Fundação Ezequiel Dias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Fundação Ezequiel Dias

FUNED.png
Organização
Natureza jurídica Fundação pública
Missão "Participar do fortalecimento do Sistema Único de Saúde, protegendo e promovendo a saúde."
Dependência Brasão de Minas Gerais.svg Governo de Minas Gerais
Secretaria de Estado de Saúde
Chefia Dario Brock Ramalho, Presidente
Localização
Jurisdição territorial  Brasil
Sede Belo Horizonte,  Minas Gerais
Histórico
Antecessor Instituto Manguinhos
Criação 3 de agosto de 1907 (114 anos)
Sítio na internet
funed.mg.gov.br/

A Fundação Ezequiel Dias (FUNED) é um instituto brasileiro de ciências biológicas e tecnologia localizada na cidade de Belo Horizonte. Está vinculado à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A história da Fundação se confunde com a de seu fundador, Ezequiel Dias, e com a expansão das atividades da Fundação Oswaldo Cruz, na época chamado Instituto Soroterápico Municipal, instalado na antiga Fazenda de Manguinhos, do Rio de Janeiro. Ezequiel ingressou no Instituto ainda muito jovem, como ajudante acadêmico de medicina.[2]

Sofrendo de Tuberculose, por indicação médica, Ezequiel Dias decide se mudar com a família para a recém-inaugurada capital de Minas Gerais, na esperança de que o clima mais ameno pudesse recuperá-lo. Durante o tratamento, o médico e farmacêutico foi convidado pelo concunhado Oswaldo Cruz – eles eram casados com duas irmãs – para dirigir uma filial em Belo Horizonte do Instituto Manguinhos, que seria instalada em um casarão na Rua Bahia, onde hoje funciona a Biblioteca Luiz de Bessa.[3]

Em 2014, a Fundação completou 107 anos de existência. É tida como referência no país no desenvolvimento de soros, vacinas e medicamentos para o Sistema Único de Saúde (SUS), além de análises laboratoriais. Mantém ainda 200 exemplares de 10 espécies de cobras e mais de quatro mil escorpiões para a extração de venenos usados para fazer soros antiofídicos.[3]

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

COVID-19[editar | editar código-fonte]

Em meio a Pandemia de COVID-19 no Brasil, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) analisou projetos de lei para destinar recursos à Fundação para a produção de uma vacina. Uma das ideias é a utilização da Funed para acelerar a produção da Spintec, imunizante desenvolvido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O composto poderia começar a ser liberado em larga escala no primeiro semestre de 2022.[4] A iniciativa ainda recebeu apoio do Governo Estadual e da Prefeitura de Belo Horizonte.[5][6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «A Funed». Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  2. «História da Fundação». Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  3. a b Aquino, Celina (30 de agosto de 2014). «Funed completa 107 anos e é referência na área de Saúde; conheça o legado de Ezequiel Dias». Estado de Minas. Consultado em 30 de maio de 2021 
  4. Peixoto, Guilherme (26 de maio de 2021). «ALMG vai votar projeto que garante verba para vacinas na Funed». Estado de Minas. Consultado em 30 de maio de 2021 
  5. «Zema diz estar trabalhando para que Fundação Ezequiel Dias produza vacina contra covid-19». itatiaia.com.br. Rádio Itatiaia. 30 de abril de 2021. Consultado em 30 de maio de 2021 
  6. Dias, Roger (26 de maio de 2021). «Kalil assina termo de patrocínio para financiar vacina desenvolvida na UFMG». Estado de Minas. Consultado em 30 de maio de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre saúde é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.