Furacão Charley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Furacão Charley
Categoria 4 (EFSS)
O Furacão Charley atingindo a Flórida
Formação 9 de Agosto de 2004
Dissipação 15 de Agosto de 2004
Vento mais forte (1 min) 130 nós (241 km/h, 150 mph)
Pressão mais baixa 941 hPa (mbar) ou 706 mmHg
Danos 16,3 bilhões de dólares (valores em 2004)
Fatalidades 15 diretas e 20 indiretas
Áreas afetadas Jamaica, Ilhas Cayman, Cuba e Estados Unidos (Flórida e costa leste)
Parte da
Temporada de furacões no Atlântico de 2004

O furacão Charley foi o terceiro ciclone tropical e o segundo sistema tropical que atingiu a intensidade de um furacão da temporada de furacões no Atlântico de 2004. Formou-se a leste das Pequenas Antilhas em 8 de Junho e seguiu para o mar do caribe e posteriormente adentrando o golfo do México, alcançando o pico de intensidade com ventos máximos sustentados de 240 km/h pouco antes de atingir a costa da Flórida[1]. Seguindo para a costa leste dos Estados Unidos, Charley atingiu novamente a costa americana como um furacão de categoria 1.

Ao todo, Charley causou danos estimados de mais de 16 bilhões de dólares, principalmente nos Estados Unidos e causando também quinze fatalidades diretas[2], além de 20 indiretas. O furacão Charley está entre os mais custosos da história dos Estados Unidos, perdendo para Katrina, Andrew, Wilma, Ivan e Ike[1].

Referências

  1. a b Richard J. Pasch, Daniel P. Brown e Eric S. Blake (18 de outubro de 2004). «Tropical Cyclone Report: Hurricane Charley» (PDF). National Hurricane Center. Consultado em 3 de janeiro de 2015 
  2. «2004- Hurricane Charley». Hurricanes: Science and Society. Consultado em 3 de janeiro de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre ciclones tropicais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.