Gérard Debreu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gérard Debreu
Nascimento 4 de julho de 1921
Calais
Morte 31 de dezembro de 2004 (83 anos)
Paris
Nacionalidade francês, estadunidense
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Economia (1983)
Instituições Universidade da Califórnia em Berkeley
Campo(s) economia

Gérard Debreu (Calais, 4 de julho de 1921Paris, 31 de dezembro de 2004) foi um economista estadunidense (naturalizado em 1974) de origem francesa. Foi laureado com o Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel de 1983.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Seu pai era sócio de seu avô materno na fabricação de rendas, tradicional indústria de Calais. Debreu ficou órfão muito jovem, pois seu pai se suicidou e sua mãe morreu de causas naturais.[1] Antes do início da Segunda Guerra Mundial, ele recebeu seu bacharelado e foi para Ambert para começar a se preparar para o exame de admissão de uma grande école. Mais tarde, ele se mudou de Ambert para Grenoble para completar sua preparação, ambos os locais sendo em Vichy, França, durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1941, foi admitido na École Normale Supérieure em Paris, junto com Marcel Boiteux. Ele foi influenciado por Henri Cartan e os escritores Bourbaki. Quando ele estava prestes a fazer os exames finais em 1944, ocorreram os desembarques na Normandia e ele, em vez disso, alistou-se no exército francês. Foi transferido para treinamento na Argélia e serviu nas forças de ocupação francesas na Alemanha até julho de 1945. Debreu foi aprovado nos exames da Agrégation de Mathématiques no final de 1945 e início de 1946. Nessa época, ele já se interessava por economia. particularmente na teoria do equilíbrio geral de Léon Walras. De 1946 a 1948, ele foi assistente no Centre National de la Recherche Scientifique. Durante esses dois anos e meio, ele fez a transição da matemática para a economia. Em 1948, Debreu foi para os Estados Unidos com uma bolsa Rockefeller que lhe permitiu visitar várias universidades americanas, bem como aquelas em Uppsala e Oslo em 1949-1950.

Debreu casou-se com Françoise Bled em 1946 e tiveram duas filhas, Chantal e Florence, nascidas em 1946 e 1950 respectivamente.

Debreu morreu em Paris aos 83 anos de causas naturais na véspera de Ano Novo de 2004.

Carreira acadêmica[editar | editar código-fonte]

Debreu começou a trabalhar como Research Associate e ingressou na Cowles Commission da University of Chicago no verão de 1950. Lá permaneceu cinco anos, retornando periodicamente a Paris.

Em 1954, ele publicou um artigo inovador, intitulado Existence of an Equilibrium for a Competitive Economy, juntamente com Kenneth Arrow, no qual eles forneceram uma prova matemática definitiva da existência de um equilíbrio geral, usando métodos topológicos em vez de métodos baseados em cálculo.

Em 1955, ele se mudou para a Universidade de Yale.

Em 1959, ele publicou sua monografia clássica, Teoria do valor: uma análise axiomática do equilíbrio econômico (Cowles Foundation Monographs Series), que é uma das obras mais importantes da economia matemática.[2] Ele também estudou vários problemas na teoria da utilidade cardinal, em particular a decomposição aditiva de uma função de utilidade definida em um produto cartesiano de conjuntos.

Nesta monografia, Debreu estabeleceu uma base axiomática para mercados competitivos. Ele também estabeleceu a existência de um equilíbrio usando uma nova abordagem. A ideia principal de seu argumento é mostrar que existe um sistema de preços para o qual a correspondência de excesso de demanda agregada desaparece. Ele fez isso provando um tipo de teorema de ponto fixo que é baseado no teorema de ponto fixo de Kakutani. No Capítulo 7, Debreu introduziu o conceito de incerteza e mostrou como ele pode ser incorporado ao modelo determinístico. Aqui, ele introduziu a noção de uma mercadoria contingente, que é uma promessa de entregar um bem caso um certo estado de natureza seja realizado. Este conceito é muito utilizado na economia financeira, onde é conhecido como "título Arrow – Debreu".

Em 1960-61, ele trabalhou no Centro de Estudos Avançados em Ciências do Comportamento em Stanford e devotou a maior parte de seu tempo à prova complexa que apareceu em 1962 de um teorema geral sobre a existência de um equilíbrio econômico.

Em janeiro de 1962, ele começou a trabalhar na Universidade da Califórnia, Berkeley, onde obteve os títulos de Professor Universitário e Professor Emérito da Classe de 1958 de Economia e Matemática.

Durante suas licenças sabáticas no final dos anos 1960 e 1970, ele visitou universidades em Leiden, Cambridge, Bonn e Paris.

Seus estudos posteriores centraram-se principalmente na teoria das economias diferenciáveis, onde mostrou que, em geral, as funções de excesso de demanda agregada desaparecem em um número finito de pontos - basicamente, ele mostrou que as economias têm um número finito de equilíbrios de preços.

Em 1976, ele recebeu a Legião de Honra Francesa. Ele recebeu o Prêmio Banco da Suécia de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel em 1983, por ter incorporado novos métodos analíticos à teoria econômica e por sua reformulação rigorosa da teoria do equilíbrio geral. Ele era membro da International Academy of Science.

Em 1990, ele atuou como presidente da American Economic Association.[3]

Principais publicações[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

Os vinte artigos: O coeficiente de utilização de recursos · Um teorema de existência de equilíbrio social · Um problema clássico de subsídio fiscal · Existência de um equilíbrio para uma economia competitiva (por Gérard Debreu e Kenneth J. Arrow ) · Equilíbrio de avaliação e Pareto ótimo · Representação de uma ordem de preferência por uma função numérica · Equilíbrio de mercado · Economia sob incerteza · Métodos topológicos na teoria da utilidade cardinal · Novos conceitos e técnicas para análise de equilíbrio · Um teorema de limite no núcleo de uma economia (por Gérard Debreu e Herbert Scarf) · Propriedades de continuidade de utilidade paretiana · Agentes econômicos vizinhos · Economias com um conjunto finito de equilíbrios · Preferências suaves · Funções de demanda excessiva · A taxa de convergência do núcleo de uma economia · Quatro aspectos da teoria matemática do equilíbrio econômico · A aplicação à economia da topologia diferencial e análise global: economias diferenciáveis ​​· Funções de utilidade menos côncavas
  • Debreu, Gérard; Arrow, Kenneth J. (2001). Artigos de referência na teoria do equilíbrio geral, escolha social e bem-estar. Cheltenham, UK Northampton, Massachusetts, USA: Edward Elgar Publishing. ISBN 9781840645699 

Capítulos de livros[editar | editar código-fonte]

Artigos de periódicos[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Düppe, Till (Fall 2012). "Gerard Debreu's secrecy: his life in order and silence". History of Political Economy. 44 (3): 413–449. doi:10.1215/00182702-1717239.
  2. The theory of value: an axiomatic analysis of economic equilibrium (PDF)
  3. «Debreu's Presidential Address». cruel.org. Consultado em 2 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
George Joseph Stigler
Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel
1983
Sucedido por
Richard Stone