Furninha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Furninha (ou Cova de Dominique) é uma gruta natural na vertente sul da península de Peniche. Situa-se num bordo das falésias entre o Forte de Peniche e o Cabo Carvoeiro, virada para o mar (39°21'21"N / 9°24'4"W).[1][2]

Presença de vestígios neandertais na Europa.
Extensão máxima do território ocupado pelo neandertal.

É testemunho da presença mais ocidental da Europa e do mundo do Homem de Neandertal, extinto há cerca de 40.000 anos. Foi também habitada pelo Homo Sapiens, durante o Neolítico.

A gruta da Furninha foi explorada no final do século XIX por Nery Delgado que, após trabalho exaustivo, demonstrou ser essa gruta património arqueológico de enorme importância: é um marco, no seu extremo ocidental, de um vasto território habitado pelo Homem de Neandertal, que se estendia através da Europa desde os seus limites orientais até à Península Ibérica.

A escavação e o estudo de Nery Delgado revelam ter havido na Furninha ocupação animal [3] no Paleolítico Inferior e humana no Paleolítico Médio (Homem de Neandertal) e no final do Calcolítico (Homem Moderno). Delgado dá ainda como provadas práticas de antropofagia dos neandertais da Furninha que, mau grado a proximidade do mar, eram sobretudo caçadores.

Património[editar | editar código-fonte]

O interesse histórico da Furninha[4][5][6][7][8][9] é ditado pelo valor patrimonial dos achados[10] e como monumento geológico.

Comparação dos crânios do homo sapiens (esquerda) e do neanderthalensis (direita).

Enquanto abrigo e necrópole revelou a presença pré-histórica de vários humanos, do Homem de Neandertal ao Homo sapiens sapiens (Homem Moderno), por entre outros diversos vestígios: fauna do período quaternário, peixes e mamíferos, utensílios de osso e cerâmica.[11] Enquanto monumento, face visível, no seu contexto geológico, de um longo período de mutações da Terra, mesmo antes da formação dos oceanos, faz parte de um conjunto de formações rochosas únicas em todo o mundo[12][13]

Tal particularidade é reforçada pela importante descoberta, em sua vizinhança, de forte presença Neandertal. Não muito longe dali, no Vale do Lapedo, foi explorada uma gruta, conhecida como Lagar Velho,[14] com despojos funerários de uma criança, o célebre Menino do Lapedo, que se provou e se comprovou por análise genética, ser um híbrido de Neandertal e de Homem Moderno,[15] o que abre caminho a um novo entendimento da evolução do Homem, visto se supor até então que não teria havido cruzamentos.[16][17][18][19]

Estado[editar | editar código-fonte]

Desde a exploração de Nery Delgado e por muitos anos que o local esteve em total abandono, mau grado insistentes apelos feitos às autoridades locais para a necessidade de preservar, musealizar e promover a Furninha enquanto património e enquanto atração cultural e turística. [20] Entretanto, desde agosto de 2017, que foi melhorada tanto a sinalização como a limpeza da gruta.

A observação de várias fotografias tiradas dentro da gruta por geólogos [21] (ver referências e ligações externas) revela a existência de uma fina camada de flora, ao que parece em íntima relação com fungos, com cores intensas, com predominância de zonas verdes, amarelas e avermelhadas, isto é, um ecossistema único: microfauna específica, vermes verdes, minúsculos pardais, etc.

É de admitir que as paredes da Furninha estão cobertas de nutrientes criados pela mistura de infiltrações de águas da chuva, que pingam do respiradouro da abóboda, com as gotículas de água salgada que entram gruta dentro levadas pelo vento em dias de mau tempo.

Gira um pouco à volta disto a longa-metragem Arribas ( en Cliffs trailer ), do realizador Ricardo Costa. [22]

A Furninha na tradição oral[editar | editar código-fonte]

A gruta da Furninha é vulgarmente conhecida como Cova de Dominique por via da tradição oral, como registo da memória colectiva. Deve-se esse nome a um salteador solitário e esquivo que nela se refugiava, um tal Dominique.

Tem ainda registo na lenda, Lenda de um amor de Peniche, na pessoa de de Dona Leonor, filha de um pai abastado que se opunha à paixão que ela tinha pelo jovem D. Rodrigo, de uma família rival. Por isso há quem igualmente designe as arribas circundantes como Passos de Dona Leonor. [23][24]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Furninha (Wikimapia)
  2. Descrição e artigo de Mariana Diniz em História de Portugal — Portugal na Pré-História (I) Vol. I, dir.João Medina) (2008)
  3. As grutas, os grandes mamíferos e o homem paleolítico, Estudos do Quaternário, 1, APEQ, Lisboa, 1997, p 13-23
  4. Gruta da Furninha na pág. web da CMP
  5. A Gruta da Furninha (Peniche): estudo dos espólios das necrópoles neolíticas de António Faustino Carvalho (Universidade de Algarve)
  6. Europe’s First Farmers – Paper de T. Douglas Price, University of Wisconsin, Madison (Cambrige University Press)
  7. Fate of the Neandertals – Paper (resumo) de João Zilhão, Volume 53 Nº 4, julho/agosto 2000, in Archeology
  8. How Modern Were European Neanderthals? – Notícia, in [Science Daily], 28 de agosto 2006
  9. Gruta da Furninha – Referência em PhotoArch
  10. The Complex Carnivore-rich Assemblages from Furninha (Peniche, Portugal):a Multidisciplinary Approach – Journal of Taphlomy, 2012
  11. Furninha (pré-história) – NOTA de João Zilhão (arqueólogo)
  12. As Falésias Calcárias da Península de Peniche – em Estudo Geral (Universidade de Coimbra)
  13. Património geológico no litoral de Peniche : geomonumentos a valorizar e divulgar – Paper de José Manuel Romão
  14. O Abrigo do Lagar Velho e o Paleolítico Superior em Leiria, Portugal: análise dos dados arqueológicos no actual contexto da evolução humana – tese de mestrado de Vânia Carvalho, em Estudo Geral, Universidade de Coimbra, 2011
  15. Contexto arqueológico - CML
  16. Menino de Lapedo: uma história de polémica, glaciações e evolução humana Artigo, Luso Ciências, 21 de novembro 2011
  17. Arqueologia: Menino do Lapedo é "lição de tolerância" para a humanidade - Erik Trinkaus – Notícia Sapo/Lusa
  18. Menino do Lapedo - descrição sumária de Rosangela Leite
  19. Genoma de alta resolução dos neandertais permitiu fazer o “catálogo” genético da nossa humanidade – artigo no jornal Público de 18/12/2013
  20. Subterrâneos da Vergonha – Artigo no Jornal Forum Ambiente, nº 286, 6 de junho de 2000
  21. Planta sem folhas (NOTA: a planta tem o aspecto de um novelo de ramos cinzentos sem folhas cujas raízes penetram em pequenas cavidades da rocha, como se procurassem nutrientes concentrados nesses orifícios)
  22. O filme Arribas destaca as cores do interior da gruta, a surpreendente harmonia da sua arquitectura natural e encena aspectos do quotidiano do Homem Neandertal numa sequência de cerca de três minutos
  23. Lenda da Gruta de Peniche
  24. Peniche - pequena história das suas caches
  25. Pinguim e ovo – fotografia de peça destruída em incêndio no Museu Bocage, em Setúbal

Ligações externas[editar | editar código-fonte]