Fumio Kishida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fumio Kishida
岸田 文雄
Primeiro-ministro do Japão
Período 4 de outubro de 2021
até a atualidade
Imperador Naruhito
Antecessor(a) Yoshihide Suga
Presidente do Partido Liberal Democrata
Período 29 de setembro de 2021
até a atualidade
Antecessor(a) Yoshihide Suga
Ministro das Relações Exteriores
Período 26 de dezembro de 2012 –
3 de agosto de 2017
Primeiro-ministro Shinzō Abe
Antecessor(a) Kōichirō Genba
Sucessor(a) Tarō Kōno
Membro da Câmara dos Representantes pelo 1.º distrito de Hiroshima
Período 18 de julho de 1993
até a atualidade
Dados pessoais
Nascimento 29 de julho de 1957 (64 anos)
Shibuya
Nacionalidade japonês
Alma mater Universidade de Waseda
Partido Liberal Democrata
Assinatura Assinatura de Fumio Kishida

Fumio Kishida (岸田 文雄 Kishida Fumio?, Shibuya, 29 de julho de 1957) é um político japonês, atual primeiro-ministro do Japão. É presidente do Partido Liberal Democrata do país e foi líder da maioria na Câmara dos Representantes.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fumio Kishida nasceu numa família política oriunda de Minami-ku, Hiroshima, em 29 de julho de 1957.[1][2] Seu pai Fumitake Kishida e seu avô Masaki Kishida eram ex-políticos membros da Câmara dos Representantes e, além disso, o ex-primeiro-ministro Kiichi Miyazawa é um parente distante.[2] Seu primo Yoichi Miyazawa também foi legislador e ministro da Economia.[3] Estudou direito na Universidade de Waseda, onde se formou em 1982.[1]

Depois de trabalhar no extinto Long Term Credit Bank of Japan e mais tarde como secretário de um membro da Câmara dos Representantes, Kishida foi eleito pela primeira vez em julho de 1993.[4] Ele serviu na câmara baixa sete vezes, representando o 1º Distrito de Hiroshima.[2] Ele foi presidente do comitê de assuntos alimentares do PLD até setembro de 2012.[5] No PLD, ele está próximo do veterano político aposentado Makoto Koga. Kishida assumiu o controle do grupo de Koga em outubro de 2012.[2] Sua mais alta nomeação no partido foi presidir a sede da revitalização econômica do Japão.[5] Como Shinzō Abe e a maioria dos membros de seu gabinete, Kishida é filiado à organização abertamente revisionista Nippon Kaigi.[6]

Ele foi Ministro dos Assuntos de Okinawa de 2007 a 2008 no gabinete do então Primeiro-Ministro Yasuo Fukuda.[5] Ele também foi nomeado Ministro de Estado responsável pelos assuntos do consumidor e segurança alimentar em 2008;[2] e Ministro de Estado responsável pela Ciência e tecnologia , ambos no gabinete de Fukuda.[5] Ele foi nomeado ministro das Relações Exteriores no gabinete do primeiro-ministro Shinzō Abe em 26 de dezembro de 2012.[4] Renunciou ao cargo em 3 de agosto de 2017.[7]

Em 29 de setembro de 2021, venceu as eleições internas do PLD e se tornou seu presidente,[7] quando seria o provável indicado para substituir Yoshihide Suga como Primeiro-ministro do Japão.[8] Em 4 de outubro, foi nomeado como Primeiro-ministro, momento em que anunciou a antecipação das eleições locais.[9]

Nas eleições ocorridas em 31 de outubro, seu partido saiu vitorioso. Dessa forma, pretende corrigir disparidades por meio de um pacote de reformas tributárias, além de programas de auxílio a moradia e educação para famílias de renda média, além de conceder um pacote de estímulo que incluiria investimento em energia limpa e financiamento de ajuda para a Ásia.[10]

Referências

  1. a b «Fumio Kishida» (em japonês). Kante'. Consultado em 27 de dezembro de 2012 
  2. a b c d e «Profiles» (em inglês). The Japan Times. Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  3. «Japan minister support staff 'put sex club on expenses'» (em inglês). BBC. 23 de outubro de 2014. Consultado em 24 de outubro de 2014 
  4. a b «Profiles of key ministers in Abe's new Cabinet» (em inglês). The Asahi Shimbun. 26 de dezembro de 2012. Consultado em 27 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 25 de janeiro de 2013 
  5. a b c d «Profile: Foreign Minister Kishida boasts background in Okinawa affairs» (em inglês). House of Japan. 27 de dezembro de 2012. Consultado em 3 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 2 de dezembro de 2013 
  6. "Abe's reshuffle promotes right-wingers" (Korea Joongang Daily - 2014/09/05) (em inglês)
  7. a b «Fumio Kishida to become Japan's PM following close LDP leadership race» (em inglês). Japan Times. 29 de setembro de 2021. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  8. «Fumio Kishida vence disputa por liderança do partido que controla parlamento do Japão». Folha de São Paulo. 29 de setembro de 2021. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  9. «Fumio Kishida se torna novo premiê japonês e indica dissolução do Parlamento». Folha de São Paulo. 4 de outubro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  10. Ju-min Park e Antoni Slodkowski, Kiyoshi Takenaka (1 de novembro de 2021). «Japan PM Kishida, strengthened by election win, lays out broad policy plans» (em inglês). Reuters. Consultado em 5 de novembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Yoshihide Suga
Primeiro-ministro do Japão
2021
Sucedido por
incumbente