Futebol científico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Futebol científico é um sistema de jogo utilizado no futebol, e que é até hoje uma referência - e um sinônimo - para as equipes do Leste Europeu.[1] Este sistema preza que cada ação executada em campo pode ser planejada previamente e o conjunto da equipe sempre prevalecerá sobre o talento individual.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O verdadeiro “futebol científico” surgiu na década de 70 (apesar de começar a ser idealizado ainda na década de 50). Idealizado pelo treinador Valeriy Lobanovskiy, que, à frente do Dínamo de Kiev e da Seleção Soviética, congeminou uma forma de encarar o jogo que se enquadrava perfeitamente na filosofia do regime soviético da época: o coletivo à frente do indivíduo.

Este sistema de jogo ganhou este nome pois tudo em seu jogo, da preparação dos atletas ao esquema tático, era pensado cientificamente.[3]

A sistematização táctica do futebol científico preconizava deter a posse de bola o menor tempo possível, procurando avançar preferencialmente ao primeiro toque em rápidas triangulações, ocupando de forma eficaz os espaços vazios e mostrando-se letal no contra-ataque. Um futebol mecanizado onde o colectivo funcionava como um corpo e no qual o indivíduo tinha apenas lugar como um componente da “máquina”; em três palavras: veloz, atlético e táctico.

Os pontos máximos do futebol científico foram: O ouro na Olimpíada de Melbourne-1956, o título da Eurocopa de 1960[4], e o segundo lugar no Europeu de 1988, onde a Seleção Soviética foi batida pela Holanda de Rinus Michels.

Os resultados obtidos em Kiev e à frente da Seleção Soviética tornaram o sistema de jogo de Lobanovskiy uma referência para as equipes do Leste Europeu.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. futepoca.com.br/ O legítimo Futebol Científico
  2. globoesporte.globo.com/[ligação inativa] Misturando bola e ciência, Valeriy Lobanosvkyi revelou os maiores jogadores da Ucrânia e fez do Dínamo de Kiev um dos grandes times da Europa
  3. usp.br/Resenha - Futebol Científico: A dança dos deuses: futebol, sociedade, cultura. Por FRANCO Jr., Hilário. São Paulo: Companhia das Letras, 2007
  4. imortaisdofutebol.com/ “Cientistas da bola”

Links Externos[editar | editar código-fonte]