GE U6B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
GE U6B
BSicon exTRAIN3.svg
Locomotiva GE U6B, ainda com pintura da RFFSA, mas em operação na MRS em São José dos Campos - SP.
Descrição
Propulsão Diesel-Elétrica
Fabricante GE ( Estados Unidos)
Número de encomenda 33896-33897 (Cosipa)
36275-36294 (EFCB e EFSJ)
Número de série 1-2 (Cosipa)
3041-3060 (EFCB) e (EFSJ)
Modelo U6B
Ano de fabricação 12/1961(Cosipa)
1967 (EFCB e EFSJ)
Locomotivas fabricadas 22 – Brasil
131 - Total
Classificação AAR B-B
Tipo de serviço Manobra e trem de serviços
Características
Bitola 1,600 m
Diâmetro das rodas 36"
Distância entre eixos 2.083 mm
Comprimento 11.403 mm
Largura 2.743 mm
Altura 3.733 mm
Peso da locomotiva 53.100 kg
Peso por eixo 18.835 kg
Peso aderente 53.100 kg
Tipo de combustível Diesel
Capacidade de combustível 1514 l
Fabricante do motor Caterpillar
Motor primário Cat D 379
Gerador GT601
Motores de tração 7G1A5
Tamanho dos cilindros 6"1/4 x 8"
Tipo de transmissão Elétrica
Performance
Velocidade máxima 64 km/h
Potência total 700 HP
Esforço de tração 15.200 kgf
Raio mínimo de inscrição 22,9 m
Operação
Ferrovias Originais Cosipa, EFCB e EFSJ
Ferrovias que operou RFFSA
Apelidos Caterpillar
Local de operação São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Pernambuco
Data de entrega 1961 e 1967
Ano da entrada em serviço 1961 e 1967
Proprietário atual Cosipa, MRS, Metrorec e Trensurb
Situação Operacionais

A Locomotiva GE U6B é uma locomotiva diesel - elétrica fabricada pela GE entre 1959 e 1992, sendo utilizada nos Estados Unidos da América, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Republica Dominicana, Honduras, Costa do Marfim, Paquistão, Panamá, Indonésia e Tunísia.

Um total de 135 unidades foram produzidas nos EUA, Brasil e Canadá.

U6B no Brasil[editar | editar código-fonte]

Locomotiva GE U6B nº COSIPA fotografada em Cubatão-SP. Já baixada pela empresa, paradeiro desconhecido.

Em 1960 a COSIPA comprou duas locomotivas do modelo U6B que faziam parte da 1º fase do modelo. Já as compradas pela Estrada de Ferro Central do Brasil (1967) e Estrada de Ferro Santos-Jundiaí (1967) são da 2ª fase do modelo.

Das locomotivas compradas pela Central (SR3), 15 unidades ficaram sediadas em Cachoeira Paulista (6ª divisão), sendo utilizada nas manobras da ofícina e em trens de lastro da via. Eram conhecidas como Caterpillar. Duas destas máquinas foram cedidas para a Santos a Jundiaí, juntando-se ao lote inicial de 5 locomotivas.

Com a criação do metro de Porto Alegre e Recife, foram transferidas três locomotivas para a Trensurb (Porto Alegre) e duas para Metrorec (Recife), para serviços na via permanente. As locomotivas da EFSJ (SR4), inicialmente sediada na Lapa, foram todas cedidas à STU/SP (para trens de serviço). Mais tarde, com a criação da CBTU, elas foram deslocadas da STU/SP para outras regionais.

Numeração (RFFSA) Entrada em serviço Destino Observações
3041 outubro de 1967 Operada pela MRS[1][2]
3042
3043
3044
3045
3046
3049
3053
3048 Trensurb[3][4]
3052
3050 Metrorec[5]
3051
3059 CPTM[6]
3047 Desconhecido[7] Ex SR-3 RFFSA
3054 Ex CBTU-SP[7]
3055
3056
3057
3058
3060

Tabela[editar | editar código-fonte]

Modelo Potência (HP) Bitola (m) Fabricante Origem Ano de Fabricação
U6B 700 0,914 a 1,676 General Electric EUA, Brasil e Canadá 1959 a 1992

Proprietários Originais[editar | editar código-fonte]

A seguir são listados os proprietários originais das locomotivas compradas junto à GE.


Ferrovia País Bitola Quantidade
COSIPA Brasil 1,600m 2
Estrada de Ferro Central do Brasil Brasil 1,600m 15
Estrada de Ferro Santos-Jundiaí Brasil 1,600m 5
Minera Santa Fe Chile 1,000m 4
Ferrocarriles Nacionales de Colômbia [1] Colômbia 0,914m 8
Ferrocarriles de Costa Rica [2] Costa Rica 1,067m 10
Cia. Bananera de Costa Rica Costa Rica 1,067m 3
Occidentales Railways Cuba 1,435m 10
Central Rio Haina Republica Dominicana 1,435m 1
United Fruit Co. [3] (Tela RR) Honduras 1,067m 12
Standard Fruit Co. Honduras 0,914m 3
Sode Sucre Costa do Marfim 1,000m 1
Pakistan Railways [4] Paquistão 1,676m 5
Chiriqui Land Co (Southern / Northern) Panamá 0,914m 4
Philippine Nacional Railways [5] Indonésia 1,067m 21
Comp Phosphates Sfax-Gafsa Tunísia 1,000m 18
Tunisian National Railways (SNCFT) [6] Tunísia 1,000m 6
Tunisian National Railways (SNCFT) [7] Tunísia 1,435m 3

Lancaster and Chester Railroad Estados Unidos 1,435 m 1 [1] Santa Maria Valley Railroad Estados Unidos 1,435 m 1 [1] Hampton and Branchville Railroad Estados Unidos 1,435 m 2 [1]

Atualidade[editar | editar código-fonte]

  • A Metrorec e Trensurb operam essas máquinas.

Referências

  1. «Todas as locomotivas -MRS Logística (2017)» (PDF). Revista Ferroviária. Fevereiro de 2018. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  2. BUZELIN, José Emílio de Castro (2002). A ferrovia de Minas, Rio e São Paulo. [S.l.]: Memória do Trem. p. 90. ISBN: 85-86094-04-8 
  3. «Veículos de manutenção da Trensurb são reformados e operam nas obras de extensão de Novo Hamburgo». Trensurb. 17 de novembro de 2010. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  4. «Locomotiva GE U6B #3052 Trensurb». Youtube. 2015. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  5. Charles de Freitas e Luciana de Almeida (fevereiro de 2004). «Trens do Metrô do Recife - MetroRec». Centro Oeste. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  6. CPTM (20 de agosto de 2019). «Foi entregue ontem a 1ª locomotiva reformada do programa de revisão de 14 locomotivas». CPTM-Twitter oficial. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  7. a b Rede Ferroviária Federal (julho de 1984). «Numeração Sigo das locomotivas diesel-elétricas por lotação (Regionais)». Centro Oeste. Consultado em 24 de agosto de 2019 

[1] https://www.thedieselshop.us/LanChes.HTML https://www.thedieselshop.us/SMVR.HTML http://www.rrpicturearchives.net/locoPicture.aspx?id=70931