Góis Monteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Góis Monteiro[1] é uma família brasileira do estado de Alagoas, com origem na elite do estado, embora não tenha ascendência na nobreza portuguesa ou na nobreza do Império do Brasil, sendo o sobrenome composto, oriundo do casamento do senhor de engenho Pedro Aureliano Monteiro e Constança Cavalcanti de Góis, que ocorreu na metade do século XIX. A família exerceu significativamente o mandarinato no Alagoas durante a época do Estado Novo(1937-1945), quando o presidente Getúlio Vargas tornou-se presidente da República brasileira.

Atualmente, conta com alguns membros na política, além de outros na medicina, magistratura e artes.

Entre os seus principais representantes:

Notas

  1. Na ortografia arcaica Góes Monteiro