Fundação Instituto de Administração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde março de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.

A Fundação Instituto Administração - FIA, fundada em 1980 por professores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo, é o órgão de apoio institucional ao Departamento de Administração da FEA-USP.

A FIA tem como função primordial a colaboração estreita com o Departamento de Administração da FEA-USP nas áreas de ensino, pesquisa e extensão universitária.

Além de colaborar academicamente com o departamento, a FIA tem importante papel como órgão de captação de recursos junto ao setor produtivo e à órgãos governamentais, através da prestação de seviços de consultoria nas diversas áreas de estudo da ciência administrativa, gerando assim recursos para suporte financeiro às atividades desenvolvidas pelo Departamento de Administração da FEA/USP.

Outra importante área de atuação da FIA é a realização de cursos de pós-graduação "latu sensu", notadamente de MBA´s, que já formaram mais de 5 mil alunos.

Em reconhecimento às suas atividades e aos relevantes serviços prestados à sociedade, a FIA foi declarada como instituição de utilidade pública federal.

Atualmente a FIA oferece um curso de graduação em administração reconhecido pelo MEC.

O fato de a fundação agora oferecer graduação além dos cursos de MBA e pós-graduação latu-sensu tem gerado críticas de alunos, funcionários e professores de FEA, bem como de outras unidades da USP, que consideram a participação das fundações na universidade prejudiciais, já que as fundações são entidades privadas enquanto que a Universidade de São Paulo é pública, pertencente ao governo do Estado de São Paulo.

Programas da FIA[editar | editar código-fonte]

As pesquisas da Fundação são realizadas pelos seus diferentes programas institucionais, que desenvolvem atividades nos diversos campos temáticos da administração como: Agronegócios, Ciência e Tecnologia, Comércio Exterior, Estudos do Futuro, Finanças, Gestão de Pessoas, Gestão de Projetos, Informática, Marketing, Pequenas e Médias Empresas, Terceiro Setor e Varejo. São no total 13 programas, abaixo apresentados [1]:

  • Centro de Empreendedorismo Social e Administração do Terceiro Setor (CEATS);
  • Laboratório de Finanças (LABFIN);
  • Programa Administração de Varejo (PROVAR);
  • Programa de Capacitação da Empresa em Desenvolvimento (ProCED);
  • Programa de Comércio Exterior Brasileiro (PROCEB);
  • Programa de Estudos do Futuro (PROFUTURO): desenvolve consultorias nos ramos de gestão estratégia, planejamento, prospecção de cenários e avaliação de tecnologias, além de cursos abertos e in company, palestras e seminários sobre temas atuais que são foco de estudo do grupo.[2][3][4] Foi fundado em 1978 e sua equipe é composta por professores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, consultores independentes, especialistas e colabores externos.[5] Também é responsável pela edição e publicação da revista acadêmica Future Studies Research Journal, cujo foco é a publicação de trabalhos técnico-científicos no campo da administração, tendo como tema principal o estudo do futuro, a análise de tendências e a estratégia das organizações.
  • Programa de Estudos dos Negócios do Sistema Agroindustrial (PENSA);
  • Programa de Estudos em Gestão de Pessoas (PROGEP);
  • Programa de Gestão da Inovação e Projetos Tecnológicos (PGT);
  • Programa de Gestão Estratégica Socioambiental (PROGESA);
  • Programa de Informática e Educação (PROINFO-Edu);
  • Programa de Marketing e de Serviços (PROMARK).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Programas: http://www.fia.com.br/ConhecaFIA/programas/Paginas/programas.aspx
  2. Notícia Portal IT Careers: Seminário “Inovação em Busca da Competitividade e Geração de Valor”. http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=28228&sid=56
  3. Notícia Agência USP de Notícias: PROFUTURO Digital Forum.http://www.usp.br/agen/?p=65323
  4. Informe Portal WEBPESADOS: Debate sobre mercado Latino Americano. http://www.webpesados.com.br/revista/index.php/agenda/4907-profuturo-realiza-debate-sobre-mercado-latino-americano
  5. Website Institucional. http://consultoriaprofuturo.com/