Furacão Iris (1995)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Furacão Iris
Categoria 2 (EFSS)
O furacão Iris como um furacão de categoria 2
Formação 22 de Agosto de 1995
Dissipação 4 de Setembro de 1995
Vento mais forte (1 min) 95 nós (176 km/h, 109 mph)
Pressão mais baixa 965 hPa (mbar) ou 724 mmHg
Danos Desconhecidos
Áreas afetadas Pequenas Antilhas, Europa Ocidental Como ciclone extratropical
Parte da
Temporada de furacões no Atlântico de 1995

O furacão Iris foi o décimo ciclone tropical e o nono a ser nomeado e o quinto furacão da temporada de furacões no Atlântico de 1995. iris foi uma de quatro tempestades a formar simultaneamente no Oceano Atlântico durante a temporada de 1995. Iris formou-se em 22 de Agosto de 1995 e seguiu lentamente através das Pequenas Antilhas como uma tempestade tropical antes de alcançar a força de um furacão. Após atingir o pico de intensidade como um furacão de categoria 2 na escala de furacões de Saffir-Simpson, Iris acelerou para o Atlântico Norte e tornou-se um ciclone extratropical em 7 de Setembro. Os remanescentes de Iris alcançaram o oeste da Europa como um sistema extratropical com ventos de 121 km/h.

Durante o seu ciclo de vida, Iris fez duas interações Fujiwara. o primeiro foi com o furacão Humberto enquanto a segunda foi com a tempestade tropical Karen que foi absorvido mais tarde por Iris. iris produziu chuvas torrenciais nas Pequenas Antilhas enquanto apresentava força de uma tempestade tropical. A chuva causou deslizamentos de terra localizadas que mataram cinco pessoas.

Ícone de esboço Este artigo sobre ciclones tropicais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.