991 28/03/1994 02 anos 03 meses 01 dias 127 46 36 45
Ray Lewington Inglaterra 07/09/1956 28/03/1994 30/06/1994 03 meses 02 dias 9 2 3 4
Ian Branfoot Inglaterra 26/01/1947 01/07/1994 19/02/1996 01 anos 07 meses 19 dias 23 9 7 7
Micky Adams Inglaterra 08/11/1961 01/03/1996 25/09/1997 01 anos 06 meses 26 dias 18 5 4 9
Ray Wilkins Inglaterra 14/09/1956 25/09/1997 07/05/1998 07 meses 12 dias 44 21 8 15
Kevin Keegan Inglaterra 14/02/1951 07/05/1998 30/06/1999 01 anos 01 meses 23 dias 59 38 11 10
Paul Bracewell Inglaterra 19/07/1962 01/07/1999 29/03/2000 08 meses 27 dias 50 22 15 13
Karl-Heinz Riedle Alemanha 16/09/1965 01/04/2000 30/06/2000 02 meses 29 dias 7 3 2 2
Jean Tigana Mali/França 23/06/1955 01/07/2000 17/04/2003 02 anos 09 meses 17 dias 153 70 41 42
Chris Coleman País de Gales 10/06/1970 18/04/2003 10/04/2007 03 anos 11 meses 23 dias 176 61 44 71
Lawrie Sanchez Irlanda do Norte 22/10/1959 11/04/2007 21/12/2007 08 meses 10 dias 24 4 8 12
Billy McKinlay Escócia 22/04/1969 21/12/2007 28/12/2007 07 dias 2 - 1 1
Roy Hodgson Inglaterra 09/08/1947 28/12/2007 30/06/2010 02 anos 06 meses 02 dias 129 50 32 47
Ray Lewington Inglaterra 07/09/1956 01/07/2010 29/07/2010 28 dias 0 - - -
Mark Hughes País de Gales 01/11/1963 29/07/2010 02/06/2011 10 meses 04 dias 43 14 16 13
Martin Jol Holanda 16/01/1956 07/06/2011 01/12/2013 02 anos 05 meses 24 dias 113 39 26 48
René Meulensteen Holanda 25/03/1964 01/12/2013 14/02/2014 02 meses 14 dias 17 4 3 10
Felix Magath Alemanha 26/07/1953 14/02/2014 18/09/2014 07 meses 04 dias 20 4 4 12
Kit Symons País de Gales 08/03/1971 18/09/2014 08/11/2015 01 anos 01 meses 21 dias 64 23 16 25
Peter Grant Escócia 30/08/1965 08/11/2015 08/12/2015 01 mês 3 - 2 1
Stuart Gray Inglaterra 19/04/1960 08/12/2015 27/12/2015 19 dias 4 - 2 2
Slavisa Jokanovic Sérvia 16/08/1968 27/12/2015 14/11/2018 02 anos 10 meses 18 dias 144 63 36 45
Claudio Ranieri Itália 20/10/1951 14/11/2018 28/02/2019 03 meses 14 dias 17 3 3 11
Scott Parker Inglaterra 13/10/1980 28/02/2019 30/06/2021 02 anos 04 meses 02 dias 105 37 25 43
Marco Silva Portugal 12/07/1977 01/07/2021 - 02 anos 07 dias 94 47 17 30

Última atualização em 7 de julho de 2023.

Títulos[editar | editar código-fonte]

CONTINENTAIS
Competição Títulos Temporadas
Copa Intertoto da UEFA 1 2002
NACIONAIS
Competição Títulos Temporadas
Campeonato Inglês - 2ª Divisão 3 1948-49, 2000-01 e 2021-22
Campeonato Inglês - 2ª Divisão (Play-offs) 2 2017-18 e 2019-20
Campeonato Inglês - 3ª Divisão 2 1931-32 e 1998-99
Southern League 5 1901-02, 1902-03, 1904-05, 1905-06 e 1906-07
Western League 1 1906-07
REGIONAIS
Competição Títulos Temporadas
London Challenge Cup 3 1909-10, 1931-32 e 1951-52
London Five-a-Sides 3 1955, 1957 e 1982
West London Cup 3 1886-87, 1890-91 e 1892-93
West London League 1 1892-93

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Inglaterra Copa da Inglaterra

Vice campeão: 1974–75

União Europeia UEFA Europa League

Vice campeão: 2009–10

Administração[editar | editar código-fonte]

