Fundo Verde para o Clima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Fundo Verde para o Clima é uma iniciativa global concebida para atender às necessidades de mitigação e adaptação ao aquecimento global.

O fundo foi estabelecido ao longo dos trabalhos da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2010, e funciona no âmbito da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima como um dos seus mecanismos financeiros, captando e distribuindo recursos para a criação e implementação de programas, práticas e tecnologias sustentáveis de baixo carbono, contemplando os países em desenvolvimento.[1] Em sua fundação, as nações desenvolvidas participantes da conferência se comprometeram a canalizar para o fundo em torno de 100 bilhões de dólares por ano até 2020, oriundos de entidades privadas e estatais.[2] Também foi definida uma ajuda emergencial de 30 bilhões até 2012.[3] Porém, a implementação se tornou controversa e difícil, a iniciativa perdeu muito ímpeto e frustrou as expectativas.[4][5][6] O fundo só começou a operar em 2015, com uma verba muito inferior à prometida, de apenas 9,3 bilhões.[7] A gestão dos recursos tem a participação do Banco Mundial. Suas principais áreas de atuação são:[1]

  • Mitigação:
Geração e acesso à energia
Transporte
Florestas e uso da terra
Construções, cidades, indústrias, instalações e equipamentos.
  • Adaptação:
Segurança hídrica, alimentar e de saúde
Subsistência de pessoas e comunidades
Ecossistemas e serviços ecossistêmicos
Infraestrutura e ambiente construído.

Referências

  1. a b Ministério da Fazenda do Brasil. Fundo Verde para o Clima: Sobre o GFC.
  2. "Fundo Verde do Clima deve finalizar primeira capitalização em 2014". Eco-Finanças, 25/09/ 2013
  3. "Crise mundial ameaça Fundo Verde para clima". Instituto Humanitas — Unisinos, 05/10/2011
  4. Dupraz-Dobias, Paula. "COP21 Paris: onde está o dinheiro?" Swissinfo, 18/11/2015
  5. "Países vulneráveis cobram acesso a recursos". Observatório do Clima, 13/10/2015
  6. "Outras visões sobre o Acordo de Paris". Observatório do Clima, 16/12/2015
  7. "Fundo Verde do Clima começa a funcionar em 2015". Deutsche Welle, 20/11/2014