Günther Anders

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Günther Anders
Nascimento 12 de julho de 1902
Wrocław
Morte 17 de dezembro de 1992 (90 anos)
Viena
Cidadania Alemanha, Áustria
Cônjuge Hannah Arendt
Alma mater Universidade de Freiburg
Ocupação filósofo, tradutor, roteirista, historiador modernista, crítico de cinema, crítico de arte, professor universitário, jornalista, escritor
Prêmios Prêmio Theodor W. Adorno, Prêmio Sigmund Freud
Empregador The New School

Günther Anders, pseudônimo de Günther Stern (12 de julho de 1902, em Breslau, atual Wrocław - 17 de dezembro de 1992, em Viena) foi um jornalista, filósofo e ensaísta alemão de origem judaica.

Doutorou-se em filosofia, em 1923, sob a orientação de Edmund Husserl, tendo sido aluno de Heidegger e Cassirer. Foi colega de Hannah Arendt, com quem foi casado entre 1929 e 1936.

No Brasil, é mais conhecido por seu ensaio Kafka: Pró & Contra (1946), no qual reavalia a importância de Franz Kafka no contexto imediatamente posterior à Segunda Guerra Mundial, quando a obra do escritor tcheco corria o risco de ser mal compreendida ou reduzida a interpretações simplistas. O ensaio - um clássico da crítica literária - foi publicado no Brasil em 1968, por sugestão de Anatol Rosenfeld ao tradutor Modesto Carone, que a partir de então deu início a sua série de traduções da obra de Kafka para o português. O ensaio foi retraduzido, pelo mesmo tradutor, em 2007.

De seu trabalho filosófico, merece destaque o livro Die Antiquiertheit des Menschen, no qual Anders expõe uma crítica à padronização do mundo na era da comunicação de massa, e manifesta o trauma humano experimentado com os bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.