Shahid Khan, atual presidente e proprietário do clube
Cargo Ocupante
Presidente Shahid Khan[25]
Chefe executivo oficial Alistair Mackintosh[26]
Diretor de finanças Sean O'Loughlin[26]
Diretor não-executivo Mark Lamping[26]

O Fulham Football Club é propriedade de Shahid Khan. Khan comprou o clube a Mohamed Al-Fayed em 12 de julho de 2013, por um valor que terá rondado os £150-200 milhões.[27]

Durante o período em que foi proprietário do Fulham, Al-Fayed concedeu ao clube £187 milhões em empréstimos sem juros.[28] Em março de 2011, o Fulham registou perdas anuais de £16,9 milhões, com Al-Fayed a declarar que iria "continuar a disponibilizar fundos para atingir os nossos objetivos dentro e fora do campo" e que "o sucesso contínuo do Fulham e a sua eventual auto-sustentabilidade financeira são a minha prioridade.[29]" A partir de janeiro de 2013, o Fulham ficou efetivamente livre de dívidas, uma vez que Al-Fayed converteu os empréstimos em ações do clube.[30]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (em inglês) «Craven Cottage - Fulham». Consultado em 5 de abril de 2009. Arquivado do original em 21 de abril de 2012 
  2. a b c Site torcedores.com - Conheça um pouco mais sobre os três novos times da Premier League, página editada em 25 de julho de 2018 e disponível em 24 de outubro de 2018.
  3. RSSSF - England - First Level All-Time Tables 1888/89-2015/16, página editada em 5 de julho de 2018 e disponível em 26 de setembro de 2018.
  4. «Fulham». premierskillsenglish.britishcouncil.org (em inglês). 16 de janeiro de 2021. Consultado em 30 de julho de 2023 
  5. «Rampant Fulham hit QPR for six». Sky Sports (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2023 
  6. «BBC News | UK | Football fan jailed for killing rival supporter». news.bbc.co.uk. Consultado em 30 de julho de 2023 
  7. «Craven Cottage». Fulham Supporters' Trust (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2023 
  8. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 |arquivourl= requer |url= (ajuda)  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  9. «Wayback Machine». web.archive.org. Consultado em 30 de julho de 2023 
  10. «FFC Premier League XI». web.archive.org. 6 de julho de 2012. Consultado em 30 de julho de 2023 
  11. FC, Fulham. «Fulham FC». Fulham FC. Consultado em 30 de julho de 2023 
  12. FC, Fulham (18 de agosto de 2022). «Fulham's Best Ever Premier League XI». Fulham FC. Consultado em 30 de julho de 2023 
  13. «Fulham F.C.». Wikipedia (em inglês). 3 de agosto de 2023. Consultado em 6 de agosto de 2023 
  14. Historic of English Football - Fulham FC - Attendances, página disponível em 10 de fevereiro de 2018.
  15. a b Footymad Limited. «Fulham's Average League Attendances». fulham-mad.co.uk 
  16. a b «Archived copy». Consultado em 5 de maio de 2014. Arquivado do original em 6 de agosto de 2013 
  17. «Site nufc». Consultado em 15 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 9 de março de 2008 
  18. «Premier League shirts row: The fickle fashions of sponsorship». BBC News (em inglês). 21 de setembro de 2018. Consultado em 30 de julho de 2023 
  19. «World Mobile | Bring connection. Share the rewards.». World Mobile | Bring connection. Share the rewards. (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2023 
  20. Rutzler, Peter. «Fulham announce record kit deal with betting sponsor W88». The Athletic (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2023 
  21. FC, Fulham (28 de junho de 2023). «Fulham Announces Record Sponsorship With SBOTOP». Fulham FC. Consultado em 30 de julho de 2023 
  22. FC, Fulham (30 de julho de 2023). «Fulham FC». Fulham FC. Consultado em 30 de julho de 2023 
  23. FC, Fulham. «Fulham FC». Fulham FC. Consultado em 30 de julho de 2023 
  24. «MEN» (em inglês). Site oficial do Fulham FC. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  25. «Shahid Khan – Fulham Football Club». www.fulhamfc.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2014 
  26. a b c «Directors – Fulham Football Club». www.fulhamfc.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2014 
  27. «Fulham bought by US billionaire Khan». BBC Sport (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2023 
  28. Conn, David (19 de maio de 2011). «Record income but record losses for Premier League». the Guardian (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2023 
  29. «Fulham football club losses up despite on-field success». BBC News (em inglês). 15 de março de 2011. Consultado em 6 de agosto de 2023 
  30. Fifield, Dominic (29 de janeiro de 2013). «Fulham effectively debt-free as Fayed converts loans into equity». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 6 de agosto de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]